O Tiro de Philip Kerr

15:29

P.V.P.: 12,60 € 
Data de Edição: 2013
Nº de Páginas: 464
Editora: Edições ASA

Sobre a obra:
Estados Unidos, Novembro de 1960.

Contra todas as expectativas, John F. Kennedy, de apenas quarenta e três anos, é eleito presidente do país mais poderoso do mundo. São tempos difíceis, a Guerra Fria está ao rubro, a União Soviética equipara-se aos Estados Unidos na corrida ao armamento, tendo já vencido a conquista do espaço. A febre anticomunista impôs-se e a paranóia em relação à Cuba de Fidel Castro é crescente. Para a Máfia, que quer liberalizar as suas operações nas Caraíbas, Fidel Castro representa um obstáculo. A solução está num homem: Tom Jefferson, o assassino mais eficiente da América, que contratam para fazer o que a CIA não conseguiu. Mas Jefferson é movido por um sentimento mais poderoso do que qualquer contrato: o ciúme. E o seu alvo é o próprio presidente. Se Tom for bem-sucedido, vai mudar a História. Agora só a Máfia o pode parar...

A CIA, o FBI, a Máfia, os anos dourados de Hollywood e J. F. Kennedy, o presidente mais carismático do século XX americano, num policial imperdível para todos os apreciadores de teorias da conspiração.
Sobre autor:
Philip Kerr nasceu em Edimburgo em 1956 e estudou Direito na Universidade de Birmingham. Colabora assiduamente em publicações como o Sunday Times, o Evening Standard e o New Statesman. Para além dos catorze romances publicados, escreveu uma série de livros juvenis com o pseudónimo de P. B. Kerr.
Traduzido em 25 idiomas, galardoado com inúmeros prémios importantes e com várias obras adaptadas ao cinema e à televisão, Philip Kerr é um dos nomes mais consagrados do policial inglês.
O romance Se os mortos não ressuscitam mereceu o Prémio Internacional de Novela Negra RBA, o Ellis Peters Historical Dagger, da Crime Writers’ Association, e o Barry Award. No catálogo da Porto Editora figura já O Projecto Janus, outro livro protagonizado pelo detetive Bernie Gunther. 
Imprensa:
-

You Might Also Like

0 comentários

Follow on Facebook