Opinião

Opinião: "Os Laços que nos Unem" de Linda Gillard

11:03



mais informação acerca do livro neste link

Opinião: Nesta obra encontramos uma mulher, de nome Rose Leonard, que pretende esquecer o seu passado, esquecer tudo aquilo que a inquieta e vive instalado nela, prejudicando-a no presente.
Rose decide fugir, como um escape, numa tentativa de fuga ao seu passado, para uma pequena ilha no largo da Escócia, onde conhece diversas pessoas e faz amigos, tentando ter uma vida normalíssima, mas ao qual não consegue.
Rose, conhece Calum, uma personagem que também teve de lidar com o seu passado, tem uma força de viver que irá ajudar Rose a enfrentar os seus fantasmas e medos que a atormentam. Calum, surge na vida da Rose, tal como os amigos que a decidem ajudar a enfrentar o passado, mas em Calum, Rose vê algo que lhe dá segurança, ele que também teve a força de ultrapassar o seu passado. Rose ao seu lado, aposta no futuro, a possibilidade de atingir novamente a felicidade, de acreditar que consegue voltar a amar.

O meu forte não são os romances, mas é um livro que se lê bem, apesar de ter demorado bastante, aconselho-o.

Ler mais »

Novidades

"As nove plantas do desejo" de Margot Berwin

10:05

Disponível a partir de 8 de Julho


Autor: Margot Berwin
P.V.P.: 14,85 € (aqui)
Data 1ª Edição: 2010
Nº de Edição:
ISBN: 978-972-0-04097-8
Nº de Páginas: 272
Dimensões: 150 x 235 mm
Colecção: -
Editora: Porto Editora
Julia Roberts vai protagonizar filme

As nove plantas do desejo é «uma leitura de Verão quente e psicadélica», diz a Elle
Esta obra, que de acordo com a revista Elle é «uma leitura de Verão quente e psicadélica», vai ser adaptada ao cinema no próximo ano. Julia Roberts vai ser produtora e protagonista.
O livro, que ameaça tornar-se um grande sucesso aquando da transposição para filme, segue a linha narrativa dos romances destinados ao público feminino, mas apresenta ainda um cariz simultaneamente exótico e cosmopolita no que respeita ao enredo. E esse terá sido, por certo, um dos factores que levou a estrela de Hollywood Julia Roberts a querer adaptar a história, produzindo-a e protagonizando-a.
Nesta altura, os direitos de As nove plantas do desejo estão vendidos para quinze países.

  • Sinopse:
Pouco depois do divórcio, a publicitária Lila Nova compra a sua primeira planta.
Trata-se de uma exuberante estrelícia e o vendedor é David Exley, um agrossexual rude, que promete fazê-la ver estrelas. Lila fica imediatamente obcecada – pelas plantas e pelo homem que as vende – mas, quando David a inicia no mito das nove plantas do desejo e depois de ela conhecer um homem chamado Armand que diz possuí-las todas, a sua obsessão alcança dimensões inesperadas.
Porque, segundo a lenda, se ela encontrar todas as plantas, verá cada um dos seus desejos mais profundos realizado.
Mas Lila confia em quem não deve e, em breve, ver-se-á envolvida numa aventura inesperada: no coração do Iucatão, sozinha, com uma mochila carregada de guias turísticos e um champô demasiado caro, acabará por desvendar os mistérios da selva – e da sua própria vida.
  • Sobre Margot Berwin:
Margot Berwin obteve o grau de Mestre em Belas Artes pela New School em 2005. As suas histórias foram publicadas em Nerve.com, no New York Press e na antologia The Future of Misbehaviour. Trabalhou durante muitos anos na área da publicidade e mora na cidade de Nova Iorque.

Ler Excerto
Ler mais »

Novidades

"Fetiche" de Tara Moss

17:54

Disponível a partir de 8 de Julho


Autor: Tara Moss
P.V.P.: 16,50 €
Data 1ª Edição: 2010
Nº de Edição:
ISBN: -
Nº de Páginas: 320
Dimensões: - x - mm
Colecção: Alta Tensão
Editora: Porto Editora
Depois de O Projecto Janus, de Philip Kerr, a Porto Editora, publica Fetiche, de Tara Moss. O segundo livro da colecção ALTA TENSÃO está disponível a 8 de Julho e dá a conhecer aos leitores portugueses uma autora que se tem vindo a tornar numa referência do género policial.
No âmbito da literatura policial australiana, Tara Moss é hoje a escritora de maior sucesso – meio milhão de livros vendidos comprovam-no. Na Europa, as editoras, muitas delas prestigiadíssimas na publicação de policiais, não estavam desatentas e lutaram arduamente pelos direitos editoriais da autora. Em Espanha, no último ano, atingiu enorme sucesso e isso começa a acontecer um pouco por todo o mundo, uma vez que Tara Moss está já traduzida em mais de vinte línguas, em dezassete países.
Depois de Philip Kerr e Tara Moss, vão ser publicados na colecção ALTA TENSÃO autores como Ian Rankin, Fred Vargas, Michael Connelly e Arnaldur Indridason.

