"Prometo Perder" de Pedro Chagas Freitas | Marcador

20:30

P.V.P.: 15,75 € 
(à data da publicação deste post)
Data de Edição: 2016
Nº de Páginas: 312

Sobre a obra:
Depois do enorme êxito de Prometo Falhar, Pedro Chagas Freitas, um dos mais populares autores portugueses, traz-lhe em Prometo Perder um romance para quem viveu ou sonha viver uma grande paixão; sussurra-lhe ao ouvido desabafos e confissões de quem amou, sonhou, sofreu e sobreviveu para contá-lo, partilhando-o consigo.
Em mais uma viagem intimista e desconcertante, o autor caminha até ao interior da emoção: da saudade ao desejo, da rebeldia à submissão, da dor ao amor, nada ficará por tocar. Deixe-se sentir.

Prometo perder.
Prometo por vezes fraquejar, por vezes cair, por vezes ser incapaz de ganhar. Nem sempre conseguirei superar, nem sempre conseguirei ultrapassar. Nem sempre poderei ser capaz de ir tão longe como tu me pedes, de te dar exatamente o que merecias que te desse. O que desesperadamente te quero dar. Nem sempre conseguirei sorrir, também.
Prometo perder.
Prometo ainda manter-me vivo depois de cada derrota, resistir ao peso insustentável de cada impossibilidade. Há de haver momentos em que sem querer te magoarei, momentos em que sem querer tocarei no lado errado da ferida. Mas o que nunca vai acontecer é desistir só porque perdi, parar só porque é mais fácil, ceder só porque dói construir.
Prometo perder.
Porque só quem ama corre o risco de perder; os outros correm apenas o risco de continuar perdidos.
Prometo perder.
Porque só quem nunca amou nunca perdeu.
Sobre autor:
Pedro Chagas Freitas escreve. Publicou 22 das mais de 150 obras que já criou. Foi, ou ainda é, jornalista, redactor publicitário, guionista, operário fabril, barman, nadador salvador, jogador de futebol, e muitas outras coisas igualmente desinteressantes. Orienta desorientadas sessões de escrita criativa por todo o país e arredores. Gosta de gatos, de cães e de pessoas. Não gosta de eufemismos e de bacalhau assado.
Tem mais de 100.000 fãs na sua página de Facebook.
Imprensa:
-

You Might Also Like

0 comentários

Follow on Facebook