Novidades

"A Memória" de David Baldacci | Clube do Autor

18:30

P.V.P.: 15,30 € 
(à data da publicação deste post)
Data de Edição: 2016
Nº de Páginas: 424

Sobre a obra:
A Memória é um livro poderoso e surpreendente: a história de um homem dotado de uma memória perfeita e perseguido por um crime sangrento. Ele não se consegue esquecer de nada - mas há uma noite que ele gostaria de apagar para sempre da sua mente… Ou então descobrir finalmente quem destruiu o seu mundo.
Sobre autor:
David Baldacci nasceu em 1960, na Virgínia, onde reside atualmente. Exerceu advocacia durante nove anos em Washington, dedicando-se depois à escrita. Do seu currículo faz parte um impressionante número de bestsellers, entrando frequentemente no primeiro lugar da lista dos mais vendidos do New York Times.
Imprensa:
«Uma obra magistral devido à velocidade da narrativa, à originalidade do herói e ao enredo empolgante. (…) Irresistível.» 
Washington Post

«Uma obra intensa que mostra um escritor no auge da sua maturidade.» 
Richmond Times
Ler mais »

Novidades

"Os Deuses da Culpa" de Michael Connelly | Porto Editora

16:00

P.V.P.: 14,94 € 
(à data da publicação deste post)
Data de Edição: 2016
Nº de Páginas: 392

Sobre a obra:
Depois de ter perdido a corrida para o lugar de procurador distrital, Mickey Haller, advogado de defesa em Los Angeles, antevê o fim da sua carreira. A relação com a sua ex-mulher é cada vez mais distante e a filha de ambos recusa-se a falar com um pai que defende sempre o mau da fita. Mas quando recebe uma mensagem no telemóvel, «Liga-me depressa – 187», aludindo ao artigo do código penal da Califórnia que contém a definição de homicídio, Mickey não pensa duas vezes e aceita um caso que, espera, o trará de novo para os grandes palcos das salas de audiência. Rapidamente descobrirá que a vítima era uma antiga cliente sua, uma prostituta que em tempos defendera e julgara ter resgatado das ruas, naquele que será apenas o primeiro indício de um jogo de sombras entre a DEA e o mais temível dos cartéis mexicanos: o de Sinaloa.
Sobre autor:
Admirado por Stephen King e com 50 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo, Michael Connelly é um dos nomes incontornáveis da literatura policial moderna e uma presença constante nos tops de vendas mundiais. Autor da série de livros protagonizados pelo detetive Harry Bosch, alguns dos quais já adaptados ao cinema, está traduzido em 36 línguas e recebeu alguns dos mais importantes prémios literários, quer nos Estados Unidos, quer em diversos países estrangeiros. No catálogo da Porto Editora figuram já os seus livros O Veredicto e A Reviravolta, também protagonizados pelo advogado Mickey Haller e o famoso detetive Bosch.
Imprensa:
Connelly tem o dom de dar vida a uma sala de audiências.
Booklist

Connelly propôs-se um desafio tremendo. E mostrou-se à altura.
New York Daily News

Connelly é um dos maiores escritores de policiais, um romancista capaz de criar um mundo ficcional tão verdadeiro e de o habitar de forma tão indelével que o leitor fica convencido de que é real.
Daily Mail

Michael Connelly é um dos mais importantes escritores da atualidade. Um moderno Raymond Chandler para o que ele apelida de “o mundo sem verdade”.
Carlos Ruiz Zafón
Ler mais »

Novidades

"A Rainha de Tearling" de Erika Johansen | Editorial Presença

12:00

P.V.P.: 17,96 € 
(à data da publicação deste post)
Data de Edição: 2016
Nº de Páginas: 400

Sobre a obra:
Durante dezoito anos, o destino de Tearling ficou nas mãos do Regente, manipulado pela Rainha Vermelha, uma feiticeira implacável que governa o reino vizinho de Mortmesme. Porém, Kelsea Glynn, sobrinha do Regente, é a legítima herdeira do trono. Quando completa dezanove anos, está pronta para reclamar o que é seu - e assim regressa do exílio com o objetivo de tornar Tearling um reino livre de pobreza, opressão e escravatura. Mas Kelsea é jovem, ingénua e cresceu longe da corrupção e dos perigos que assolam o reino. Cedo lutará pelo trono e pela própria sobrevivência, num caminho de crescimento em que aprende a lidar com uma herança muito pesada.
Será Rainha se sobreviver para reclamar o trono.
Sobre autor:
Erika Johansen nasceu em São Francisco. Estudou Direito no Swarthmore College. Tirou o mestrado no Iowa Writers Workshop. Exerceu advocacia mas sempre quis ser escritora. 

A Rainha de Tearling é o seu primeiro romance, encontrando-se em tradução para mais de 25 países. Os direitos cinematográficos foram adquiridos pela Warner Brothers. 

Erika Johansen vive em Inglaterra.
Imprensa:
«Sombrio e avassalador. Impossível parar de ler.» 
Glamour

«Uma leitura emocionante. Erika Johansen constrói uma história intensa, com muita ação e personagens fascinantes.» 
New York Post

«Erika Johansen combina com mestria colares mágicos, intriga política, questões de honra, personagens bem construídas e um pouco de mistério numa história empolgante e inspiradora.» 
Booklist

«A autora estreia-se com esta ambiciosa aventura de fantasia. Uma leitura viciante.» 
Publishers Weekly
Ler mais »

Novidades

"Receitas de Vida para Melissa" de Teresa Driscoll | Bertrand Editora

10:00

P.V.P.: 14,94 € 
(à data da publicação deste post)
Data de Edição: 2016
Nº de Páginas: 296

