Opinião

Opinião: "As Mentiras de Locke Lamora" de Scott Lynch

20:50



mais informação acerca do livro neste
link
adquira o livro neste link

Opinião:
Quando se fala dele, os mitos apontam para um ser invencível e com poderes misteriosos e inexplicáveis, mas na verdade é o nosso personagem Locke Lamora, que fora um jovem órfão com cerca de 10 anos, sobrevive a um surto epidémico, que ocorreu no bairro de Catchfire, denominado de “Sussurro Negro” e que é comprado pelo Criador de Ladrões, que após vários problemas lhe decide vender a Chains. Assim começa a aventura de Locke…

Chains, o cego sacerdote do Templo de Perelandro, ensina a Locke a arte de assaltar, sim porque este sacerdote é o líder (garrista) de um bando denominado de Cavalheiros Bastardos. Juntamente com estes ensinamentos, Locke aprende ainda a cozinha, a comportar-se como um fidalgo e a fazer parte da congregação religiosa para sua protecção. Claro está que a nossa personagem seria astuta, datada de um humor negro, inteligente e ágil, e com isto torna-se um excelente actor ao ponto de conseguir persuadir e manipular os seus alvos e com isso realizar os seus assaltos. Com isto Locke, torna-se anos mais tarde no garrista deste grupo que o acolhera e ensinara, assumindo a sua identidade de disfarce denominada de Espinho de Camorr.
Após mais um assalto, as coisas começam a complicar-se e o grupo liderado por Espinho de Camorr, enfrenta o poder da magia do mágico Falcoeiro e o misterioso Rei Cinzento.

A obra apresenta-se com uma escrita simples e fluida, com bastante acção no geral, contendo momentos de lutas muito bem estruturadas, bem como um ritmo constante no decorrer da leitura, não contendo pontos baixos, o que nos torna mais agarrados à mesma.
Os cenários e o local envolto são muito bem pensados e cativantes, com boas descrições e chega a parecer inspirada numa bela cidade Italiana.
As personagens desenvolvem-se por si mesmos ao longo da narrativa. Locke, a pincipal, é mentiroso e padece de uma má sorte no que toca às suas mentiras logo desde novo (cómico), contudo é cativante e misterioso desde início também, vai sendo descoberto e explorado o seu passado e presente em simultâneo, durante a obra, o que é bom pois nunca temos um espaço temporar passado nem um presente apenas, andamos entre o passado e o futuro a conhecer a nossa personagem em cada momento, mais um pouco e mais um pouco.
Com uma continuação, promete ser uma excelente saga a seguir.
Ler mais »

Novidades

"Sozinha" de Raquel Rocheta

20:45


Autor: Raquel Rocheta
P.V.P.: 14,95 € (aqui)
Data 1ª Edição: 2011
Nº de Edição:
ISBN: 978-972-20-4772-2
Nº de Páginas: 256
Dimensões: - x - mm
Colecção: -
Editora: Livros d'Hoje


Sobre a obra:
Raquel Rocheta tinha tudo para ter uma vida de sonho. Era jovem, bonita, modelo de sucesso, apresentadora de televisão... Quando assume publicamente o seu amor por Carlos Cruz, um homem adorado na época pelos portugueses, Raquel passa a ser uma das mulheres mais famosas de Portugal e entra num mundo digno de contos de fadas: um universo onde nada faltava, feito de viagens românticas um pouco por todo o mundo, de um casamento idílico na Tailândia, de casas luxuosas, carros potentes e compras nas melhores lojas de Paris e Nova Iorque. Raquel partilhava a vida com o homem da sua vida, um amor que parecia para sempre... Em 2002, quando rebenta o processo Casa Pia, o sonho transforma-se em pesadelo ao ver o homem que amava ser apontado como um dos principais acusados de um dos casos mais mediáticos dos últimos anos. Carlos Cruz é detido quando a sua filha tem, apenas onze meses, e Raquel vê-se sozinha, sem marido, com um bebé nos braços perante tamanha adversidade...
Neste livro proponho contar-vos a minha história. Deitar cá para fora,tão completa e livremente quanto conseguir, o que se passou no meu íntimo. Após a mais madura reflexão, decidi que chegou a hora de desenrolar alguns acontecimentos que me marcaram, as minhas alegrias, problemas, tristezas, desejos, projectos, impressões vitais.
(...)
Alguns dirão que a minha vida foi trivial e que, portanto, não é digna de ser escrita. (...) Outros, ainda, dirão que o único interesse deste livro reside no processo Casa Pia e na minha ligação ao Carlos Cruz. Talvez tenham razão, esses, porque é certamente verdade que a minha alegria de mulher apaixonada se desmoronou, que a minha vida, até há pouco tempo, estava quase esvaziada de sentido, não fosse a minha filha Mariana ter-me sempre transmitido forças para conservar os meus sonhos intactos e a minha desgraça seria ainda mais incalculável. (...)
E no entanto, quem me dera que as coisas se tivessem passado de forma um pouco diferente, que nada daquilo tivesse acontecido e que,por exemplo, a minha filha pudesse viver sem o estigma terrível que é ter um pai acusado de pedofilia. Quem me dera que as pessoas só me julgassem depois de me conhecerem melhor, que vissem as coisas como são e não como parecem. Quem me dera não ter sofrido na cara, da pior maneira possível, a aleivosia, a deslealdade e a desilusão. Reparem, não peço que tenham simpatia por mim, quero apenas que não me encerrem numa identidade que não é a minha.
(...) Raquel Rocheta