Sinopse: Makedde Vanderwall é estudante de Psicologia Forense e, nas horas vagas, modelo internacional.
Contactada pela agência para realizar alguns trabalhos de moda e relançar a sua carreira, viaja até Sydney, aproveitando a oportunidade para visitar a sua melhor amiga, Catherine Gerber. Mas as passarelas e as intrigas do mundo da moda depressa perdem importância quando Mak tropeça literalmente no corpo mutilado da amiga. Catherine é a mais recente vítima do «assassino dos stilettos», um homicida cruel que sequestra as suas presas e as tortura, para em seguida as matar.
Incapaz de se afastar da investigação,Mak ver-se-á enredada num mortífero jogo do gato e do rato, longe de saber que ela própria se tornou na obsessão de um sádico psicopata...
  • Sobre a autora:
Depois de triunfar como top model internacional, Tara Moss tornou-se numa das escritoras australianas de maior sucesso. Licenciada em Jornalismo em 1997, venceria o Scarlet Stiletto Young Writer’s Award no ano seguinte com o conto Psycho Magnet. Desde então os seus
romances receberam prestigiosos prémios na Austrália e encontram-se traduzidos em 17 países. A pesquisa minuciosa que realiza para cada um dos seus livros já a levou a visitar a Academia do FBI, em Quantico, a conviver com brigadas da polícia e a tirar a licença de detective privado. Em 2007, foi nomeada Embaixadora da Boa Críticas Vontade pela UNICEF.
  • Críticas
A Agatha Christie de saltos altos.
El Mundo

Tara Moss marca a chegada de uma nova voz feminina para os leitores de romances policiais.
Publishers Weekly

Moss é meticulosa a descrever os procedimentos de investigação, granjeando muitos elogios pela autenticidade dos seus policial.. Ela é bem capaz de se tornar numa das autoras mais bem sucedidas
no género.
World Literature Today

Cheio de intriga e suspense. Os apreciadores do género irão adorar.
Melbourne Weekly

Não se contentando em ter as feições de uma deusa, Tara Moss é inteligente, divertida e sabe escrever.
The Australian
Ler mais »

Divulgação

[Presença] Antoine de Saint-Exupéry

17:17

Se fosse vivo, Antoine de Saint-Exupéry completaria hoje 110 anos.

Comemore o aniversário do grande escritor francês em conjunto com a Editorial Presença através de um desconto de 50%, promovido no site www.presenca.pt, relativo aos seguintes títulos:

- O Principezinho
- O Principezinho Segundo a Obra de Antoine de Saint-Exupéry
- Cidadela

Nota: Esta promoção é válida apenas durante o dia de hoje (29/06/10), até às 23h59.

«As coisas mais importantes são muitas vezes invisíveis para os olhos – só com o coração é que podemos vê-las!»
Antoine de Saint Exupéry in O Principezinho
Ler mais »

Novidades

"Contos Fantásticos" de Edgar Allan Poe

13:33

Autor: Edgar Allan Poe
P.V.P.: 11,70 € (aqui)
Data 1ª Edição: 2010
Nº de Edição:
ISBN: 978-972-568-631-7
Nº de Páginas: 196
Dimensões: 137 x 195 mm
Colecção: Ficção Estrangeira
Editora: Ulisseia - Babel
«Que ela me amasse não podia duvidar, e era-me fácil adivinhar que, num peito como o seu, o amor não devia reinar como paixão vulgar.»

  • Sobre Edgar Allan Poe:
    Edgar Allan Poe (Boston, 19 de Janeiro de 1809 — Baltimore, 7 de Outubro de 1849) foi escritor, poeta, romancista, crítico literário. Poe é considerado, juntamente com Jules Verne, um dos precursores das literaturas de ficção científica e fantástica modernas e é reconhecidamente um dos pais da literatura policial. Neste volume reúnem-se onze das mais marcantes histórias fantásticas do mestre fundador do estilo e que mais tarde, pela mão de Baudelaire, influenciaram toda a Europa e o resto do mundo. Sobrenatural e terror num conjunto de clássicos incontornável.

