"A Trilogia da Neblina" de Carlos Ruiz Zafón | Editorial Planeta

17:30

P.V.P.: 26,96 € 
(à data da publicação deste post)
Data de Edição: 2015
Nº de Páginas: 728

Sobre a obra:
A Trilogia da Neblina oferece ao leitor uma inigualável combinação de aventura, mistério e emoções, pela mão do magistral narrador de A Sombra do Vento, Carlos Ruiz Zafón.
Este livro, em capa dura, com sobrecapa e com mais de 700 páginas, reúne os três primeiros livros de Zafón - O Príncipe da Neblina, O Palácio da Meia-Noite e Luzes de Setembro – que formam um ciclo de romances, misteriosos e fantasiosos.
Plenos de intriga e suspense, as três histórias confirmam um típico romancista onde se misturam elementos que vão desde a literatura fantástica e gótica à narrativa visual, tudo combinado com a grande força narrativa e estilo inconfundível do autor, que convida os leitores a entrar num excitante mundo de leitura e a desfrutar da magia das palavras.

Numa misteriosa casa na costa atlântica, longe de Londres e ameaçado pela guerra, Max vai descobrir que os desafios do presente, têm amiúde a sua razão de ser em pactos selados há muito tempo, onde habitam seres como O Príncipe da Neblina.
Em Calcutá de 1932, um comboio em chamas atravessa a cidade e o círculo de amigos de Ben e Sheere enfrentará o mais terrível e mortífero enigma da cidade dos palácios, uma aventura em O Palácio da Meia-Noite, que mudará as suas vidas.
Entre Paris e um estranho farol da Normandia desenrola-se As Luzes de Setembro, onde Irene e Ismael se adentram no mistério de um fabricante de brinquedos que vive entre seres mecânicos e sombras do passado, entre os dois irão crescer laços que os vão unir para sempre.
Sobre autor:
Carlos Ruiz Zafón é um dos autores mais lidos e reconhecidos em todo o mundo.
Inicia a sua carreira literária em 1993 com O Príncipe da Neblina (Prémio Edebé), a que se seguem O Palácio da Meia-Noite, As Luzes de Setembro e Marina.
Em 2001 é publicado o seu primeiro grande romance, A Sombra do Vento, que rapidamente se transforma num fenómeno literário internacional.
Com O Jogo de Anjo (2008) regressa ao Cemitério dos Livros Esquecidos, e com O Prisioneiro do Céu revisita os heróis de A Sombra do Vento.
As suas obras foram traduzidas em mais de quarenta línguas e conquistaram numerosos prémios e milhões de leitores nos cinco continentes.
Imprensa:
-

You Might Also Like

0 comentários

Follow on Facebook