Sobre a obra:
A comovente despedida de uma mãe. Melissa tem oito anos quando a mãe morre. Nunca chegam a despedir-se. Treze anos mais tarde, é-lhe entregue um diário que a mãe escreveu para ela. Quando alisa as páginas e começa a ler as últimas palavras da mãe, Melissa é imediatamente transportada para a infância. A emoção que sente é imensa, mas este presente é também um cruel lembrete de que não tornará a ver a mãe. À medida que percorre as páginas do seu precioso livro, lê os conselhos que a mãe lhe deixou e prepara os pratos seguindo as suas receitas, mas vai também descobrindo os segredos da mãe. Segredos esses que podem mudar para sempre a vida de Melissa.
Sobre autor:
Teresa Driscoll é jornalista e tem trabalhado em jornais, revistas e televisão. Este é o seu romance de estreia. Vive em Devon com o marido e os filhos e escreve regularmente sobre as suas experiências no seu site.
Imprensa:
-
Ler mais »

Novidades

"O Segredo mais Bem Guardado" de Jeffrey Archer | Bertrand Editora

18:00

P.V.P.: 15,93 € 
(à data da publicação deste post)
Data de Edição: 2016
Nº de Páginas: 408
O mês de abril na Bertrand Editora arranca com um dos títulos mais esperados: O Segredo Mais Bem Guardado. Este é o terceiro volume da série The Clifton Chronicles, que tem cativado milhares de leitores em todo o mundo. Depois de Só o Tempo Dirá e Os Pecados do Pai, ambos publicados pela Bertrand Editora o ano passado, os leitores vão poder continuar a acompanhar a história dos Clifton, que neste mais recente livro entra em cena uma nova geração da família.
A revista especializada em livros e literatura, Publishers Weekly, descreve na perfeição e numa simples frase aquilo que é a alma de O Segredo Mais Bem Guardado. «Uma hábil mistura de personagens interessantes, ressentimento fervilhante, vingança calculada e um chocante e trágico suspense final distinguem o terceiro volume das The Clifton Chronicles, de Jeffrey Archer», afirma aquela publicação sobre esta obra, que tem merecido as melhores críticas em diversas publicações de prestígio.
Jeffrey Archer é um dos mais notáveis autores da atualidade, com mais de 250 milhões de exemplares vendidos em 97 países, e traduzido para 37 idiomas. Aos 75 anos, mantém a disciplina de acordar às 5h30 para começar a escrever assim que amanhece. A escrita de Archer é viciante, em que a vontade de ler sempre mais uma página torna-se quase imparável.
A série The Clifton Chronicles conta com um total de seis livros publicados, estando Jeffrey Archer a trabalhar no sétimo e último volume. Esta é uma saga absolutamente fascinante, que atravessa várias gerações de uma família ao longo de um século de história.
Sobre a obra:
1945. Na Câmara dos Lordes, a votação para a atribuição da fortuna dos Barrington acabou em empate. Harry regressa à América para promover o seu novo romance, ao passo que a sua amada Emma parte à procura da menina que foi encontrada abandonada no gabinete do seu pai na noite em que ele foi assassinado. Quando chegam as eleições gerais, Giles Barrington tem de defender o seu lugar na Câmara dos Comuns e fica horrorizado ao descobrir que os conservadores decidem ficar contra ele. Mas é Sebastian Clifton, filho de Harry e Emma, que acaba por influenciar o destino do tio. Em 1957, Sebastian ganha uma bolsa de estudo para Cambridge, e assim entra em cena uma nova geração da família Clifton. Depois de ser expulso da escola, Sebastian é apanhado numa fraude internacional de obras de arte que envolve uma escultura de Rodin, que vale muito mais do que o dinheiro conseguido em leilão. Será que ele se torna milionário? Irá para Cambridge? Correrá perigo de vida? O Segredo Mais Bem Guardado responde a todas estas perguntas, mas levanta muitas mais…
Sobre autor:
Jeffrey Archer tem mais de 250 milhões de exemplares vendidos em 97 países e 37 idiomas. É autor de 16 romances, seis coleções de contos, três peças de teatro, três volumes do seu diário da prisão e um envagelho. É o único autor que foi número 1 em ficção (15 vezes), contos (quatro vezes) e não ficção (Os Diários da Prisão). Archer é casado com Dame Mary Archer DBE, têm dois filhos e vivem em Londres e Cambridge.
Imprensa:
«Não há melhor contador de histórias vivo.»
Larry King

«Uma saga de leitura compulsiva, capaz de fazer parar o coração.» 
Publishers Weekly
Ler mais »

Novidades

"Numa Floresta Muito Escura" de Ruth Ware | Clube do Autor

13:00

P.V.P.: 15,30 € 
(à data da publicação deste post)
Data de Edição: 2016
Nº de Páginas: 328

Sobre a obra:
«Não vai largar o livro até chegar à última página. A atmosfera densa e as revelações surpreendentes vão deixá-lo sem fôlego.»
Entertainment Weekly

Uma mulher solitária recebe um convite inesperado para a despedida de solteira de uma amiga que não via há muito tempo. Relutantemente, ela aceita participar na reunião de amigas, algures numa casa isolada na floresta.
Quarenta e oito horas depois, Nora acorda numa cama do hospital. Está ferida mas não se recorda exatamente do que se passou. Sabe, no entanto, que alguém morreu. O que fiz eu?, pergunta-se ela, consciente de que algo muito grave aconteceu naquela casa na floresta escura, muito escura…
Sobre autor:
-
Imprensa:
-
Ler mais »

Novidades

"Os Jardins de Luz" de Amin Maalouf | Marcador

11:30

P.V.P.: 16,65 € 
(à data da publicação deste post)
Data de Edição: 2016
Nº de Páginas: 256

