"O Primeiro Muçulmano - A História de Maomé" de Lesley Hazleton | Elsinore

15:00

P.V.P.: 17,99 € 
(à data da publicação deste post)
Data de Edição: 2015
Nº de Páginas: 352
Maomé disse: “Sou o primeiro dos muçulmanos.”
Alcorão 6:14; 6:163; 39:12
Sobre a obra:
«Embora sejam muitas vezes magníficas, as lendas que o veneram funcionam porventura como todas as lendas: encobrem mais do que revelam, e Maomé torna-se mais um símbolo do que um ser humano.»

A vida de Maomé teve uma importância histórica quase sem paralelo. E, não obstante o poder que o seu nome evoca, continuamos a desconhecer a história dramática do grande profeta do islão.

Lesley Hazleton corrige, em O Primeiro Muçulmano: A História de Maomé (Elsinore l 352 pp l 19,99€) esse erro. Com base em fontes testemunhais contemporâneas e na História, na política, na religião e na psicologia, dá vida a esta personalidade, em toda a sua complexidade e vitalidade: do anonimato ao reconhecimento, da insignificância ao ícone.

Como acabaria uma criança marginal por revolucionar o mundo? Como conseguiria um mercador desafiar a ordem estabelecida com um novo sentido de justiça social? Como conseguiria um pária transformar o exílio num recomeço triunfante?

O Primeiro Muçulmano
​: A História de Maomé recria um homem que navega entre o idealismo e o pragmatismo, a fé e a política, a não-violência e a violência, a rejeição e a aclamação. Nele se ilumina não apenas uma figura de enormíssimo significado, mas igualmente o seu legado que sobrevive hoje mais do que nunca.

Um homem levado a viver circunstâncias excepcionais que não controlava. Nas palavras da autora, «o homem que correu pelo monte Hira abaixo não tremia de alegria, mas de um medo absoluto, primordial. O que o dominava não era a certeza, mas a dúvida. Só estava certo de uma coisa: o que quer que aquilo fosse, não se destinava a ele».
Sobre autor:
Nascida em Inglaterra em 1945, formou-se em psicologia, mas cedo a abandonou para se dedicar ao jornalismo. Foi repórter em Jerusalém e dedicou-se à atualidade do Médio Oriente durante mais de uma década. O seu trabalhou figurou em publicações tão prestigiadas quanto a Time, o New York Times, a New York Review of Books e a Harper’s.

O seu mais recente livro, After the Prophet: The Epic Story of the Shia-Sunni Split in Islam, foi finalista do PEN-USA Book Award. Vive em Seattle, Estados Unidos, e publica regularmente no blogue The Accidental Theologist.
Imprensa:
​«Um triunfo. Torna Maomé vívido e imediato.» 
The New York Times Book Review

«Muito rico em pormenores e muito bem escrito […]. Hazleton consegue fazer com palavras o que quase nunca podemos fazer com imagens […]. Indispensável.» 
The Seattle Times

«Uma biografia audaciosa e humana […]. Uma narrativa elegante que se dirige a leitores de mente aberta […], um quadro vivo da vida árabe no início do século VII.» 
Ha’aretz

You Might Also Like

0 comentários

Follow on Facebook

Site Meter