Pode ler opinião aqui

Ler mais »

Opinião

Opinião: "Segredos" de João Pedro Martins

10:58


Autor: João Pedro Martins
P.V.P.: 12,00 €
Data 1ª Edição: 2009
Nº de Edição:
ISBN: 978-989-8070-35-7
Nº de Páginas: 120
Dimensões: 150 x 220 mm
Colecção: -
Editora: Fronteira do Caos Editores

Sinopse: “Tu pensaste que era possível sair sempre impune. Não sabias que trair aqueles que de ti gostavam seria motivo da mais dura punição que se pode ter, a privação, a privação de contacto posterior. O castigo mais duro contudo é sempre atribuído aos outros, aos que são traídos. É um duplo sofrimento. Porque são eles que ainda por lá ficam sem explicação e sem remédio. Alguns nunca superam esses males e os fragmentos de vida que os atormenta são de facto mais dolorosos que os do causador de tal situação. Os teus não são mesmo nada maus. Tiveste sempre grande sorte. Mas não te estava reservado mais nada do que aquilo que tiveste. As coisas são como são, ainda te lembras? Um dia resolveste conduzir enquanto ias acabando com uma garrafa de uísque, bebias uma por dia depois de te separares da mulher com quem vivias, seguias a caminho de casa de outra que contigo queria estar, mas não sabias, estavas longe de imaginar que eu já estava a caminho para te capturar, para te dar descanso. Foi isso que aconteceu quando largaste a garrafa de uísque no banco do lado para atenderes o telefone que estava caído a teus pés. Eu estava ali mesmo, na curva seguinte, à tua espera. Já te lembras de mim nos teus sonhos?”


Opinião: Esta foi uma obra de fácil e rápida leitura, sem dúvida.
Comecei a ler e para ser sincero cortou-me logo o meu raciocínio de enquadramento na história, mas rapidamente fui "devorando" as páginas e deixando-me levar pelo seu enredo, quando já estava a embalar na leitura, e no confronto do jogo de contar verdades, digamos segredos deles, entre o grupo de amigos de longa data, que tinha o costume se juntar para conviver ao longo de muitos anos, mas que naquele dia seria um encontro diferente e de um final trágico, vá... diferente! Quando já ia a achar um espectáculo aquele jogo de conversas, puf... deu-se um corte segundo a minha opinião, mesmo à filme, uma vez que eu leio e recrio os filmes na minha cabeça cheia de imaginação, do qual adorei e me deixou muito satisfeito, regressando ao início...

Esta obra foi uma criação mesmo muito boa do autor, que não conhecia nem tinha lido ainda nenhuma obra, mas que me deixou de apetite aberto para próximas obras que por aí venham :-)

Recomendo esta leitura, não se vão mesmo arrepender, apenas vão desejar que ela tivesse mais páginas e se tornasse mais longa, sem dúvida! Muito boa
Já sabem, qualquer informação extra, por favor contacte-me, ou deixem aqui comentário, pois tentarei esclarecer-vos mais acerca da obra.
Ler mais »

Novidades

"Beatriz e Virgílio" de Yann Martel

01:24

Disponível a partir de 6 de Julho


Autor: Yann Martel
P.V.P.: 13,50 € (aqui)
Data 1ª Edição: 2010
Nº de Edição:
ISBN: 978-972-23-4385-5
Nº de Páginas: 176
Dimensões: 150 x 230 mm
Colecção: Grandes Narrativas Nº472
Editora: Editorial Presença
O NOVO LIVRO DO MEGASELLER
A VIDA DE PI

Uma sofisticada fábula de humanos, animais e violência.



Yann Martel, consagrado vencedor do prémio Man Booker Prize 2002 atribuído ao bestseller A Vida de Pi, publica novo romance: Beatriz e Virgílio. O primeiro trabalho de ficção de Martel desde A Vida de Pi é uma pequena alegoria sobre um burro e um macaco falantes que empreendem juntos uma viagem épica. Segundo o USA Today «Beatriz e Virgílio, o novo livro de Yann Martel é negro mas divinal. Este romance pode vir a ser a obra-prima sobre o Holocausto.»

