"O Labirinto dos Espíritos" de Carlos Ruiz Zafón | Editorial Planeta

13:00

P.V.P.: 21,58 € 
(à data da publicação deste post)
Data de Edição: 2016
Nº de Páginas: 848
A publicação de O LABIRINTO DOS ESPÍRITOS foi precedida pelo relançamento, numa nova edição, dos três primeiros livros desta tetralogia: A Sombra do Vento, O Jogo do Anjo e O Prisioneiro do Céu, que chegaram às livrarias dia 26 de Outubro, com uma nova imagem e um formato inédito, que combina a capa dura, impressa a preto e branco, com uma sobrecapa em acetato transparente, a cores.
Sobre a obra:
Novo romance Carlos Ruiz Zafón
Não perca o final da saga iniciada com A Sombra do Vento

Na Barcelona de fins dos anos de 1950, Daniel Sempere já não é aquele menino que descobriu um livro que havia de lhe mudar a vida entre os corredores do Cemitério dos Livros Esquecidos. O mistério da morte da mãe, Isabella, abriu-lhe um abismo na alma, do qual a mulher Bea e o fiel amigo Fermín tentam salvá-lo.

Quando Daniel acredita que está a um passo de resolver o enigma, uma conjura muito mais profunda e obscura do que jamais poderia imaginar planta a sua rede das entranhas do Regime. É quando aparece Alicia Gris, uma alma nascida das sombras da guerra, para os conduzir ao coração das trevas e revelar a história secreta da família… embora a um preço terrível.

O Labirinto dos Espíritos é uma história eletrizante de paixões, intrigas e aventuras. Através das suas páginas chegaremos ao grande final da saga iniciada com A Sombra do Vento, que alcança aqui toda a sua intensidade, desenhando uma grande homenagem ao mundo dos livros, à arte de narrar histórias e ao vínculo mágico entre a literatura e a vida.
Sobre autor:
Carlos Ruiz Zafón nasceu em Barcelona em 1964. Inicia a sua carreira literária em 1993 com El Príncipe de la Niebla (Prémio Edebé), a que se seguem El Palacio de la Medianoche, Las Luces de Septiembre (reunidos no volume La Trilogía de la Niebla) e Marina. Em 2001 publica A Sombra do Vento, que rapidamente se transforma num fenómeno literário internacional. Com O Jogo de Anjo (2008) regressa ao Cemitério dos Livros Esquecidos. As suas obras foram traduzidas em mais de quarenta línguas e conquistaram numerosos prémios e milhões de leitores nos cinco continentes. Actualmente, Carlos Ruiz Zafón reside em Los Angeles, onde trabalha nos seus romances, e colabora habitualmente com La Vanguardia e El País.
Imprensa:
«Zafón reinventou o que significa ser um grande escritor. A sua habilidade visionária para narrar histórias já é um género em si mesma.»
USA TODAY

«É como se Garcia Márquez, Umberto Eco e Jorge Luis Borges se fundissem num mágico e transbordante espectáculo, de uma perspicácia perturbante e definitivamente maravilhoso»
THE NEW YORK TIMES

You Might Also Like

0 comentários

Follow on Facebook