Morte em Pemberley de P. D. James

20:12

P.V.P.: 14,94 €
Data de Edição: 2013
Nº de Páginas: 304
Editora: Porto Editora
E se os protagonistas de Orgulho e Preconceito fossem suspeitos de um homicídio?
Morte em Pemberley, de P. D. James, junta o thriller à obra de Jane Austen

O romance entre Elizabeth e Mr. Darcy ficou imortalizado com o famoso livro de Jane Austen, Orgulho e Preconceito. Em Morte em Pemberley, que a Porto Editora publica a 12 de julho, a grande senhora do crime P. D. James reúne as personagens desse livro e coloca-as no centro de uma trama policial. É desta forma que a autora combina o thriller, o tradicional policial inglês e uma das grandes histórias da literatura novecentista.
Para além do sucesso quase imediato no Reino Unido, Morte em Pemberley está a ser também um êxito internacional, com direitos de publicação vendidos para 26 países. A BBC adquiriu, ainda, os direitos de adaptação para uma série televisiva, que será transmitida aquando da comemoração do 200.º aniversário de publicação de Orgulho e Preconceito.
Sobre a obra:
1803. Elizabeth Bennet e Fitzwilliam Darcy – o famoso par de Orgulho e Preconceito –, casados há já seis anos e com dois filhos, não podiam estar mais felizes na imponente propriedade rural de Pemberley. Até ao dia em que Lydia, uma das irmãs Bennet, chega à mansão gritando que o marido foi assassinado na floresta.
Em Morte em Pemberley, P. D. James combina as suas duas maiores paixões: a literatura policial e a obra de Jane Austen. O romance é uma clara homenagem à grande autora novecentista, mas faz justiça também às melhores histórias de assassinato, seguindo a tradição dos grandes romances de mistério sobre a aristocracia inglesa. Ou não fosse P. D. James a grande senhora do crime nas terras de Sua Majestade…

Ler Excerto
Sobre autor:
P. D. James nasceu em Oxford, Inglaterra, em 1920. Durante a Segunda Guerra Mundial trabalhou na Cruz Vermelha e, em 1949, nos Serviços de Segurança Britânicos. Em 1968, entrou para o Departamento de Polícia do Ministério do Interior. Estreou-se na literatura aos 42 anos, tornando-se uma das maiores escritoras de romances policiais da atualidade.
Imprensa:
P. D. James recria o mundo de Jane Austen com enorme mestria.
Sunday Telegraph

Uma elegante homenagem a Jane Austen e um tributo impressionante à inesgotável vitalidade imaginativa de P. D. James.
Sunday Times

Brilhante… um romance que combina a elegância de Jane Austen com o ritmo de um grande thriller… o melhor de P. D. James até agora.
Sunday Express

Uma fusão mágica.
Evening Standard

Jane Austen estaria orgulhosa.
Spectator

You Might Also Like

1 comentários

Follow on Facebook

Site Meter