Sobre a obra:
«Vim do país de Babel», dizia ele, «para fazer ecoar um grito através do mundo.» Durante muitos anos, o seu grito foi ouvido. No Egito, chamavam-lhe o Apóstolo de Jesus; na China, cognominavam-no o Buda de Luz; a sua esperança florescia à beira dos três oceanos. Porém, rapidamente surgiu o ódio, surgiu o encarniçamento. Os príncipes deste mundo amaldiçoaram-nos; tornou-se para eles o «demónio mentiroso», o «recipiente repleto de mal» e, no seu humor cáustico, o «maníaco»; a voz dele, «um pérfido encantamento»; a sua mensagem, «a ignóbil superstição», «a pestilencial heresia». Depois, as fogueiras cumpriram a sua missão, consumindo num mesmo fogo tenebroso os seus escritos, os mais perfeitos dos seus discípulos, e essas mulheres altivas que se recusavam a cuspir sobre o seu nome.
Sobre autor:
Escritor e jornalista libanês, Amin Maalouf nasceu em 1949, em Beirute, na confissão católica árabe. Filho de Ruchdi Maalouf, um escritor, professor e jornalista, frequentou os colégios jesuítas de Beirute e, após a conclusão dos seus estudos em Economia e Sociologia, continuou a longa tradição familiar no Jornalismo. 
Inserido no an-Nahar, um jornal libanês de importância, foi enviado para países como a Argélia, a Índia, o Bangladesh, a Etiópia, a Somália e o Quénia, muitas das vezes para fazer a cobertura de guerras e conflitos armados. 
Em 1975, uma onda de violência assolou o Líbano e, com o rebentamento de uma guerra civil, Amin Maalouf optou, em 1977, por se exilar com a família em Paris, onde continuou a exercer a carreira, contribuindo para o Jeune Afrique e para a edição internacional do an-Nahar. Em 1983 publicou o seu primeiro livro, "As Cruzadas Vistas Pelos Árabes", obra escrita na língua francesa, e que teve por grande mérito dar a possibilidade não só ao público, como também aos historiadores, de aceder às fontes árabes medievais nos capítulos respeitantes à História das Cruzadas, reescrevendo assim convicções mantidas ao longo de quase mil anos. 
Em 1986 fez a sua estreia no romance com "O Leão Africano", que conta a história de um geógrafo, Hassan Al-Wazzan, nas suas deambulações, desde a Granada onde nasceu, pela bacia do Mediterrâneo e por terras africanas até à sua residência em Fez. Amplamente autobiográfico, o livro relembra os episódios do exílio do próprio Maalouf. 
Cultivando a ideia de que a harmonia universal entra em conflito com o sistema de convicções humano, publicou "O Jardim da Luz" em 1991. Recriando a vida de Mani, tenta mostrar que a beleza da tolerância é um bem frágil nas mãos dos poderes convencionais. Publicaria ainda Le "Rocher de Tanios" (1993), "Les Echelles Du Levant" (1996) e "Les Identités Meurtrières" (1998). 
No ano de 2000, escreveu um libretto de ópera "L'Amour de Loin", que reconta os amores do trovador do século XII Jaufre Raudel pela Condessa de Tripoli. Com o arranjo musical da compositora finlandesa Kaija Saariaho, a ópera estreou em Salzburgo em 2000 e em Paris no ano seguinte, sob a direção de Peter Sellars. 
Embora não tivesse empreendido grandes viagens desde a sua chegada a França, Maalouf visitou o seu país natal em 1994. Não obstante, grande parte da sua obra foi escrita no retiro de uma cabana de pescador algures numa ilha do Canal da Mancha.
Imprensa:
-
Ler mais »

Novidades

"Dieta Le Bootcamp" de Valerie Orsoni | Clube do Autor

10:00

P.V.P.: 15,30 € 
(à data da publicação deste post)
Data de Edição: 2016
Nº de Páginas: 300

Sobre a obra:
Valérie Orsoni criou um programa de perda de peso revolucionário, inspirado na sua história de vida. Valérie sofreu com o excesso de peso no início da sua idade adulta e lutou contra um cancro. Depois de experimentar várias dietas sem sucesso, desenvolveu um programa de perda de peso duradouro, com a colaboração de vários especialistas.
Valérie ensina a limpar o corpo de toxinas, a combater a gordura mais resistente e a celulite, a acelerar o processo de perda de peso quando é necessário e, por fim, a adotar um estilo de vida em que o peso se mantém afastado e os níveis de energia aumentam.
Jennifer Aniston, Demi Moore e Kim Kardashian, entre outras celebridades, são seguidoras do plano de Valérie Orsoni.
Sobre autor:
-
Imprensa:
-
Ler mais »

Novidades

"O Quinto Evangelho" de Ian Caldwell | Editorial Presença

20:30

P.V.P.: 19,71 € 
(à data da publicação deste post)
Data de Edição: 2016
Nº de Páginas: 504

Sobre a obra:
Uma semana antes da inauguração de uma exposição de arte nos museus do Vaticano, Ugo Nogara, o curador responsável, é encontrado morto em Castel Gandolfo. A polícia papal não consegue descobrir o autor do crime, e o padre Alex Andreou, amigo do curador assassinado, decide investigar por conta própria. Para encontrar o homicida, tem de desvendar o segredo do curador – a verdade dos evangelhos acerca da relíquia sagrada mais controversa e misteriosa do Cristianismo. Porém, quando começa a compreender os contornos da morte de Ugo Nogara, e as suas consequências para o futuro das Igrejas Católica e Ortodoxa, o padre Alex apercebe-se de que também corre perigo. 
Este thriller arrebatador, baseado numa profunda investigação histórica e bíblica, dá-nos a conhecer os meandros da Santa Sé.
Sobre autor:
Caldwell recebeu uma das distinções mais prestigiadas do universo académico norte-americano, o Phi Beta Kappa, em História, pela Universidade de Princeton. "A Regra de Quatro" é a sua estreia literária.
Imprensa:
-
Ler mais »

Novidades

"Nos teus Olhos Vejo o Mundo" de Luísa Castel-Branco | Clube do Autor

18:30

P.V.P.: 13,50 € 
(à data da publicação deste post)
Data de Edição: 2016
Nº de Páginas: 224

Sobre a obra:
Neste novo livro, Luísa Castel-Branco expõe sem medo a sua verdade. Eis a vida como ela é, nem sempre colorida nem sempre a preto e branco.