Sobre autor:
Raquel Rocheta nasceu em Loulé a 31 de Outubro de 1973, e viveu em Almancil até aos 16 anos. Estudou Gestão de Empresas Turísticas e Hoteleiras na Universidade Lusófona. Pouco tempo depois começou a sua carreira de modelo na Central Models, onde fez inúmeros trabalhos de publicidade para televisão e catálogos. Deu os primeiros passos na televisão como assistente do concurso «123», na RTP, onde conheceu Carlos Cruz, «o senhor televisão», por quem se apaixonou e com quem mais tarde se veio a casar, e de quem teve uma filha. Em 2001 torna-se sócia gerente da empresa Jetlimo - serviço de transportes de luxo. Depois de engravidar decide abandonar o seu trabalho durante uns anos, para se dedicar à educação da sua filha. Quando rebenta o escândalo Casa Pia, acaba por se dedicar quase em exclusivo ao processo de defesa do seu marido (durante cerca de oito anos).
Ler mais »

Novidades

[Saída de Emergência] Compacto Novidades Setembro - Bernard Cornwell, George R.R. Martin, Charlaine Harris, Renato Carreira, Frank Herbert

19:28

A Saída de Emergência tem o prazer de apresentar as suas novidades para Setembro:

A Paixão de Schopenhauer – Christoph Poschenrieder

PaixaoSchopenhauer.jpg

Com pouco menos de trinta anos, Schopenhauer ansiava por ver como é que os filósofos e os letrados iriam reagir às suas ideias – como Hegel abandonaria o seu trono e ele se tornaria reconhecido aos olhos do velho Goethe.

No entanto, chegado a Veneza, Schopenhauer é posto à prova mais uma vez. Agora, terá que lidar com um novo conceito: o amor.

Poderá o amor mudar o seu olhar sobre o mundo?

Uma viagem emocionante através da filosofia e da fantasia.


“Nunca pensei que este tema pudesse fascinar-me tanto. Um romance emocionante, com uma visão brilhante sobre o século XIX.” - RHEINISCHE POST

“Schopenhauer, Lord Byron, Goethe, Brockhaus, Metternich: nomes verdadeiramente honrados aparecem neste livro. E todos eles são personagens individuais e fascinantes.” - AUGSBURGER ALLGEMEINE


O Rei do Inverno – Bernard Cornwell

Rei_do_Inverno.jpg

Uther, Rei Supremo da Bretanha, morreu, deixando o seu filho Mordred como único herdeiro. Artur, o seu tio, um leal e dotado senhor de guerra, governa como regente numa nação que mergulhou no caos – ameaças surgem dentro das fronteiras dos reinos britânicos, enquanto exércitos saxões preparam-se para invadir o território.

Na luta para unificar a ilha e deter o inimigo que avança contra os seus portões, Artur envolve-se com a bela Guinevere num romance destinado a fracassar. Poderá a magia do velho mundo de Merlim ser suficiente para virar a maré da guerra a seu favor?

O primeiro livro da Triologia dos Senhores da Guerra de Bernard Cornwell lança uma nova luz sobre a lenda arturiana, combinando mito com rigor histórico e as proezas brutais nos campos de batalha.


A Dança dos Dragões – George R.R. Martin

Dança_dos_Dragões.jpg

O Norte jaz devastado e num completo vazio de poder. A Patrulha da Noite, abalada pelas perdas sofridas para lá da Muralha e com uma grande falta de homens, está nas mãos de Jon Snow, que tenta afirmar-se no comando tomando decisões difíceis respeitantes ao autoritário Rei Stannis, aos selvagens e aos próprios homens que comanda.

Para lá da Muralha, a viagem de Bran prossegue. Mas outras viagens convergem para a Baía dos Escravos, onde as cidades dos esclavagistas sangram e Daenerys Targaryen descobre que é bastante mais fácil conquistar uma cidade do que substituir de um dia para o outro todo um sistema político e económico. Conseguirá ela enfrentar as intrigas e ódios que se avolumam enquanto os seus dragões crescem para se tornarem nas criaturas temíveis que um dia conquistarão os Sete Reinos?

Eis o regresso muito aguardado das Crónicas de Gelo


Segredos de Sangue – Charlaine Harris

SegredosDeSangue.jpg

Depois de suportar tortura e a perda de entes queridos durante a breve mas mortífera Guerra dos Fae, Sookie Stackhouse sente-se magoada e furiosa. O único elemento positivo da sua vida é o amor que acredita sentir pelo vampiro Eric Northman. Mas este está sob olhar atento do novo rei vampiro por culpa do relacionamento de ambos. Enquanto as implicações políticas da revelação dos metamorfos começam a ser sentidas, a ligação de Sookie a um lobisomem específico arrasta-a para uma questão perigosa. Além disso, sem saber, apesar de os portais para Faery terem sido fechados, restam alguns fae no mundo humano... E um deles está zangado com Sookie. Muito, muito zangado.

«É raro encontrar uma combinação de intriga, sensualidade, paranormal e puro charme no mesmo livro. E, no entanto,Charlaine Harris consegue fazê-lo de novo.» - PARANORMAL ROMANCE REVIEWS


O Ladrão da Eternidade – Clive Barker

Ladrao_da_Eternidade_Inverno.jpgLadrao_da_Eternidade_Outono.jpg Ladrao_da_Eternidade_Primavera.jpg Ladrao_da_Eternidade_Verao.jpg

Tem cuidado com o que desejas, pois pode tornar-se realidade

Quando, nos longos meses de Inverno, um rapaz chamado Harvey se sente a morrer de tédio, eis que surge um homem que o conduz para uma estranha e fascinante casa onde em cada dia passam as quatro estações do ano e não há regras, apenas divertimento e milagres. A casa de férias do Senhor Hood existe há mais de 1000 anos, oferecendo as boas-vindas a todas as crianças e satisfazendo todos os seus desejos. Mas quando Harvey encontra um lago povoado por criaturas que eram, outrora, crianças como ele, descobre que há um preço a pagar pela sua estadia na casa, e o que era um sonho tornado realidade, cedo se transforma num pesadelo…

● Com 4 capas, uma para cada estação do ano

● Leitura indicada para crianças, jovens e adultos


O Fim Chega Numa Manhã de Nevoeiro – Renato Carreira

FimChegaManhaNevoeiro.jpg

Quando um grupo de feiticeiros renegados decide despertar uma personagem maldita da história portuguesa para cumprir uma profecia de séculos, Baltazar Mendes (investigador policial a quem acusaram de loucura!) vê-se envolvido contra sua vontade num conflito mortal em que nem todos os oponentes são humanos. Tudo dependerá de si porque, se a profecia se cumprir e o desejado regressar, o fim chegará numa manhã de nevoeiro. Uma aventura frenética, metade thriller, metade fantasia, que apresenta uma nova e talentosa voz do fantástico nacional.

