"As Cinquenta Sombras de Grey" de E. L. James

19:33


Compre por: 15,93 € (aqui)
Data de Edição: 2012
ISBN: 9789892319957
Nº de Páginas: 552
Editora: Lua de Papel

O início da trilogia de que todas as mulheres estão a falar... discretamente.

Sobre a obra:
As Cinquenta Sombras de Grey é um romance obsessivo, viciante e que fica na nossa memória para sempre.

Anastasia Steele é uma estudante de literatura jovem e inexperiente. Christian Grey é o temido e carismático presidente de uma poderosa corporação internacional. O destino levará Anastasia a entrevistá-lo. No ambiente sofisticado e luxuoso de um arranha-céus, ela descobre-se estranhamente atraída por aquele homem enigmático, cuja beleza corta a respiração. Voltarão a encontrar-se dias mais tarde, por acaso ou talvez não. O implacável homem de negócios revela-se incapaz de resistir ao discreto charme da estudante. Ele quer desesperadamente possuí-la. Mas apenas se ela aceitar os bizarros termos que ele propõe... Anastasia hesita. Todo aquele poder a assusta – os aviões privados, os carros topo de gama, os guarda-costas... Mas teme ainda mais as peculiares inclinações de Grey, as suas exigências, a obsessão pelo controlo… E uma voracidade sexual que parece não conhecer quaisquer limites. Dividida entre os negros segredos que ele esconde e o seu próprio e irreprimível desejo, Anastasia vacila. Estará pronta para ceder? Para entrar finalmente no Quarto Vermelho da Dor? As Cinquenta Sombras de Grey é o primeiro volume da trilogia de E. L. James que é já o maior fenómeno literário do ano em todos os países onde foi publicado.

Ler Excerto

Sobre autor:
E. L. James trabalha como executiva na televisão, é casada, tem dois filhos e vive em Londres. Desde criança que sonhava escrever histórias que apaixonassem os leitores, mas teve de suspender esse sonho para se focar na sua família e na sua carreira. Quando finalmente teve coragem, durante 18 meses dedicou-se a escrever o seu primeiro romance, As Cinquenta Sombras de Grey, que deu início à mais ousada, discutida e polémica trilogia do Século XXI.

Imprensa:
“De um dia para o outro, As Cinquenta Sombras de Grey tornou-se sensação entre o círculo das mães jovens e atraentes e chegou ao top dos bestsellers do New York Times. Este romance erótico pôs as gravatas cinzentas no primeiro lugar da lista de compras de muitas esposas, na esperança de que os respectivos maridos viessem a imitar a personalidade obsessiva, imperiosa e intimidante de Grey, com muitas a admitirem que o livro lhes despertou um desejo intenso por sexo com os companheiros.”
The Daily Mail

“As Cinquenta Sombras de Grey, romance erótico de uma autora desconhecida, foi descrito como pornografia para mamãs ou como uma espécie de Twilight para adultos e, por todo o lado, tem deixado as mulheres eléctricas, de tal forma que, em três tempos, o fenómeno se espalhou no Facebook, nos ginásios ou nos eventos escolares dos filhos. Os editores referem que o burburinho que acompanha As Cinquenta Sombras de Grey faz lembrar o que se passou com o Código Da Vinci ou com Comer, Orar e Amar. A diferença é que este livro é responsável por uma outra coisa: apresentou às mulheres habituadas a ler ficção comercial e sem novidade um novo estilo de romance erótico, explícito e de uma ardência ofegante. Nos subúrbios de Nova Iorque, Denver e Minneapolis, as mulheres que devoraram a trilogia afirmam sentir os efeitos benéficos em casa. Segundo Lyss Stern, a fundadora do site DivaMoms.com e uma das primeiras fãs da série, o livro está a reavivar a chama de muitos casamentos. ‘Acho que ler o livro nos faz sentir sexy outra vez’.”
The New York Times

“Novos e velhos, médicos e crentes praticantes, homossexuais e heterossexuais – estamos só a falar dos HOMENS que devoraram este oh! tão atrevido As Cinquenta Sombras de Grey, uma trilogia erótica que conquistou milhões de mulheres numa questão de semanas.”
Washington Post

You Might Also Like

1 comentários

  1. sim, fica na memória por ser a coisa mais mal escrita da história da literatura.

    ResponderEliminar

Follow on Facebook

Site Meter