"A Revolução da Mulher das Pevides" de Isabel Ricardo | Saída de Emergência

10:00

P.V.P.: 16,97 € 
(à data da publicação deste post)
Data de Edição: 2015
Nº de Páginas: 544

Sobre a obra:
Perante os canhões e as balas dos exércitos franceses, Ana Luzindra só tinha uma arma: a sua beleza. Mas a beleza também pode ser mortal. A Revolução da Mulher das Pevides transporta-nos para os anos de terror das invasões francesas. A morte e a crueldade marchavam lado a lado com os exércitos veteranos de Napoleão. E enquanto a Família Real fugia para o Brasil, o povo ficava para suportar todo o tipo de humilhações. Na vila da Nazaré, Ana Luzindra é parteira de profissão e uma mulher simples. Para fazer frente aos canhões e balas dos franceses só tem uma arma: a sua estonteante beleza. Atraindo-os, um a um, para a morte na calada da noite, a jovem inspira toda uma comunidade e pegar em pedras e paus para expulsar os invasores. A Revolução da Mulher das Pevides, expressão da Nazaré que significa "algo insignificante", foi tudo menos isso: pelo sobressalto que pregou aos franceses, e pela posterior vingança desproporcionada que estes praticaram sobre a Nazaré, acabou por ser um dos momentos mais importantes da invasão, e inspiraria o longo e árduo caminho dos portugueses e aliados até à derradeira vitória sobre as tropas do temível Napoleão. Recorrendo a uma pesquisa exaustiva, Isabel Ricardo oferece-nos um bilhete para um dos períodos mais importantes da História de Portugal.
Sobre autor:
Isabel Ricardo nasceu em 1964 em Coimbra. Escreveu o seu primeiro livro de aventuras aos 11 anos, e aos 13 anos arriscou enviar as histórias que escrevia para as editoras mais conhecidas do mercado. Aos 16 anos colaborou com o jornal local, voltando a retomar os estudos dois anos depois. Também escreve também literatura infantil e juvenil. Reside na Nazaré.
Imprensa:
-

You Might Also Like

0 comentários

Follow on Facebook