Acontecem coisas sinistras pelas ruas de Lisboa. Coisas que nos escapam ou que preferimos ignorar por falta de explicação. Também Baltazar Mendes as ignoraria, se pudesse, e talvez assim não se visse tristemente reduzido de inspector policial a sujeito compulsivo de uma avaliação psiquiátrica para determinar se é ou não um louco assolado por delírios mirabolantes e um perigo para a sociedade. Mas sabe bem que não são delírios. A culpa é do Sr. Salcedo, um investigador paranormal que insiste em arrastá-lo para um submundo de que não quer fazer parte. E tudo porque Baltazar tem um dom. Ou uma maldição...


O Messias de Duna – Frank Herbert

Messias_de_Duna.jpg

Doze anos depois dos eventos descritos em Duna, Paul Atreides governa como Imperador do Universo, tendo dado início a uma Jihad galáctica ao aceitar o papel de Mahdi do povo Fremen. Paul é o mais poderoso Imperador de sempre, mas é incapaz de travar a sangrenta Jihad que já ceifou as vidas de milhões de pessoas e destruiu mundos. Com a sua visão presciente, Paul vê a Jihad a alastrar-se, mas não pode travá-la face às terríveis alternativas que se podem seguir. Motivado por este conhecimento, decide seguir um plano complexo e perigoso que pode evitar a extinção da Humanidade, uma visão que o atormenta dia e noite. O que Paul desconhece é que muitos velhos inimigos se reúnem à sombra do Império, preparando uma conspiração para derrubar a Casa Atreides do trono. Mais do que um mero assassinato, preparam-se para fragilizar o Kwisatz-Haderach… Conseguirá Paul estar à altura dos desafios do seu papel como Imperador e evitar os perigos que o rodeiam?




Ler mais »

Opinião

Opinião: "Imperium" e "Lustrum" de Robert Harris

19:18



mais informação acerca do livro neste
link
visite e adquira o livro no site da Presença neste link

Opinião:
Nascido no berço de uma família sem grande poder e sem grande nome, Cícero ambicioso e determinado, acredita em si e no seu poder de um dia conseguir ser alguém de poder. Mas como iria conseguir ser alguém se não tinha forma de ter acesso a tanta coisa restrita?
Bem, assim começa Cícero percorrendo o final da Republica Romana, a ditadura de Júlio César e a chegada do Império, a lutar com aquilo que era o seu dom e que possuía, a palavra, a defender e a julgar, conquistando e ganhando com isso a confiança. Ciente das desvantagens auxilia uns a ter sucesso, também por outro lado acaba com outros a condena-los pelo que cometem, tudo fruto de uma sede de poder que ambicionava e lhe deixavam cego por ele. Contudo a posição que sempre tomara em consideração até então, poderia estar a colocar-lhe numa posição frágil, agora mais ainda, dado que fora eleito para o cargo de cônsul. Aqui fica o final do 1º volume e a porta aberta para o 2º volume.

Neste 2º volume, Lustrum, Cícero que sempre defendera os valor e os interesses pela Republica e por Roma, defendendo todos os que rodeavam ou julgando os merecedores, conforme era necessário, fora sempre tomando as suas opções de acordo com o que se deparava, mas que não eram sempre as mais correctas nem as melhores, e isso tornava-se cada vez mais evidente até ao ponto de ver recair sobre si próprio as consequências dos seus actos. Já no cônsul, Cícero depara-se com problemas, presságios e azares, para resolução, mas que nunca vêm um fim, pois multiplicam-se a cada um que resolve, e isto deixam-no no meio de graves e perigosas conspirações que lhe podem custar caro, muito mais caro do que imaginara. A ambição de César, torna-se insaciável e assim junta-se a Pompeu (que fora ajudado por Cícero a chegar ao governo) e a Crasso e juntos formam o Triunvirato, ao qual Cícero é convidado a se juntar, e a que este escolhe um beco sem saída.

Imperium, o 1º volume da trilogia e Lustrum, o 2º volume desta, do autor Robert Harris, contam-nos sob o olhar a narração de Tirão, um escravo de Cícero que também era seu secretário, e nos narra como fora Cícero, passo a passo até chegar ao cônsul. Este cônsul ou governo, que comparado ao dos nossos tempos, é tão parecido ou idêntico aos antigos poderes, onde leis são ajustadas, feitas e desfeitas, de acordo com “as necessidades de alguns” que se encontram no poder, certas vezes.