Enredo: Em Beatriz e Virgílio, Henry, um escritor reconhecido, decide escrever um livro que é meio ficção e meio ensaio. Porém é completamente desencorajado pelos seus editores e desiste do projecto, indo viver para outra cidade com a mulher. Aí, contudo, continua a receber cartas de leitores. Um dia dentro de um sobrescrito encontra uma cópia de um conto de Flaubert, um enigmático excerto de diálogo entre dois personagens e um pedido de ajuda.
  • Sobre Yann Martel:
Nascido em Espanha, em 1963, mas naturalizado canadiano, o Booker Prize vendeu mais de três milhões de cópias nos Estados Unidos, e viu A Vida de Pi ser publicada em 41 países e figurar como bestseller do New York Times por mais de um ano. A Vida de Pi foi o primeiro livro de Yann Martel a ser editado em Portugal pela Difel, em 2003. A partir de 2010, a Presença torna-se detentora dos direitos para publicação de Beatriz e Virgílio e A Vida de Pi.

Yann Martel estudou Filosofia na Universidade de Trent, viajou muito e trabalhou em empregos de recurso, antes de começar a escrever.


Ler Excerto


Pode ler opinião aqui
Ler mais »

Novidades

"Diversas Formas de Amar" de Maria Alice Gouveia

01:04


Autor: Maria Alice Gouveia
P.V.P.: 15,00 € (aqui)

Data 1ª Edição: 2008
Nº de Edição:
ISBN: 978-989-636-313-0
Nº de Páginas: 518
Dimensões: - x - mm
Colecção: -
Editora: Papiro Editora

Sinpose: Tal como o nome sugere, Diversas Formas de Amar, descreve diferentes dádivas de amor.
  • Amor/Paixão – Entre os vários casais, destaque para a Marisa e o Rodrigo
  • Amor/Amizade – De realçar o salutar desenvolvimento da amizade entre a doutora Marisa e a jovem Isabel.
Anos mais tarde, quando a doutora morre, num acidente de viação, a Isabel dedica-se inteiramente aos filhos da amiga.

Passados uns anos, quando o viúvo da amiga começa a ter problemas de saúde, para salvaguardar o bem-estar das crianças, caso o pai viesse a falecer, sem que haja amor de parte a parte, ou futuro contacto físico entre eles, Isabel acaba por se casar com ele.

Quando um casal amigo, depois de vários anos de casamento, descobre que só através da doação de um óvulo, conseguiriam realizar o sonho de se tornarem pais, a Isabel oferece-se para ser a doadora, desistindo dos seus direitos de mãe biológica, a favor dos amigos.
  • Amor/Doentes – O exemplo de dedicação e humanismo da Dra. Marisa, do seu Marido, o Dr. Rodrigo e anos mais tardes, depois de terminados os cursos de medicina, das suas filhas Susana e Liliana.
  • Amor/Próximo – A entrega do sacerdote Bruno, aos seus paroquianos.

  • Sobre Maria Alice Gouveia:
Maria Alice Gouveia nasceu no Lobito, Angola.
Em 1974 veio com o pai de férias a Portugal, acabando por ficar até 1982, altura em que, já casada, emigra para os Estados Unidos da América, aonde permaneceu até 2003.

Publicou “ The Donatos”em 2002 e “ Pais Desumanos” em 2007.
Ler mais »

Novidades

"Pais desumanos" de Maria Alice Gouveia

00:55

Autor: Maria Alice Gouveia
P.V.P.: 10,90 € (aqui)

Data 1ª Edição: 2007
Nº de Edição:
ISBN: 978-989-63-6126-6
Nº de Páginas: 160
Dimensões: - x - mm
Colecção: -
Editora: Papiro Editora

Sinopse: Depois de ter sido molestada pelo pai, aos cinco anos de idade, Concha foi violada aos 8, pelo padrasto.
A relação amor/ódio com a mãe acompanhou-as ao longo das suas vidas.
Conheceu o Mathew, o pai dos seus dois filhos mais velhos, quando fugia da escola secundária, receosa de ser mandada para um reformatório.
Joshua deu-lhe uma filha, mas quase a destruiu.
Além de lhe ter dado a segurança e estabilidade que tanto ansiava, com Tyree, encontrou o amor incondicional, e um pai para os seus filhos.
  • Sobre Maria Alice Gouveia:
Maria Alice Gouveia nasceu no Lobito, Angola.