Falo da magia das pequenas grandes coisas. Estou sentada aqui e olho à minha volta e nada me rodeia de grande valor, luxo ou ostentação.
Falo desta conjugação perfeita que se pode sentir numa casa nova, porque se encontrou a coragem para deitar fora o passado e tudo ao nosso redor se tornou leve. Branco. Luminoso.
Falo dos momentos pequeninos em que um dos meus netos me faz rir ou se dobra a rir em gargalhadas.
(…)
E aqui deixo-vos a minha verdade.
Sou apenas isto e nada mais.
Que vos faça boa companhia.
Sobre autor:
Luísa Castel-Branco nasceu em Lisboa em 1954. A sua vida esteve desde sempre ligada à comunicação: começou por colaborar no jornal Semanário e mais tarde fez parte do grupo fundador da revista Máxima.
Foi assessora de imprensa de vários gabinetes ministeriais, criou uma agência de comunicação dedicando-se à área do marketing político.
Em 1999, foi convidada a integrar o projecto CNL, onde começou a sua carreira televisiva. Depois do talk show «Luísa», apresentou o concurso «Dinheiro à Vista» (TVI), seguido de «Emoções Fortes» e «O Elo Mais Fraco» (RTP1). Na SIC Mulher, apresentou «Vícios e Virtudes» e participou ainda em «Eles por Elas».
Depois de em 2001 ter publicado Luísa - o seu primeiro livro - estreou-se no romance com Alma e os Mistérios da Vida, uma obra que convenceu a crítica e conquistou o público.
Imprensa:
-
Ler mais »

Novidades

"Ponto a Ponto Avançado" de Gareth Moore | Editorial Presença

16:30

P.V.P.: 10,71 € 
(à data da publicação deste post)
Data de Edição: 2016
Nº de Páginas: 64

Sobre a obra:
Este livro contém mais de 30 desafios ponto a ponto numa conjugação de mais de 30000 pontos. Um estimulante desafio que trabalha a capacidade de concentração enquanto promove horas de criatividade e divertimento. Cada puzzle vai revelando gradualmente intrincadas e complexas figuras que desvendam obras de arte originais que poderá completar ao colori-las.
Sobre autor:
-
Imprensa:
-
Ler mais »

Novidades

"A Última a Saber" de Elizabeth Adler | Quinta Essência

12:30

P.V.P.: 14,31 € 
(à data da publicação deste post)
Data de Edição: 2016
Nº de Páginas: 304

Sobre a obra:
Evening Lake: um refúgio calmo e idílico no Massachusetts ocidental, com uma comunidade de famílias muito unida. O detetive Harry Jordan encara a sua casa à beira do lago como uma pausa na resolução de crimes nas ruas de Boston... até que o crime chega a Evening Lake.
Harry Jordan está a dar uma caminhada quando uma explosão rasga a noite: a casa das Havnel é engolida por uma conflagração e Bea Havnel é vista a fugir com o cabelo em chamas e a mergulhar no lago. Misteriosas e reservadas, Bea e a mãe, Lacey, chegaram há pouco a Evening Lake e são muito diferentes das famílias abastadas da comunidade. Bea sobrevive ao fogo, mas a mãe não, e Harry vê-se metido na investigação. Tal como o jovem Diz Osborne, que, sem o conhecimento de ninguém, carrega um segredo pesado: ele viu outra pessoa a remar no lago naquela noite. Quando se descobre que Lacey Havnel não morreu por causa da explosão, mas de uma facada, torna-se claro que anda um assassino à solta. E esse assassino está pronto a atacar de novo. Contado no estilo inimitável de Elizabeth Adler, com descrições animadas e uma dinâmica familiar intrincada, Última a Saber é uma história empolgante.
Sobre autor:
Elizabeth Adler é britânica. Autora de vários romances é reconhecida internacionalmente pelas suas histórias envolventes que combinam de forma magistral mistério, amor e destinos de sonho. Os seus livros estão publicados em vinte e cinco países, com mais de dez milhões de exemplares vendidos em todo o mundo.
Adler e o marido viveram em vários países até que fixaram residência em La Quinta, Califórnia, onde passam dias tranquilos na companhia dos seus dois gatos.
Imprensa:
-
Ler mais »

Divulgação

MOMENTOS WOOK - HOJE ATÉ 30% EM LIVROS E PORTES GRÁTIS

11:45


não perca nada, aceda aqui 

*10% de desconto imediato em todos os livros + 20% de desconto em cartão nas edições com mais de 18 meses. Portes grátis para Portugal continental em CTT Expresso Clássico ou Rede Pickup e 30% de desconto nos envios para as ilhas dos Açores e Madeira, em CTT Expresso Clássico (tipos de envio disponíveis para encomendas até 10 kg). Promoção válida para encomendas registadas e pagas nos dias 29 e 30 de março de 2016. Campanha não acumulável com outras promoções, ofertas ou vantagens do Programa Wookmais. Campanha não acumulável com outras promoções.
Ler mais »

Novidades

"Turbulência" de Annette Herfkens | Quinta Essência

10:30

P.V.P.: 14,31 € 
(à data da publicação deste post)
Data de Edição: 2016
Nº de Páginas: 360

Sobre a obra:
Quando a jovem Annette Herfkens, uma das poucas traders internacionais em Wall Street, e o noivo embarcaram no voo Vietnam Airlines 474 em Ho Chi Minh City, eram apenas dois passageiros que iam para uma escapadela romântica, alheios ao momento fatídico que destruiria os seus sonhos para sempre. O avião caiu numa montanha, deixando Annette presa na selva vietnamita como única sobrevivente. O que se seguiu foi uma incrível história de sobrevivência, mistério e espírito superior. Nesta história de vida, Annette descreve como sobreviveu oito dias sozinha na selva com apenas água da chuva para sustentá-la. Treze anos depois do acidente, Annette voltou ao Vietname para escalar a montanha, lançando uma nova luz sobre alguns mistérios que se mantinham desde essa altura. Através de flashbacks, Annette revela como usou as lições aprendidas na selva vietnamita para celebrar o seu filho autista na selva de Upper East Side, em Nova Iorque. Este livro inspirador quebra tantas fronteiras como a própria protagonista. Observadora atenta, Annette escreve com humor franco e mordaz sobre a perda, o amor, a resiliência e a espiritualidade de uma forma refrescante e terra-a-terra. O seu livro permite-nos conhecer a mente e o coração de uma verdadeira sobrevivente.
Sobre autor:
Annette Herfkens é a única sobrevivente de um desastre de avião em 1992 no Vietname. Uma turbulência repentina e a posterior queda da aeronave tiraram a vida ao seu noivo, Willem van der Pas. Ele era o seu melhor amigo, namorado da faculdade, e alma gémea. Annette passou oito dias sozinha na selva no meio dos mortos apenas com água da chuva para sustentá-la. Nasceu na Venezuela de pais holandeses. Foi criada na Holanda. Depois de um estágio em Santiago de Chile, tornou-se estagiária executiva no ING Bank, que a mandou para Nova Iorque e Londres. A seguir mudou-se para o Banco Santander em Madrid. Foi promovida a diretora e sete anos mais tarde enviada para Nova Iorque, onde vive atualmente com a família.
Imprensa:
-
Ler mais »