O autor explora e refina a história romana, com as suas personagens bens caracterizadas e descritas. Aprofunda e conta a história romana de uma forma “saudável” e simples, sem ser vista como um aborrecimento, conseguindo contar a sua história e tornando-a cativante. Não é de todo, um livro para o público em geral, é certo, mas é uma boa forma para dar uma oportunidade a esta trilogia, que se encontra com 2 volumes já publicados pela Editorial Presença.
Ler mais »

Novidades

[Casa das Letras] Novidade para Setembro

19:11

Ficam aqui as principais novidades literárias da Casa das Letras, para o mês de Setembro:

Título: O Terceiro Homem
Autor: Graham Greene

Sinopse: Viena de Áustria, pós-Segunda Guerra, uma cidade dividida e gerida pelas quatro potên¬cias aliadas (Rússia, Inglaterra, França e Esta¬dos Unidos). Rollo Martins, um romancista de segunda linha, chega à cidade para visitar Harry Lime, o seu inescrupuloso amigo e he¬rói de longa data. Logo descobre que Harry morreu e em circunstâncias muito suspeitas. Enquanto se faz passar por um célebre es¬critor, dá início uma investigação por conta própria e procura resposta para a pergunta - o que Harry fez para merecer a morte?
O Terceiro Homem (escrito em 1949 como argumento para um filme realizado e inter-pretado por Orson Welles) é uma das mais importantes narrativas breves de Graham Greene, autor que, como ninguém, se debru¬çou sobre os meandros do mundo da espio¬nagem e da Guerra Fria.
Nas livrarias a 19 de Setembro


Título: Operação Overlord
Autor: Max Hastings

Sinopse: Os famosos desembarques do dia D, a 6 de Junho de 1944, marcaram o início da Operação Overlord, a célebre batalha pela libertação da Europa. Max Hastings desconstrói neste livro alguns mitos deste conflito, escrevendo um estudo memorável. Com relatos na primeira pessoa de sobreviventes dos dois lados e uma grande profusão de fontes e documentos inexplorados, Operação Overlord proporciona uma perspectiva brilhante, mas também controversa, da devastadora batalha da Normandia.
Nas livrarias a 19 de Setembro.


Título: Não Tenho Inimigos, Não Conheço o Ódio
Autor: Liu Xiaobo

Sinopse: Esta primeira publicação em Portugal do Prémio Nobel de Paz 2010, Liu Xiaobo, apresenta os seus quase desconhecidos escritos e ensaios, que versam sobre características políticas e aspectos culturais chineses, bem como o papel emergente da China no contexto internacional. Mas mostra igualmente um lado mais sensível e delicado do escritor com um surpreendente conjunto de poemas, que mais não são do que um retrato vivo do que é o passado, presente e futuro desta cultura milenar.
Nas livrarias a 5 de Setembro.

Ler mais »

Opinião

Opinião: "Nunca te Esqueci" de Michael Baron

19:04



mais informação acerca do livro neste
link
visite e adquira o livro neste link

Opinião:
Hugh, regressa às memórias do passado, à casa de onde partira após a morte do seu irmão mais novo Chase, devido ao estado de saúde do seu pai. Esta perda nunca fora fácil de aceitar tal como qualquer outra perda que se possa ter, mas mais ainda quando vivemos com um sentimento de culpa interior. No decorrer da obra vamos descobrindo o passado e o presente que se ligam entre si. O motivo da morte do divertido e animado Chase, a paixão e a relação de Chase com Iris no passado, a reacção e visão de Hugh sobre ambos, Iris e Hugh, a forma como se reencontram no presente, não esquecendo o passado que os une, tudo isto são elementos que vamos vendo no livro.

Um livro, que pelo título me prometia algo de muito “mais do mesmo” mas que me enganou, teve um resultado diferente do esperado e um enredo bastante diferente, o que se tornou positivo, contudo a sua sinopse figurava aquilo que podíamos descobrir no seu interior.
A escrita é fluída e a leitura consegue ser feita com simplicidade. Sendo um livro sentimental, em que a perda é um centro de uma vida, não é esta que rege todo o conteúdo mas sim memórias positivas e momentos passados, mas onde tudo acaba por continuar e avançar, sem estar preso num passado.
Uma boa leitura para os restantes dias de verão.
Ler mais »

Novidades

"Ricochete" de Sandra Brown

19:28


Autor: Sandra Drown
P.V.P.: 17,75 €
Data 1ª Edição: 2011
Nº de Edição:
ISBN: 9789898228642
Nº de Páginas: 466
Dimensões: - x - mm
Colecção: Ficção Estrangeira
Editora: Quinta Essência

Da autora de Calafrio, Uma Voz na Noite e Vidas Trocadas
Bestseller Internacional

Sobre a obra:
Quando o detetive Duncan Hatcher é chamado à mansão do juiz Cato Laird para investigar uma morte, compreende que a discrição é a chave para manter o seu emprego. Elise, a mulher-troféu do juiz, afirma ter matado a tiro um gatuno em legítima defesa, mas Duncan tem quase a certeza de que ela mente. A investigação que faz ao passado pouco suspeito de Elise convence-o de que ela é mentirosa, manipuladora e, mais do que provavelmente, uma assassina.

Mas quando Elise desaparece…

Sem saber em quem acreditar, Duncan vê-se envolvido na investigação de um homicídio que desafia a sua lógica, o seu infalível instinto e a sua inabalável integridade. Não confia em ninguém, exceto na palavra do criminoso que prometeu eliminá-lo.

E confia ainda menos na mulher que mais deseja.

Imprensa:
«Outro livro viciante que não desapontará os fãs de Sandra Brown... Adorei este romance... Sandra Brown consegue realmente dar-nos coisas boas.»
Salisbury Post

«A acção começa na primeira página e nunca mais acaba... Deixa os leitores a sentir... que acabaram de dar uma volta na melhor montanha-russa do mundo.»
Midwest Book Review

«Uma leitura cheia de mistério com uma reviravolta brilhante. Não admira que Brown tenha tido já mais de quarenta bestsellers do New York Times.»
Beyond the Cover

«Uma apresentação excelente de lutas internas... excitante... ritmo veloz.»
Review of Texas Books

«Uma contadora de histórias magistral que, cuidadosamente, tece enredos que fazem com que os leitores não consigam parar de ler.»
USA Today

Sobre autor:
Sandra Brown é autora de mais de setenta romances, na sua maioria bestsellers do New York Times. É uma das mais importantes escritoras de romances policiais dos Estados Unidos, distinguidas, entre outros, com os prémios Texas Medal of Arts Awards for Literature e o Thriller Master de 2008, a distinção máxima atribuída pela International Thriller Writer’s Association.