Em 1974 veio com o pai de férias a Portugal, acabando por ficar até 1982, altura em que, já casada, emigra para os Estados Unidos da Améica, aonde permaneceu até 2003. Publicou “ The Donatos”em 2002.
Ler mais »

Novidades

"Flavia de Luce e o Mistério no Bosque de Gibbet" de Alan Bradley

15:31


Autor: Alan Bradley
P.V.P.: 18,70 €
Data 1ª Edição: 2010
Nº de Edição:
ISBN: -
Nº de Páginas: 320
Dimensões: - x - mm
Colecção: -
Editora: Planeta
O regresso do inusitado detective criado por Alan Bradley
Flavia de Luce e o Mistério no Bosque de Gibbet

A Talentosa Flavia de Luce, obra de estreia de Alan Bradley, publicada em Portugal em 2009, acaba de receber mais uma distinção: o Prémio Arthur Ellis 2010 (na categoria Primeiro Romance), menos de um mês depois de ter conquistado o júri do Agatha Award, um importante galardão literário que distingue escritores de romance policial ao estilo de Agatha Christie (sem conteúdos explícitos de sexo nem cenas excessivas ou gratuitas de violência). No total, são já cinco os prémios alcançados por Alan Bradley com esta carismática personagem.

«O início de A Talentosa Flavia de Luce é tão viciante que tive de interromper a leitura de A Rapariga que Sonhava com uma Lata de Gasolina e um Fósforo para o poder terminar.»
Paul Ingram

«Brilhante, irresistível e incorrigível, Flavia tem um longo futuro pela frente. O romance de estreia de Alan Bradley é fabuloso.»
Kirkus Review

Flavia tem apenas 11 anos, um feitio muito especial e um invulgar talento para fórmulas químicas, em especial no que toca a venenos. Desengane-se, porém, quem pensa que se as suas histórias se destinam a um público juvenil. Dona de uma inteligência invulgar e de uma surpreendente capacidade de investigação, Flavia nada fica a dever aos famosos Sherlock Holmes ou Hercule Poirot.

Depois de resolver o estranho homicídio que teve lugar no campo de pepinos próximo da sua casa, que partilha com o pai e as suas duas irmãs, Flavia concentra-se agora em resolver o mistério no Bosque de Gibbet.

Quando um grupo de artistas com marionetes estaciona na aldeia de Flavia, nada faz prever que a morte espreita atrás do pequeno palco mas a verdade é que, durante o espectáculo, um dos homens por detrás dos fantoches é assassinado. Atenta e muito perspicaz, Flavia percebe de imediato que há coisas que não batem certo e rapidamente começa a tentar desvendar o mistério.

Pelo meio, tal como no livro anterior, espaço para o humor, a fantasia e o inusitado. E tudo isto na companhia de um conjunto de personagens verdadeiramente apaixonantes: o carismático homem das marionetes, a esposa do vigário, a excêntrica tia e as irmãs malvadas da Flavia, o cozinheiro coscuvilheiro…
Publicado em mais de 27 países, o primeiro livro de Flavia entrou na lista dos livros mais vendidos da Amazon em 2009. Bestseller do New York Times, A Talentosa Flavia de Luce foi entretanto distinguido com o do Debbut Dagger Award, o Spotted Owl Award, o Dilys Award 2009, o Arthur Ellis e o Agatha Award.
  • Sobre Flavia de Luce
«Se existe um detective apaixonante, brilhante e, sim, adorável, é Flavia de Luce.»
USA Today

«Impressionante enquanto detective e encantadora como cientista louca, Flavia é ainda mais interessante como menina que aprendeu a divertir-se sozinha na solidão da sua casa.»
New York Times Book Review

«Um romance encantador e um mistério que será, certamente, um dos mais falados do ano.»
Chicago Sun-Times

«A precoce Flavia é única.»
Library Journal

«Uma estreia divertida.»
Publishers Weekly

«Um enredo bem conseguido, envolvendo filatelia, ornitologia e premonições, e um elenco maravilhoso fazem da obra de estreia de Bradley um livro deliciosamnente divertido.»
The Guardian

«Realmente original, Flavia é muito bem-vinda ao universo dos romances policiais.»
The Boston Globe

«Um policial delicioso.»
People Magazine
  • Sobre Alan Bradley
Alan Bradley nasceu em Toronto, e cresceu em Cobourg, Ontário. Formou-se em Engenharia Electrónica e trabalhou em várias estações de rádio e televisão, em Ontário, e no Instituto Politécnico de Ryerson (agora Ryerson University), em Toronto, antes de se tornar director de Engenharia de Televisão.

