Nunca me Encontrarão de Robert Wilson

22:01

P.V.P.: 17,01 € 
Data de Edição: 2014
Nº de Páginas: 432
Editora: D. Quixote

Sobre a obra:
Charles Boxer arruinou a sua vida familiar. Primeiro o exército, depois a polícia, seguindo-se missões de alto risco de resgate de vítimas de rapto. A ex-mulher e a filha aprenderam a viver sem ele à medida que o seu trabalho o foi levando a lugares de onde nenhum homem regressa ileso. A tentativa de reconstruir um relacionamento com Amy, a sua filha adolescente, não tem sido fácil. Mas Boxer só percebe a que ponto as coisas chegaram quando Amy desaparece, provocando os pais com as últimas palavras do seu bilhete: «NUNCA ME ENCONTRARÃO.» Porque não querem receber as notícias que todos os pais temem, Charles Boxer e Mercy Danquah aceitam o desafio. No entanto, depois de ter passado anos a localizar vítimas de rapto, Boxer sabe que, às vezes, o desaparecido não quer ser encontrado. E conhece o inferno que isto traz para as famílias - não está vivo nem morto, simplesmente desapareceu. Agora que o perigo lhe bateu à porta tem que desvendar o caso mais difícil em que alguma vez trabalhou.
Sobre autor:
Robert Wilson nasceu em 1957. 
Doutorado pela Universidade de Oxford, trabalhou em navegação, publicidade e comércio em África, e viveu na Grécia e na África Ocidental. Divide o seu tempo entre Inglaterra (Oxford) e Portugal, sendo proprietário de uma pequena quinta no Alentejo. 
É autor de dez romances de sucesso. Destacamos A Companhia de Estranhos (2009) e o quarteto de Sevilha: O Cego de Sevilha (2004); As Mãos Desaparecidas (2006); Assassinos Escondidos (2007); e A Ignorância do Sangue (2009) obras que revelaram e celebrizaram o inspector jefe Javier Falcón. Os dois primeiros livros desta série acabam de ser adaptados para televisão pela Sky Atlantic, estando prevista a sua emissão em finais de 2012.
Imprensa:
-

You Might Also Like

0 comentários

Follow on Facebook