Nascida em Waco, no Texas, Brown trabalhou como modelo e em programas de televisão antes de se dedicar à escrita. Publicou o seu primeiro romance em 1981 e, desde então, já vendeu cerca de setenta milhões de exemplares em todo o mundo, estado a sua obra traduzida em trinta e três idiomas.

Vive com o marido em Arlington, no Texas.

Para mais informações, consulte www.sandrabrown.net

Ler mais »

Novidades

"Fama, Amor e Dinheiro" de Menna Van Praag

19:24


Autor: Menna Van Praag
P.V.P.: 14,55 €
Data 1ª Edição: 2011
Nº de Edição:
ISBN: 9789898228635
Nº de Páginas: 160
Dimensões: - x - mm
Colecção: Ficção Estrangeira
Editora: Oficina do Livro

Um livro que nos enche de esperança, coragem, inspiração e nos mostra como podemos ter tudo o que queremos e ser felizes

Sobre a obra:
May Fitzgerald tem, de repente, tudo o que sempre quis. Depois de anos a sentir-se gorda e pouco atraente e a procurar o amor nos sítios errados, tem finalmente a vida e o homem dos seus sonhos. Tudo devia ser tão perfeito – seguira a sua voz interior e ela conduzira-a à vida mágica com que sonhara.

Mas quando a sua nova vida como escritora de sucesso tem início, os velhos demónios de May surgem para a atormentar. As antigas inseguranças reaparecem e ela deixa-se fascinar pela lisonja e pelo brilho da fama. O seu comportamento começa a afectar o namorado e ameaça destruir a relação de ambos. Conseguirá ela dar a volta à situação e provar que realmente é possível ter tudo?

Fama: É uma droga à qual muitos seres humanos imperfeitos não são imunes. É agradável com conta, peso e medida, mas é preciso cuidado para não querermos comparar-nos com aqueles materialmente mais bem sucedidos do que nós.

Amor: Uma vida com amor verdadeiro não é uma vida sem desafios e tumultos, e uma verdadeira alma gémea não deve completar-nos, mas sim desafiar-nos.

Dinheiro: É uma armadilha e sozinho não traz a felicidade e a realização pessoal.

Uma história sobre fazer escolhas e não perder o rumo, mas, sobretudo, uma história sobre a importância de seguir os sonhos!

Sobre autor:
Menna Van Praag é escritora freelance, formada em Oxford, e aficionada de chocolates. O seu primeiro livro Homens, Dinheiro e Chocolate, foi traduzido para vinte línguas.

Menna vive em Cambridge com o marido, Artur, um gastrónomo exímio. Encontram-se agora a realizar um sonho que desde há muito acalentam, a abertura de uma livraria/café. Fama, Amor e Dinheiro é o seu segundo livro (publicado). Está presentemente a trabalhar no terceiro, The House at the End of Hope Street.

Ler mais »

Novidades

"A Livraria" de Penelope Fitzgerald

19:19


Autor: Penelope Fitzgerald
P.V.P.: 12,50 €
Data 1ª Edição: 2011
Nº de Edição:
ISBN: -
Nº de Páginas: 174
Dimensões: - x - mm
Colecção: -
Editora: Clube do Autor


«Simultaneamente sábio e triste. Um livro vivamente recomendado.» Library Journal

«A leitura deste livro é um verdadeiro prazer.» Financial Times

«Uma narrativa maravilhosa e penetrante.» Times Literary Supplement

«Perfeito em todos os sentidos.» Kirkus Review

«Um livro magnífico, uma pequena jóia literária.» BBC Kaleidoscope


Sobre a obra:
Pequeno no número de páginas mas enorme no que à aclamação popular diz respeito, este segundo romance de Penelope Fitzgerald foi o primeiro a figurar entre os finalistas do Booker Prize. A autora venceu o prémio em 1979 com Offshore.

Em 1959, Florence Green, uma viúva com uma pequena herança, arrisca tudo para abrir uma livraria na vila costeira de Hardborough. Depois de comprar o espaço, um velho edifício com fama de estar assombrado, e de vencer a resistência inicial, Florence decide colocar à venda o livro Lolita, de Nabokov, desencadeando um terramoto subtil mas devastador na pequena localidade.

Sobre autor:
Penelope Fitzgerald é uma das mais notáveis vozes da ficção britânica. Autora tardia, publicou o primeiro livro, uma biografia sobre o pintor Edward Burne-Jones, em 1975, a que se seguiu, dois anos depois, o seu primeiro romance, quando já tinha sessenta anos.

Depois de se licenciar em Somerville College, Oxford, trabalhou na BBC; durante a guerra, foi editora de um jornal literário, geriu uma livraria e ensinou em várias escolas, incluindo uma de teatro.

Autora de nove romances, três dos quais — A Livraria, The Beginning of Spring e The Gate of Angels — estiveram na shortlist para o Booker Prize, Fitzgerald foi finalmente distinguida com o Booker Prize em 1979, com Offshore. O seu último romance, A Flor Azul, o mais admirado de 1995, foi repetidamente eleito pela imprensa internacional como «Livro do Ano». Ganhou ainda o Circle Award, atribuído pela America’s National Book Critics, contribuindo para que se tornasse conhecida de um público mais vasto.

Reconhecida biógrafa e crítica, Penelope Fitzgerald escreveu ainda acerca da vida da poetisa Charlotte Mew e publicou a obra The Knox Brothers sobre o seu extraordinário pai — Edmund Knox, editor da revista Punch — e irmãos.

Fitzgerald faleceu em Londres em Abril de 2000, aos oitenta e três anos.