Novidades

"Uma Rapariga é Uma Coisa Inacabada" de Eimear Mcbride | Elsinore

20:00

P.V.P.: 15,92 € 
(à data da publicação deste post)
Data de Edição: 2016
Nº de Páginas: 256
Uma Rapariga É uma Coisa Inacabada venceu diversos prémios: Baileys Women's Prize for Fiction, Goldsmiths Prize, Kerry Group Irish Novel of the Year Award Desmond Elliott Prize e Geoffrey Faber Memorial Prize.
Sobre a obra:
Galardoado com diversos prémios e considerado logo como um clássico, Uma Rapariga É Uma Coisa Inacabada, um romance breve mas intenso, dá-nos o retrato nu do relacionamento de uma jovem com o seu irmão, e da longa sombra projetada, nas suas vidas, pelo tumor cerebral de que ele padece e pela família profundamente disfuncional em que vivem. 
Narrado na primeira pessoa por esta rapariga sem nome, numa espécie de fluxo de consciência repleto de elipses e incoerências, que reflete o estado de quebra emocional da narradora, este é o romance de estreia de Eimear McBride, escritora irlandesa, considerada por muitos críticos a grande revelação de língua inglesa da última década. Ler este livro é mergulhar na mente da narradora, sentir a vida em bruto, tal como ela a atravessa. Nem sempre é uma experiência confortável - mas é decerto uma descoberta.

«Eu acho o teu rosto o melhor que há. Quando éramos nós éramos nós éramos novos. Quando eras pequenino e eu uma menina. Era uma vez. Vou lembrar-te lembra-te bem. Agora. Não nessa altura. E eu ajoelho-me sobre a tua cama tranquila. Beijo a tua cara. Saio do quarto. Eu vou. Dormir. Tal como tu.»
Sobre autor:
Filha de irlandeses, nasceu em 1976 em Liverpool, mas a família regressou à Irlanda quando Eimear ainda era criança. Escreveu um só romance, que demorou nove anos a publicar depois de o ter enviado para dezenas de editoras, sem receber resposta.
Uma Rapariga É Uma Coisa Inacabada foi imediatamente aclamado e considerado um clássico aquando da publicação numa pequena editora, o que lhe garantiu o convite imediato para ser representada por Andrew Wylie e a consagração enquanto grande revelação literária dos últimos anos. Mais sobre a autora em: eimearmcbride.com
Imprensa:
​«​Um futuro clássico. […] Inevitavelmente comparável ao cânone irlandês - os monólogos de Beckett, o solilóquio de Molly Bloom de Joyce em Ulisses, e a prosa ontogenética de Retrato do Artista quando Jovem - e às vanguardistas britânicas e irlandesas: Edna O’Brien, Virginia Woolf, Ann Quin.» 
Joshua Cohen, New York Times

«Eimear McBride é uma espécie em vias de extinção: um génio. O leitor ousado irá perceber que tem nas mãos um livro a sério, vivo, um livro como nenhum outro.» 
Anne Enright, vencedora do Man Booker Prize

«Um livro notável. […] A linguagem é desconstruída com engenho para tornar novas e estranhas experiências que nos são familiares, mas existe nessa desordem vitalidade, e até um certo agrado. McBride vai mais longe do que Beckett naquilo a que o próprio chamou "sintaxe da fragilidade".» 
The New York Review of Books

«Um romance fulgurante e original.» 
James Wood, The New Yorker
Ler mais »

Novidades

"The Empire" de João Valente | Topseller

19:33

P.V.P.: 14,93 € 
(à data da publicação deste post)
Data de Edição: 2016
Nº de Páginas: 288

Sobre a obra:
João Valente leva-nos numa viagem nostálgica pela vida de quatro rapazes, que acima de tudo quiseram fazer música.
A música rock do século XXI acolheu na sua genealogia uma superbanda nascida de um acaso improvável. Quem foram os The Empire? Mário Andrade na voz e guitarra, Ricardo Gomes na guitarra, Tiago Gomes na bateria e Eddie Steppleton no baixo.
Quatro amigos que se conheceram por acaso e que viveram um sonho invulgar. Uma banda portuguesa ignorada no seu país, mas que triunfou num dos mercados mais difíceis do mundo. E foram muito mais do que isso.
Dos momentos passados na loja de música Woodstock ao surgir das primeiras letras da banda. Da primeira demo, mal gravada num estúdio recôndito, ao contrato milionário com uma grande editora discográfica. Dos excessos e da dependência de drogas à maturidade e ao nascimento dos filhos.
Numa década, os The Empire venderam milhões de discos, ganharam legiões de fãs em todo o mundo e esgotaram centenas de salas de concertos. Tornaram-se aquilo que, enquanto adolescentes sonhadores, sempre quiseram ser: uma lenda. João Valente conta-nos, numa escrita vívida, profundamente narrativa e apaixonante, a história romanceada destes quatro músicos que começaram, como tantos outros, por ser adolescentes de cabelo comprido, calças de ganga coçadas e t-shirts das bandas de rock preferidas.
Sobre autor:
João Valente nasceu em 1977 e cresceu em Paço de Arcos. Desde muito novo que se apaixonou pela música e pelos livros.
Licenciou-se em Relações Internacionais pelo ISCSP e prosseguiu os estudos no Colégio da Europa, em Bruges. Ajudou a fundar, foi jornalista e editor da Prémio, uma revista semanal de economia.
Em 2014, foi escolhido como um dos Novos Talentos Fnac– Literatura.
Neste momento, trabalha na indústria seguradora, vive em Carcavelos com a mulher e os dois filhos, e encontra-se a ultimar o seu próximo livro. The Empire é o seu primeiro romance.
Imprensa:
-
Ler mais »