Decidiu entretanto dedicar-se à escrita e publicou vários livros infantis antes se aventurar a escrever, A Talentosa Flavia de Luce, para adultos, que se tornou de imediato um fenómeno editorial no mundo inteiro.
Ler mais »

Divulgação

[Esfera dos Livros] "A Solidão de um Treinador" de Cecília Carmo

15:18

Apresentação de "A Solidão de um Treinador" de Cecília Carmo,
dia 1 de Julho, às 18h30,
na livraria CEBuchholz


Com este livro Cecília Carmo mostra uma faceta menos conhecida dos treinadores de futebol. Nove treinadores contam histórias de balneários, despedimentos , pressões, fracassos e vitórias.

Ler mais »

Passatempo

Resultado Passatempo - "O Filho não é meu" de Maria Alice Gouveia

01:10

Olá a todos! :-)

Aqui vão os resultados do 2º passatempo do blog Clube dos Livros.

Tínhamos para oferta 2 exemplares do livro "O Filho não é meu" de Maria Alice Gouveia, em parceria com a Editorial Novembro, da qual agradeço pelo 1º passatempo que nos facultou em nome do blog e dos participantes.



Neste passatempo tivemos fantástico número de 332 participações, e apenas 5 dias, obrigado a todos os participantes!

Como sempre algumas participações foram válidas outras não, seguem detalhes abaixo:

Questão: Qual a década de início da história em Angola?
Resposta: 70 (2ª opção) - 0 respostas erradas

Questão: A criança nasceu no seio de uma família portuguesa
Resposta: Conservadora (2ª opção) - 4 respostas erradas

Questão: "O que torto nasce,...
Resposta: ...o amor endireita" (1ª opção) - 24 respostas erradas

Questão: Quantas páginas tem o livro?
Resposta: 192 (2ª opção) - 0 respostas erradas

Questão: Qual o nome da autora?
Resposta: Maria Alice Gouveia (1ª opção) - 2 respostas erradas

Participações repetidas ou com Dados Incompletos: 3 participantes com mesmo nome ou e-mail (notem que esta verificação é realizada [como sempre foi aqui no blog] online num sistema que detecta estes campos, bastando-me copiar e colar lá os nomes verificar e depois os e-mails e verificar)

Vamos agora saber quem foram os vencedores e... foram os números...:
* 302 - Jaime Alberto Ferreira - Porto Salvo
* 332 - Joana Isabel Lourenço Dias Soares - Lisboa


Muitos Parabéns!
Aos vencedores, enviei um e-mail de confirmação, irão receber na vossa morada o prémio.

Quem não ganhou desta vez, não desanime e continuem a participar nos passatempos que irão começar durante esta semana (atenção, muita atenção, vou trazer-vos novidades no método de atribuição de prémios, em alguns passatempos, já desta semana), e participem ainda no que se encontra em curso "Educação Siberiana" e também estejam atentos para os próximos que irei iniciar durante esta semana.
Nota: Como já informei, o recorde de participações fica então em 480 participações
Agradeço a quem se tem tornado seguidor do blog, e o apoia, e que muitos mais o sigam, quer aqui no blog quer no facebook, basta aderir!

Quanto às vossas sugestões, a quem não deu, poderá sempre faze-lo para info.clubedoslivros@gmail.com, que eu irei consultar e tomar devida atenção, para quem já deu pode sempre propor mais...
Para as que já recebi, já li todas claro, e algumas foram tratadas e serão colocadas em prática, outras serão testadas e melhor analisadas por mim, e sondadas, recorrendo a sondagem mesmo no blog.
A todos obrigado!
Cumprimentos a todos e boas leituras!
Clube dos Livros

Ler mais »

Passatempo

Resultados do Passatempo - "Reflexo Perdido" de Marta Carvalho

00:40

Olá a todos! :-)

Hoje terminam dois passatempos do blog Clube dos Livros, contudo, vamos 1º aos resultados deste:
Tínhamos para oferta de 1 exemplar do livro Reflexo Perdido" de Marta Carvalho, em parceria com a Papiro Editora, da qual agradeço pelo 1º passatempo que nos facultou em nome do blog e dos participantes.

Quem quiser ver mais um pouco de Marta Carvalho aceda aqui



Neste passatempo tivemos o extraordinário e fantástico número de 480 participações, inacreditável mesmo... MUITO OBRIGADO A TODOS! =D
Isto representa muito para mim acreditem.