Ler mais »

Novidades

"Mrs. Dalloway" de Virginia Woolf

19:15


Autor: Virginia Woolf
P.V.P.: 11,95 €
Data 1ª Edição: 2011
Nº de Edição:
ISBN: -
Nº de Páginas: 208
Dimensões: 210 x 295 mm
Colecção: -
Editora: Clube do Autor


COLECÇÃO OS LIVROS DA MINHA VIDA
Teresa Patrício Gouveia elege Mrs. Dalloway

«Um clássico é um livro que nunca acaba de dizer o que tem para dizer». Italo Calvino


Sobre a obra:
Proclamado pela revista Time como um dos cem melhores romances em língua inglesa do século XX, Mrs. Dalloway é a grande obra de Virginia Woolf, o primeiro dos seus romances a sair dos cânones tradicionais, adoptando a técnica da corrente de pensamentos com maestria.

Romance sobre o tempo e a desconexão da existência humana, Mrs. Dalloway faz coexistir, não só na mente das personagens que integram a obra mas também nas suas páginas, o passado, o presente e o futuro, lembrando o leitor que o tempo actual é influenciado pelo que o antecedeu e pelo que lhe sobrevirá.

Centrado em Clarissa Dalloway e ambientando no período pós Primeira Guerra Mundial, o livro eleito por Teresa Patrício Gouveia reflecte, na verdade, a história da crise de um indivíduo, de uma classe, de uma sociedade e do próprio romance.

Não obstante o facto de ter sido publicado pela primeira vez em 1925, logo nas primeiras páginas, refere Teresa Patrício Gouveia no prefácio desta edição, «constatamos como o seu olhar (de Virginia Woolf) e a sua escrita são totalmente modernos».

Mrs. Dalloway é o quarto título da colecção «Os Livros da Minha Vida». Esta é uma colecção que visa destacar alguns dos livros que ao longo dos séculos marcaram a sua época, entraram para a História da Literatura e, por qualquer razão, se tornaram especiais para determinada personalidade pública.

Ler mais »

Novidades

[Guerra e Paz] Dois novos livros Saber & Educação já nas livrarias

19:02


DOIS NOVOS LIVROS «SABER & EDUCAÇÃO»
JÁ NAS LIVRARIAS

UM EXPLICA DONDE VIMOS
O OUTRO MOSTRA-NOS O QUE SOMOS




Que mensagens podemos receber do passado nos dias de hoje? Como nos separamos dos outros grandes símios e onde e quando evoluíram, pela primeira vez, os modernos humanos?

Uma Viagem às Nossas Origens, destinado a jovens leitores em idade escolar, desenvolve temas que vão desde os primeiros primatas aos Neandertais.
Maria José Aragão, licenciada em Geologia e Paleontologia na Birkbeck University College of London, explica a evolução humana de forma clara e concisa.



A reedição, em novo formato, do livro mais popular de Roger Scruton.

Dirigido não só a estudantes e professores, mas também a leitores curiosos , Guia de Filosofia para Pessoas Inteligentes debate alguns dos mais controversos temas da contemporaneidade. Do Sexo a Deus, da Moral à Música, da Liberdade à História, o autor apresenta os problemas tal como irrompem no nosso quotidiano e traça um quadro com possíveis soluções.
Através de uma linguagem acessível, percebemos como as grandes questões actuais se ligam à tradição filosófica de Platão ou Wittgenstein.

Visite o site do autor em www.roger-scruton.com



Ler mais »

Novidades

"SOS ANGOLA – Os Dias das Ponte Aérea" de Rita Garcia

18:59


Autor: Rita Garcia
P.V.P.: 14,90 €
Data 1ª Edição: 2011
Nº de Edição:
ISBN: -
Nº de Páginas: 260
Dimensões: - x - mm
Colecção: -
Editora: Oficina do Livro

Uma grande investigação. Uma história comovente.
(Nas livrarias a 5 de Setembro)

Sobre a obra:
Entre Julho e Novembro de 1975, quase 200 mil portugueses interromperam abruptamente uma vida inteira passada em Angola e vieram para Portugal através de uma das maiores pontes aéreas de resgate de civis jamais implementadas.

Aviões da TAP e de várias companhias estrangeiras voaram sem pausas entre Lisboa e África para trazer todos os que quisessem sair das cidades e dos confins de Angola antes da independência. O desespero dos últimos meses e o medo de morrer às mãos dos chamados movimentos de libertação levaram milhares de colonos a correr para os aeroportos à procura de um lugar nos aviões que partiam de Luanda e Nova Lisboa a toda a hora e sobrelotados, com pessoas a viajar em porões e casas-de-banho para aproveitar o espaço ao máximo. Comissários e assistentes de bordo trabalharam sem folgas nesses meses loucos, acompanhando homens, mulheres, crianças, famílias inteiras desamparadas e soldados à beira da morte. As tripulações, exaustas, nunca conseguiram esquecer esses dias, nem as mães que lhes pediam para ficarem com os filhos.

Recuperando esse tempo de angústia e agitação, S.O.S. Angola é um livro dramático e profundamente enternecedor, que revela cada pormenor desta epopeia e evoca as tragédias pessoais de quem teve de sair de África sem nada em direcção a um país desconhecido que, ainda por cima, acabara de viver uma revolução. Para os passageiros da Ponte Aérea, o futuro não podia ser mais aterrador.

Sobre autor:
Rita Garcia nasceu em Lisboa em Julho de 1979. Licenciada em Ciências da Comunicação pela Universidade Nova de Lisboa, é repórter da revista Sábado desde 2005 e autora do livro de reportagens “INEM 25 anos. Recebeu o 2º prémio Henrique de Barros, atribuído pelo Parlamento Europeu em 2003, e o Prémio de Jornalismo Novartis Oncology em 2008.
Ler mais »

Divulgação

Samuel Pimenta: Novo Blog Oficial

18:55


ESCRITOR SAMUEL PIMENTA LANÇA BLOG OFICIAL


O escritor Samuel Pimenta acaba de lançar o seu mais recente projecto: um blog oficial. O autor d' "O Escolhido", da trilogia "Heros, O Escolhido", sob a chancela da Planeta Editora, tornou o blog público na Segunda-Feira, pelas 00h00, com o endereço samuelpimentablog.blogspot.com.