Opinião

Opinião - "Bem Vindos a Joyland" de Stephen King | Bertrand Editora

13:00


mais informação acerca do livro neste link

Opinião:
Este foi o primeiro livro que li do autor e este serviu de convite para começar a comprar livros do autor. O que mais me chamou a atenção foi a capa e o título (como é possível?!), pois aquela cara do palhaço com ar sinistro, aquele corvo e aquele ar misterioso.
Devin Jones, já nos seus 60 anos começa por narrar a sua aventura no verão de 1973 junto à praia. Jovem universitário (naquela altura), que vai à procura de trabalho de verão tal como a sua namorada Wendy, mas este vai em direcção da praia, rumo ao parque de diversões Joyland. Neste parque ele faz novas amizades com o staff permanente, Freddy Dean, Lane Hardy, Eddie Parks, e também com os que tal como ele vão à procura de uma trabalho de verão, contudo os maiores laços ficam com Tom e Erin. Devin, fica numa pensão junto ao mar, onde não há luxos, mas onde encontra bom ambiente, gente de bem e amiga, a dona é a Senhora Shoplaw.  Após ser admitido ele sabe que existe um misterioso caso por resolver – a morte de uma rapariga, Linda Gray, no comboio fantasma. O fantasma da rapariga é vista após vários anos por alguma pessoas que viajam nessa diversão e isto rouba toda a atenção de Devin. Conhece ainda Mike, um miúdo muito especial, e a sua mãe Annie, que cria laços fortes com Dev. Dev, durante toda a sua permanência no parque vai focar atenções junto com Erin, em descobrir o caso do assassino que anda em figa e que poderá ser o mesmo assassino de outras raparigas em condições similares às de Linda Gray, e esta investigação traz-nos um final surpreendente e empolgante.

Dev, ao narrar anos depois essa sua aventura passada, mostra como mudou durante o seu tempo em Joyland, como passou a sentir falta da família, a olhar para os sonhos e promessas de amor doutra forma, acaba por procurar a paz no seu quarto com leituras e com um óptimo gosto musical (the Doors) , vai acabar por viver aventuras que não esperava, vai ser visto como um herói pelas suas intervenções, é uma personagem muito simpática. Acaba por sentir atracção por Erin que é uma jovem bastante interessante e inteligente, mas quando acaba por conhecer Annie, começa a ver as coisas de outra forma. Annie aparece como a filha rebelde de alguém de classe alta, alguém  importante e influente, que não vê o pai e não seguiu aquilo que ele esperava, sendo que acho mesmo que pela época e forma de ela estar e agir, me parece que ela se enquadre numa hippie, mas… não estou 100% certo disso, mas eu apontaria que sim. Das personagens descreveria mais um pouco Erin, Mike, Senhora Shoplaw, talvez Lane Hardy que é super amigo e misterioso,  e o dono do parque que é respeitável e pouco afável, mas no fundo é boa pessoa e fico-me por aqui.
Personagens muito bem criadas, num ambiente mágico e de diversão, algumas envoltas de mistério, outras amáveis, outras ainda frias e com ar temível, são assim os dias em Joyland, temos ainda uma personagem que achei muito curioso e gostei o facto de o autor a ter colocado no livro, esta é super especial, cheia de sonhos, dotado de um dom especial, mas em fim de vida, passa-nos a mensagem de que nem tudo é mau e que há sempre um caminho a seguir.
Quando li Joyland e todo o cenário envolto tais como, os nomes das diversões, a forma como estas estavam, a avenida, o parque mesmo em cima do areal, com os passadiços de madeira, aquele por do sol e tempo de verão, apenas me vinha à cabeça as imagens das diversões, das barraquinhas, dos restaurante e pensões de  Coney Island em Brooklin, NY. 
Para uma estreia com o autor, não foi má experiência, apesar de ter sido um sacrifício e uma seca até às página 100, não pela escrita que é muito simples (mesmo na versão em inglês) e fluída, mas sim porque esperava e desesperava que acontecesse algo em relação à assombração / fantasma de Linda Gray, que ela aparecesse, que desse um sinal, que houvesse uma morte, algo... A partir daqui tudo começou a fazer sentido, a ser uma leitura agradável, e quando Annie e Mike entram, passou a ser quase impensável pousar o livro. Como referi anteriormente, este livro abriu portas ao autor que apesar de género diferente já comecei a comprar a saga “A Torre Negra”.

Ler mais »

Opinião

Opinião - "A Rapariga no Comboio (Edição comemorativa)" de Paula Hawkins | Topseller

21:27


mais informação acerca do livro neste link

Opinião:
Após quase 1 ano do seu lançamento e alguns meses antes do lançamento da sua adaptação cinematográfica, chegara a altura de ler este tão falado livro. Fui estando atento ao que por aí se falava e é certo que vi falar muito bem, vi falar muito mal, e quanto mais opostas as opiniões, mais aliciante se torna. 
Não há duvidas de que Portugal seguiu a tendência internacional e rapidamente o catapultou para o top de vendas desde o seu lançamento e lá continua durante todo este tempo a afirmar o seu sucesso, há quem diga que é mais marketing do que nada, mas seja ele marketing inteligente, ou não, eu não quero saber, o que é certo é que está a vender e posso garantir que justifica a suas vendas, aliás mais do que outros que passam pelo top e nem lá mereciam estar, mas não é sobre isso que vim escrever.
(esta nova edição comemorativa de capa dura está fabulosa)