O meu muito obrigado a todos pelo sucesso deste passatempo, acredito que a Marta ao ver estes resultados irá ficar muito, mas muito contente!

Como sempre algumas participações foram válidas outras não, seguem detalhes abaixo:

Questão: O que é que Liliana perdeu?
Resposta: A irmã (3ª opção) - 2 respostas erradas

Questão: O que irá ser desvendado?
Resposta: Segredos (1ª opção) - 49 respostas erradas *
  • * Se por algum motivo algum dia tenha mais de 25% de respostas erradas numa questão, irei automaticamente anula-la.
Questão: Quantas páginas tem a obra?
Resposta: 80 (2ª opção)." - 3 respostas erradas

Questão: Que idade tem Marta Carvalho?
Resposta: 15 (3ª opção) - 13 respostas erradas

Participações repetidas ou com Dados Incompletos: 5 participantes com mesmo nome ou e-mail (notem que esta verificação é realizada [como sempre foi aqui no blog] online num sistema que detecta estes campos, bastando-me copiar e colar lá os nomes verificar e depois os e-mails e verificar)

Vamos agora saber quem é o vencedor e é o número...:
* 81 - Adão Cruz – Viseu


Muitos Parabéns!
Ao vencedor, enviei um e-mail de confirmação, irá receber na sua morada o seu prémio.

Quem não ganhou desta vez, não desanime e continuem a participar nos passatempos que irão começar durante esta semana (atenção, muita atenção, vou trazer-vos novidades no método de atribuição de prémios, em alguns passatempos, já desta semana), e participem ainda no que se encontra em curso "Educação Siberiana" e também estejam atentos para os próximos que irei iniciar durante esta semana.
Nota: Como já tive oportunidade de dizer, e reforço, nunca pensei que mais uma vez fosse possível, mas muito obrigado por ajudarem a ultrapassar o anterior recorde de 403 participações, subindo agora para 480 participações o novo recorde de participantes! :D
Agradeço a quem se tem tornado seguidor do blog, e o apoia, e que muitos mais o sigam, quer aqui no blog quer no facebook, basta aderir!
Cumprimentos a todos e boas leituras!
Clube dos Livros
Ler mais »

Lembrete: Passatempos

17:14

Bom dia a todos,
Venho-vos lembrar que os seguintes passatempos terminam já este Domingo:


E na próxima Quarta-feira este:


Podem aceder directamente através dos links dos nomes dos passatempos desta mensagem!
Boa sorte a todos!
Ler mais »

Novidades

"Eu, Maria Pia" de Diana de Cadaval

14:44


Autor: Diana de Cadaval
P.V.P.: 21,00 € (aqui)
Data 1ª Edição: 2010
Nº de Edição:
ISBN: 978-989-626-230-3
Nº de Páginas: 208 + 16 extratextos
Dimensões: 160 x 235 mm
Colecção: Romance
Editora: Esfera dos Livros
O destino trágico de uma princesa italiana rainha de Portugal
Chegou a minha vez de morrer. Como último desejo peço que me virem na direcção de Portugal, o país que me encheu de alegria o coração de menina e me tirou tudo o que de mais sagrado tinha quando mulher. Olhando para trás, reconheço que a minha vida foi marcada pela tragédia. Vi partir uma mãe cedo de mais, morria de doença e de desgosto por um marido que a traía publicamente. Não me consegui despedir do meu pai, enterrei um marido que, com palavras doces e promessas vãs conquistou o meu ingénuo coração e no final me humilhou com as suas traições, um filho em quem depositava todas as esperanças, um neto adorado, e, por fim, a minha querida Clotilde, irmã de sangue e confidente.

Claro que também tive momentos de felicidade. Quando sonhava acordada com príncipes e casamentos perfeitos, quando cheguei a Lisboa e o povo gritava o meu nome, quando viajava por essa Europa fora de braço dado com Luís, quando brincava no paço com os meus filhos ou quando estendia as mãos para ajudar os mais necessitados, abrindo creches e asilos. Mas mesmo nestas alturas havia quem me apontasse o dedo. Maria Pia a gastadora, a esbanjadora do erário público. A que dava festas majestáticas no paço, a que ia a Paris comprar os tecidos mais caros e as jóias mais exuberantes. Não percebiam eles que assim preenchia o vazio que, aos poucos, se ia instalando no meu coração.