O jovem escritor, que no final de 2010 e início de 2011 andou em apresentações pelo país, sentiu que havia chegado o momento de ter um espaço com um conceito seu e onde pudesse publicar, regularmente, textos da sua autoria. Como revela na primeira publicação do blog, Samuel Pimenta pretende que o novo espaço permita que os leitores fiquem a conhecer mais da sua escrita, do seu estilo e da forma como olha o mundo e o apreende através das palavras. Samuel Pimenta promete poemas, crónicas, pensamentos e comentários a citações e imagens, num regime de publicações diárias. Acima de tudo, quer que o novo espaço seja um portal para a imaginação livre, o lirismo e a essência divina das palavras.

O blog adoptou o nome do escritor e surgiu do sucesso alcançado pelo blog de poesia que Samuel Pimenta manteve durante dois anos, o Linhas, especialmente entre os leitores do Brasil.



Sobre Samuel Pimenta:

Samuel Pimenta nasceu a 26 de Fevereiro de 1990, em Alcanhões, Santarém. Licenciado em Ciências da Comunicação pela Universidade Nova de Lisboa, começou a escrever com 10 anos. Colaborou com jornais regionais e foi cronista na revista online "Clique". É beneficiário da Sociedade Portuguesa de Autores desde 2006. Em 2007, viu-se classificado em 2.º lugar no Concurso de Escrita da Biblioteca Municipal Dr. Hermínio Duarte Paciência, em Alpiarça. Em 2010, foi um dos contemplados com o VI Prémio Literário Valdeck Almeida de Jesus na vertente de poesia, no Brasil. É autor do romance "O Escolhido", editado pela Planeta Editora, primeiro volume da Trilogia "Heros, O Escolhido", do género Fantástico. Além da escrita, dedica-se, também, ao Reiki.




Ler mais »

Novidades

[Dom Quixote] Novidades para Setembro

19:36

Ficam aqui as principais novidades literárias da Dom Quixote, para o mês de Setembro:

Título: Comissão das Lágrimas
Autor: António Lobo Antunes

Sinopse: “Um doloroso canto de uma mulher torturada” foi o ponto de partida para Comissão das Lágrimas, o novo livro de António Lobo Antunes. A mulher torturada foi Elvira (conhecida por Virinha), comandante do batalhão feminino do MPLA, presa, torturada e morta na sequência dos terríveis acontecimentos de Maio de 1977 em Angola.
Mas este é apenas um episódio num livro denso e sombrio sobre Angola depois da independência. António Lobo Antunes não quis fazer um livro documental ou uma reportagem “verídica” sobre o que se passou em Angola, antes usou a sua sensibilidade e o espantoso poder evocativo da sua escrita para falar sobre a culpa, a vingança, a inocência perdida.
Nas livrarias a 30 de Setembro.


Título: A Sul. O Sombreiro
Autor: Pepetela

Sinopse: “Manuel Cerveira Pereira, o conquistador de Benguela, é um filho de puta.” Assim começa um grande romance de aventuras que nos conduz à Angola dos séculos XVI e XVII, enquanto Portugal vivia sob o domínio filipino.
Entre lutas de poder, muitas conspirações, envolvendo governadores e ordens religiosas, com os franciscanos e os jesuítas na linha da frente, travamos conhecimento com homens muito ambiciosos, com um inglês um pouco doido, e com os terríveis jagas, os guerreiros incomparáveis que povoavam os piores pesadelos dos brancos, ao mesmo tempo que nos deixamos encantar por um fugitivo que se torna um aventureiro e explorador de terras por desbravar.
O regresso de Pepetela com um empolgante romance ambientado nos primórdios do colonialismo, revelando uma época desconhecida da história de Angola.
Nas livrarias a 19 de Setembro.


Título: A Educação Sentimental dos Pássaros
Autor: José Eduardo Agualusa

Sinopse: A Educação Sentimental dos Pássaros, novo livro do autor, reúne onze contos. A unir todos eles, uma mesma preocupação sobre a origem e a natureza do mal. Como é que o pequeno Jonas se transformou em Savimbi? O que move Hillary? Anjos e demónios caminham entre nós e nem sempre se distinguem uns dos outros.
Nas livrarias a 12 de Setembro.


Título: A Grande Casa
Autor: Nicole Kraus

Sinopse: Uma romancista americana solitária passa vinte e cinco anos a escrever numa secretária que herdou de um jovem poeta desaparecido às mãos da polícia secreta de Pinochet; um dia, uma rapariga que se diz filha dele aparece-lhe com o propósito de recuperar a secretária e a sua vida transtorna-se por completo.
A Grande Casa é uma história suspensa entre duas perguntas: o que é que transmitimos aos nossos filhos e como é que eles absorvem os nossos sonhos e perdas? Como podemos responder ao desaparecimento, à destruição e à mudança?
Nicole Krauss, de quem a Dom Quixote já publicou A História do Amor, foi considerada pela The New Yorker uma das melhores escritoras com menos de quarenta anos.
Nas livrarias a 12 de Setembro.


Título: Goa ou O Guardião da Autora
Autor: Richard Zimler

Sinopse: Na colónia portuguesa de Goa, estava o século XVI a chegar ao fim, a Inquisição fazia enormes progressos na sua missão de impedir todos os 'bruxos' – quer fossem nativos hindus ou imigrantes judeus – de praticarem as suas crenças tradicionais. Os que se recusavam a denunciar outros ou a renunciar à sua fé eram estrangulados por carrascos ou queimados em autos-de-fé.
Tiago e a irmã, Sofia, gozam uma infância tranquila, aprendendo com o pai a ilustrar manuscritos e mergulhando no caos inebriante das festividades hindus celebradas pela sua amada cozinheira, Nupi. Quando as crianças atingem a idade adulta, a família é destroçada porque, primeiro o pai e depois o filho, são presos pela Inquisição. Mas quem poderia tê-los traído?
Primeira edição na Dom Quixote.
Nas livrarias a 26 de Setembro.


