"Vida Roubada - A memória de um rapto" de Jaycee Dugard

02:25


P.V.P.: 12,51 € (aqui)
Data de Edição: 2012
ISBN: 9789892317984
Nº de Páginas: 272
Editora: Edições ASA

18 anos. Um dos raptos mais longos da história.

“No verão de 1991 eu era uma criança normal. Num segundo, tudo mudou. Durante 18 anos fui prisioneira. Fui mãe. Fui escrava.”

“Sobrevivi. Esta é a minha história.”

Sobre a obra:
A 10 de junho de 1991, Jaycee foi raptada em frente a sua casa, enquanto esperava pela carrinha escolar. Tinha 11 anos. Os seus familiares e amigos só voltariam a vê-la 18 anos depois. Durante o seu cativeiro, deu à luz duas filhas e foi escrava dos seus raptores, o casal Phillip e Nancy Garrido.
Neste duro e chocante relato, Jaycee revela tudo por que passou e o que sentiu após a sua libertação de um dos raptos mais longos da história.
Phillip Garrido foi condenado a 431 anos de prisão, e a sua mulher, Nancy, recebeu uma sentença de 36 anos a prisão perpétua.

“No verão de 1991 eu era uma criança normal. Tinha amigos e uma mãe que me adorava. Eu era como vocês. Até ao dia em que a minha vida foi roubada.
Durante dezoito anos fui uma prisioneira.
Durante dezoito anos não fui autorizada a proferir o meu próprio nome.
Durante dezoito anos sobrevivi a uma situação impossível.
No dia 26 de agosto de 2009 recuperei o meu nome.
Não me considero uma vítima. Sobrevivi.
Esta é a minha história.”

Sobre autor:
A pinha é um símbolo que representa a semente de um novo começo para mim. Para ajudar outras pessoas a recomeçar, através de terapia com animais, a JAYC Foundation fornece apoio e serviços para o tratamento atempado de famílias a recuperar de experiências traumáticas – famílias como a minha, que precisam de aprender a sarar as feridas. A JAYC Foundation tem também o objectivo de promover programas de sensibilização em escolas.

Parte das receitas deste livro será doada à JAYC Foundation
www.thejaycfoundation.org


Imprensa:
“Uma história incrível de sobrevivência.”
Los Angeles Times

“Este livro foi escrito com toda a franqueza e simplicidade pela própria Jaycee Dugard, sem a ajuda de outro escritor, o que o torna ainda mais poderoso.”
The Washington Post

“Uma obra extraordinária… De leitura obrigatória.”
Hollywood Reporter

“Há escritores que tentam imaginar uma provação como esta. Há tabloides que tentam tirar proveito da sua obscenidade. E há muitos sobreviventes de crimes hediondos que contaram as suas histórias em termos sórdidos e pontuados pela autocomiseração. Mas Jaycee Dugard é diferente. O seu livro é corajoso, digno e tremendamente honesto.”
The New York Times

“Uma obra inspiradora.”
USA Today

You Might Also Like

0 comentários

Follow on Facebook

Site Meter