Na sua primeira incursão pela escrita, Diana de Cadaval traz-nos um retrato psicológico impressionante de D. Maria Pia, rainha de Portugal. Num romance escrito na primeira pessoa viajamos para os finais do século XIX, princípios do século XX para conhecer a trágica vida de uma princesa italiana feita rainha com apenas catorze anos. Recebida em clima de grande euforia, Maria Pia foi, 48 anos depois, expulsa de um país a quem dedicou toda a sua vida.
  • Sobre Diana de Cadaval:
Diana, duquesa de Cadaval, nasceu em Genebra, na Suíça e vive actualmente em Portugal, entre o Estoril e Évora. Formou-se em Comunicação Internacional na Universidade Americana de Paris e trabalhou na leiloeira Christie's, em Londres. Tem a seu cargo a actividade cultural do Palácio Cadaval, em Évora, o berço da família ducal há mais de seis séculos. Com o marido, o príncipe Charles-Philippe d'Orléans, duque d'Anjou, Diana de Cadaval tem participado em missões humanitárias na Etiópia, Camboja, Sérvia e Egipto.
Ler mais »

Novidades

"A Solidão de um Treinador" de Cecília Carmo

14:38


Autor: Cecília Carmo
P.V.P.: 16,00 € (aqui)
Data 1ª Edição: 2010
Nº de Edição:
ISBN: 978-989-626-232-7
Nº de Páginas: 168 + 8 extratextos
Dimensões: 160 x 235 mm
Colecção: Actualidade
Editora: Esfera dos Livros

Este é um livro sobre treinadores de futebol. Não fala das questões técnicas e tácticas do jogo, mas sim sobre o líder da equipa, o gestor do balneário, o psicólogo e, por vezes, o amigo dos jogadores.

A jornalista Cecília Carmo entrevistou nove treinadores nacionais que partilharam momentos pouco conhecidos do grande público. Quando os flashes e as câmaras não estão apontados, há outras histórias para contar. Histórias de balneário, da forma como convivem com a ruptura, com o despedimento, como lidam com os egos dos jogadores, com a pressão das claques, a sombra dos presidentes dos clubes que os empregam, como reagem aos fracassos e às vitórias.

Um livro que nos revela uma faceta menos conhecida dos treinadores de futebol. Uma profissão solitária cujo lema, todos concordam, é ter a mala sempre pronta para seguir para o próximo desafio.
«Digo muitas vezes aos treinadores: se vocês querem seguir com esta aposta procurem rapidamente um médico. Não estão bons da cabeça de certeza (…)»
Carlos Queiroz

«No meu ponto de vista tem de haver uma fronteira. Eu sou treinador, tu és jogador. Eu tenho esta função, tu tens esta função.»
Paulo Bento

«Eu convivo bem com essa solidão, porque eu, mesmo a perder, gosto de ver sempre quais são as vantagens dessa derrota.»
Domingos Paciência
  • Sobre Cecília Carmo:
É jornalista da RTP. Trabalhou na secção de desporto do semanário Expresso em 1985. Em 1987 ingressou na RTP, na secção de desporto, onde esteve durante 18 anos. Foi repórter, apresentadora e coordenadora de quase todos os espaços desportivos da estação.

Como jornalista acompanhou quatro edições dos Jogos Olímpicos: Barcelona, Atlanta, Sydney e Atenas, sendo a team leader de toda a operação televisiva destes últimos. Coordenou na redacção em Lisboa os Campeonatos Europeus de Futebol de 1996, 2000 e 2004 e os Mundiais de 1998 e 2002.

Desde 2005 que apresenta o Jornal da RTP2 e coordena há dois anos o jornal «À Noite as Notícias», na RTPN. Lecciona aulas de Jornalismo Desportivo na Escola Superior de Comunicação Social, num seminário de mestrado.
Ler mais »

Novidades

"Esmeralda a Filha do Mar" de Maria Luzia Fronteira

00:28

Autor: Maria Luzia Fronteira
P.V.P.: 13,00 € (aqui)

Data 1ª Edição: 2010
Nº de Edição:
ISBN: 978-989-8389-21-3
Nº de Páginas: 80
Dimensões: - x - mm
Colecção: Viagens na Ficção
Editora: Chiado Editora

Sinopse: Passados poucos dias Esmeralda voltou a encontrar-se com o seu filho para conversar mais um pouco, e foi neste momento que Esmeralda começou a aperceber-se da vida que teve antes de casar, todo o seu passado começava a ser um fantasma que lhe fazia tirar o sono e a tranquilidade em que vivia.
A partir daí tudo mudou…
Ler mais »

Follow on Facebook

Site Meter