"Escrava do Estado Islâmico" de Jinan Badel, Thierry Oberle | Quinta Essência

09:30

P.V.P.: 13,41 € 
(à data da publicação deste post)
Data de Edição: 2016
Nº de Páginas: 180

Sobre a obra:
Jinan, uma jovem iazidi de dezoito anos, foi raptada com a família pelo Estado Islâmico em agosto de 2014, pelo simples facto de pertencer à minoria religiosa curda residente no norte de Iraque. Separada da família, durante dois meses viverá um inferno junto de outras cinco mulheres cativas, maltratadas e reduzidas à escravidão sexual, até que consegue fugir.
Em dezembro do mesmo ano, encontra-se por acaso com Thierry Oberlé, um conhecido jornalista do Figaro, especialista em matéria de terrorismo, no campo de refugiados onde vive agora, e conta-lhe a sua história.  Ambos se juntam então para escrever este libro, quebrando o silêncio para denunciar as atrocidades contra as mulheres por parte do Estado Islâmico em países como o Iraque, a Síria e a Arábia Saudita, o que constitui um testemunho excecional.
Sobre autor:
Jinan Badel – depois de ser raptada e viver como escrava sexual durante três meses às mãos do Estado Islâmico, consegue escapar para contar o seu testemunho. Esteve em França durante 2015, aquando da publicação do seu livro, e participou numa conferência da ONU sobre as minorias perseguidas pelo Estado Islâmico.

Thierry Oberlé é correspondente especial do jornal Le Figaro desde 1997. É especialista nos territórios do Magrebe e em África. Ocupa-se desde há muito do terrorismo internacional.
Imprensa:
-

You Might Also Like

0 comentários

Follow on Facebook

Site Meter