Paula Hawkins apresenta-nos um thriller bastante bom, num puro ambiente Londrino na perfeição. Castanho e sombrio, como se os dias fossem sempre assim, uma realidade fora destas páginas. 
Acompanhamos desde início Rachel, nas suas deslocações de comboio (sim, ela é a nossa Rapariga no Comboio), nos seus dias de desempregada, sem rumo e sentido, com problemas de álcool e que passa grande parte de seu tempo embriagada, perdida do seu sentido de vida, vive isolada da sociedade num quarto que a sua amiga lhe oferece estadia onde tolera todas as suas idiotices e afins. 
Megan, é-nos introduzida poucas páginas depois sem fazer qualquer sentido ainda a sua participação, mas que nos conecta com Anna também, esta a terceira mulher que será também a terceira narradora. 
Portanto, temos subúrbios de Londres como local da acção, dias frios e mórbidos criados para um crime perfeito, para pessoas frias e misteriosas, envoltas em segredo. Viagens de comboio que contemplam um cenário de primeira fila para a vida privada dos residentes, onde na realidade para quem visitou as terras de sua majestade e se deslocou de comboio, pode facilmente pintar o ambiente envolvente, com casas junto à linha de comboio, janelas, varandas, jardins nas traseiras das casas, que nos permitem ser intrusos durante a passagem de comboio.
Rachel, ex mulher de Tom, presa ao ex-marido misterioso, com seus os problemas, que dado o seu historial é uma pessoa sem credibilidade alguma, que vai ver e descobrir demasiado, descobre numa investigação uma razão de estar ali e estar viva, algo que a faz sentir novamente útil à sociedade, mas poderá rapidamente perder todo o seus entusiasmo. 
Megan (que para Rachel enquanto desconhecida é Jess), a mulher de Scott (que para Rachel enquanto desconhecido é Jason), um casal perfeito, cheio de amor e felicidade, cheio de problemas dentro de casa e muitos mais escondidos. 
Anna, a mulher actual de Tom, que foi amante dele enquanto casado com Rachel. Sofre de perseguição por Rachel e pelo trauma que tem por este ser um perigo para a sua bebe.
Basicamente é isto, e com muito mais por dizer, mas cabe a vocês descobrir.

Não consegui ler o livro sem pensar no livro / filme “Em Parte Incerta” e acho que isso foi algo comum a quem conhece o livro ou o filme. Tal como “Em Parte incerta”, comecei logo cedo a criar empatia com algumas personagens mas rapidamente me virava contra elas, e voltava a adora-las. Conseguiam-me enervar e revoltar por momentos, e logo depois já sentia que eram vitimas do azar. Não sei se alguém leu o “Antes de Adormecer” mas epah, não sei porquê mas por vezes pensava “bem… mas isto é outro caso como o da Christine?”, se calhar sim porque a memória ali falhava, se calhar não porque seria por Rachel estar alcoolizada, mas isso tornava a leitura mais produtiva e interessante. A estrutura e escrita do livro está óptima, capítulos nem muito curtos, nem muito longos. Começamos com Rachel, que será sempre a nossa personagem central, e seguida de Megan a narrar temporalmente 1 ano antes do que Rachel, mais para a frente é introduzida Anna, mas vamos sempre alterando capítulo em capítulo, entre as personagens, identificando sempre temporalmente em que altura do dia se encontram, o que ajuda imenso enquanto lemos, a encaixar todas as pecinhas do puzzle e enredo que vamos seguindo. 
Contudo nem tudo é maravilhoso, e confesso que tive uma parte ou outra que deixavam a desejar mais acção e menos narrativa, mas logo de seguida esse sentimento era desfeito. Outro ponto, já que Cathy faz parte da vida de Rachel, penso que devia ter sido um pouco mais falada no final, acho que faltou ali um pouco mais de conteúdo em relação à sua reacção e continuação de vida, depois da ausência, fiquem sem perceber se orgulhosa, se revoltada, etc… 
Demorei aproximadamente 8h a ler o livro, repartidos por 5 ou 6 dias, certamente se pudesse tê-lo-ia feito duma vez, mas não dá para isso. Neste momento aguardo com grande expectativa o filme e vou manter a autora na lista a seguir.
Não menosprezando outras editoras, que adoro os seus livros também e que continuo a comprar, este foi o melhor livro que li do ano passado, e por graça ou não, já há 2 anos também foi um título da Topseller, o “Invisível”. Continuem assim com o excelente trabalho que têm feito. 


Ler mais »

Passatempo

Resultado Passatempo - "The Walking Dead - Longe Demais _ Volume 13" de Robert Kirkman, Charlie Adlard, Cliff Rathburn | Editoria Devir

16:27

Olá a todos! :-)

Tínhamos para oferta 1 exemplar do livro:


Este passatempo só foi possível graças ao apoio da Editora Devir, muito obrigado pelo livro!

Muito obrigado a todas as 546 participações.

A vencedora deste passatempo foi:

209 - Catarina Passão  *

Podem confirmar aqui o resultado:
http://www.clubedoslivros.pt/2016/03/the-walking-dead-longe-demais-volume-13_6.html

Muitos Parabéns!
Quem não ganhou desta vez, não desanime e continuem a participar.
Irão continuar a aparecer novidades!

Cumprimentos a todos e boas leituras!
Clube dos Livros
Ler mais »

Novidades

"O Assassino do Crucifixo" de Chris Carte | Topseller

18:42

P.V.P.: 16,91 € 
(à data da publicação deste post)
Data de Edição: 2016
Nº de Páginas: 384

Sobre a obra:
Um corpo mutilado.
Um assassino impiedoso. 
Um pesadelo que parece não ter fim.