Título: Adornos
Autor: Ana Marques Gastão

Sinopse: Partindo da temática dos cinco sentidos, Adornos consiste numa reflexão sobre as faculdades da alma na sua dimensão física e etérea, tendo em conta as questões do desejo e da interdição, do tempo e da liberdade, do amor e da morte, da memória e do esquecimento. O livro integra cinco capítulos com doze poemas cada um: Antevisão; Rapto; Ondulações; Inflorescências e Confeitos.
Nas livrarias a 12 de Setembro.


Ler mais »

Novidades

"A Estrela do Diabo" de Jo Nesbo (Jo Nesbø)

02:57


Autor: Jo Nesbo
P.V.P.: 17,00 € (aqui)
Data 1ª Edição: 2011
Nº de Edição:
ISBN: 978-972-20-4775-3
Nº de Páginas: 476
Dimensões: - x - mm
Colecção: -
Editora: Livros d'Hoje


Sobre a obra:
Oslo sufoca no calor de verão, quando uma jovem é assassinada no seu apartamento. Um dedo é-lhe cortado, e um minúsculo diamante vermelho com o formato de um pentagrama – uma estrela de cinco pontas – é encontrado debaixo da sua pálpebra. O detetive Harry Hole é designado para investigar o caso com Tom Waaler, um colega de quem ele não gosta e em quem não confia. Tom trabalha para um bando de traficantes de armas – e é o assassino da sua antiga parceira. Mas Harry, um alcoólico inveterado, mal consegue aguentar o seu emprego, e a sua única hipótese é aceitar o caso. Cinco dias depois, outra mulher é dada como desaparecida. Quando o seu dedo cortado é encontrado enfeitado com um diamante vermelho com a forma de uma estrela, Harry receia que haja um serial killer à solta. Determinado a encontrar o assassino e a expor o corrupto Tom Waaler, Harry descobre que as duas investigações se fundem de um modo inesperado. Mas perseguir a verdade tem um preço, e em breve Harry dá por si em fuga e forçado a tomar decisões difíceis acerca de um futuro que pode nem viver para ver.

Jo Nesbø já foi comparado a Ian Rankin, Michael Connelly e Henning Mankell. Os seus romances são best sellers por toda a Europa.

Sobre autor:
Jo Nesbø nasceu em 1960. É músico, compositor, economista e um dos escritores policiais mais elogiados e bem sucedidos da Europa. Já recebeu diversos prémios incluindo o Glass Key, o Riverton Prize, e o Booksellers Prize, e um dos romances da sua série de Harry Hole foi votado pelos leitores noruegueses, como o melhor romance policial de todos os tempos. Nesbø vive em Oslo e é a grande vedeta dos autores escandinavos.
Ler mais »

Novidades

"O Voo da Borboleta" de Maria João Inocêncio

02:55


Autor: Maria João Inocêncio
P.V.P.: 13,90 € (aqui)
Data 1ª Edição: 2011
Nº de Edição:
ISBN: 978-972-20-4685-5
Nº de Páginas: 236
Dimensões: - x - mm
Colecção: -
Editora: Livros d'Hoje


Sobre a obra:
“O Voo da Borboleta” é uma viagem pelo dia-a-dia de uma rapariga a quem foi diagnosticada, aos 14 anos, uma doença neurológica degenerativa: a neurofibromatose. Maria João Inocêncio conta-nos, com grande coragem e uma lucidez por vezes desarmante, as várias fases pelas quais foi e ainda vai passando: dos exames às dores lancinantes, das operações até aos (muitos) exames de rotina. Mas este é também um livro de muita esperança e fé. Um projecto que nasce a partir de um diário que Maria João começou a escrever avidamente para libertar as suas emoções e angústias, enquanto aguardava que chegassem dias melhores, sem nunca deixar de acreditar nisso. Esta é uma jovem que não deixa ninguém indiferente, nem os amigos nem os médicos, que mostram nestas páginas o grande carinho que sentem por esta doente tão especial. Tal como uma borboleta, a autora sabe que a doença a obriga a transformar-se e a adaptar-se a novos obstáculos e desafios, como por exemplo, a perda da audição e a aprendizagem da Língua Gestual. Neste “vôo” (é, na realidade, muito mais do que um) o leitor é convidado a conhecer uma história de esperança e de humor, de muita dor mas, principalmente, de muitos afectos e coragem.

Sobre autor:
Maria João Inocêncio nasceu há 20 anos, em Setúbal. Aos 14 anos foi-lhe diagnosticada uma doença neurológica rara e dolorosa: a neurofibromatose. Apesar disso, e ainda adolescente, conseguiu ultrapassar barreiras que a surpreenderam, a ela própria, à família e aos amigos, nos quais se incluem também médicos e pessoal auxiliar. Devido à perda de audição e a uma paralisia no rosto, teve de encontrar outras formas de comunicar. Até agora, a sua principal ferramenta tem sido a escrita, mas já começou a dar os primeiros passos na Língua Gestual Portuguesa. Um enorme amor pela vida e pelos familiares e amigos ajuda-a não só a enfrentar o dia-a-dia com uma coragem que não deixa ninguém indiferente. Sobre ela, costuma citar uma frase que leu, algures: “Creio que todos nós criamos os nossos monstros, os nossos medos e inseguranças. São pensamentos mutiladores. Porém, raramente encontramos pessoas dispostas a partilhá-los.”. Com este livro, Maria João pretende, justamente, quebrar esse silêncio.
Ler mais »

Follow on Facebook

Site Meter