O corpo de uma jovem é encontrado numa cabana abandonada, no meio de uma floresta. Quando é chamado ao local do crime, o detetive Robert Hunter vê-se no meio de um cenário que parece saído de um filme de terror.
Nua e presa pelos braços a dois postes, a vítima foi torturada até à morte e no seu corpo foi entalhada uma cruz que o detetive reconhece de imediato: é a assinatura de um psicopata conhecido como Assassino do Crucifixo. Mas como é possível, se o Assassino do Crucifixo foi condenado e executado há dois anos?
Poderá este criminoso ser um imitador? Ou será que o impensável aconteceu e ele está, afinal, vivo e à solta? O detetive Robert Hunter e o seu parceiro embarcam numa investigação perigosa para descobrir a verdade e capturar de uma vez por todas este violento assassino.
Mal sabem eles que estão, na verdade, prestes a entrar no mais terrível dos pesadelos.
Sobre autor:
-
Imprensa:
-
Ler mais »

Novidades

"A Loucura de Lorde Ian Mackenzie" de Jennifer Ashley | Topseller

13:30

P.V.P.: 16,91 € 
(à data da publicação deste post)
Data de Edição: 2016
Nº de Páginas: 352

Sobre a obra:
A maioria das mulheres prestaria atenção aos avisos.
Beth decidiu ignorá-los…
Por toda a sociedade londrina correm rumores de que Lorde Ian Mackenzie é louco, que terá passado a sua juventude num asilo, e que não é de confiança, especialmente com senhoras.
Beth é uma jovem viúva, herdeira de uma fortuna, que está outra vez noiva e que deseja voltar a ser tão feliz quanto foi com o primeiro marido. Quando é apresentada a Lorde Ian Mackenzie, este apaixona-se imediatamente e não tem dúvidas de que a quer para si. Procura, então, convencê-la a deixar o noivo e a casar-se consigo.
Beth acaba por se deixar seduzir e decide fazer tudo para ajudar Lorde Ian a superar o sofrimento que carrega, devido a um passado tormentoso.
A partir de então, só uma coisa faz sentido na vida de Beth… a loucura de Lorde Ian Mackenzie.
Sobre autor:
Jennifer Ashley é uma autora norte-americana, bestseller do New York Times e do USA Today, que já conta com mais de 80 obras publicadas. Os seus livros têm-lhe garantido vários elogios e prémios, incluindo o Prémio RITA para Melhor Romance, atribuído pela Associação Americana de Escritores de Romance, o Prémio Romantic Times Reviewer’s Choice, entre muitos outros.
Os seus livros já venderam mais de cinco milhões de exemplares, tendo sido traduzidos para mais de dez línguas.
Imprensa:
-
Ler mais »

Novidades

"O Livro Perdido" de Edward Berry, Stefano Turconi | Editorial Presença

10:00

P.V.P.: 10,71 € 
(à data da publicação deste post)
Data de Edição: 2016
Nº de Páginas: 200

Sobre a obra:
A melhor história do mundo desapareceu sem deixar rasto!
E a outras das melhores histórias alguma vez escritas estão a acontecer coisas muito estranhas (ou pensavas que o Capitão Gancho de Peter Pan utilizou sempre uma pistola de laser?).
Alba e Diego decidem investigar e depressa se veem envolvidos numa trama alucinante, na qual descobrirão um grande segredo mágico no seio da sua própria família, e chegarão a combater ao lado do próprio Peter Pan.
Parece incrível?
Não, é apenas uma das maiores aventuras que alguma vez leste.
Sendo assim, agarra este livro antes que desapareça!
Sobre autor:
-
Imprensa:
-
Ler mais »

Novidades

"A Vingança Serve-se Quente" de M. J. Arlidge | Topseller

18:30

P.V.P.: 16,91 € 
(à data da publicação deste post)
Data de Edição: 2016
Nº de Páginas: 352

Sobre a obra:
SEIS INCÊNDIOS EM VINTE E QUATRO HORAS,
DOIS MORTOS E VÁRIOS FERIDOS…

Na calada da noite, três violentos incêndios iluminam os céus da cidade. Para a detetive Helen Grace, as chamas anunciam algo mais do que uma coincidência trágica — este cenário infernal de morte e destruição revela uma ameaça nunca antes vivenciada.
No decurso da investigação, descobre-se que aquele que procuram não é apenas um incendiário em busca de emoções fortes — os atos criminosos denunciam um assassino meticuloso e calculista. Alguém que pretende reduzir as suas vítimas a cinzas…
Uma nuvem negra de medo e desconfiança estende-se sobre a cidade, à espera da faísca que provocará a próxima tragédia. Conseguirá Helen descobrir a tempo quem será a próxima vítima?
Sobre autor:
M. J. Arlidge trabalha em televisão há 15 anos, tendo-se especializado em produções dramáticas de alta qualidade.
Nos últimos 5 anos produziu um grande número de séries criminais passadas em horário nobre na ITV, rede de televisão do Reino Unido.
Encontra-se presentemente a escrever uma série policial para a BBC, além de estar a criar novas séries para canais de televisão britânicos e americanos.
Imprensa:
-
Ler mais »

Novidades

"Não é Tarde para Amar" de Monica Murphy | Topseller

13:30

P.V.P.: 15,92 € 
(à data da publicação deste post)
Data de Edição: 2016
Nº de Páginas: 320

Sobre a obra:
Sem rumo. Isso resume tudo na minha vida. Suspenso da minha equipa de futebol da faculdade e forçado a diminuir o número de horas que trabalho num bar por causa das minhas más notas, não posso continuar a correr para o colo da minha irmã, Fable, e do seu marido, Drew, à procura de ajuda. Parece que não consigo encontrar o meu próprio caminho. Droga e sexo são tentações irresistíveis. Um tutor é a última coisa que eu quero agora, até vê-la.
Chelsea não é de todo o meu tipo. Ela é inteligente e muito tímida. Eu tenho certeza que ela é ainda uma virgem. Mas quando ela me olha de alto a baixo com aqueles penetrantes olhos azuis, eu fico completamente perdido. Mas de uma maneira diferente. Eu não vou negar que o corpo dela é de morrer, mas é a sua cabeça e o modo como ela parece desejar o amor - como se nunca tivesse sido amada - que me faz deseja-la mais do que a qualquer rapariga já conheci. Mas o que é que alguém aparentemente tão composta como ela pode ver num tipo sem rumo como eu?
Sobre autor:
Monica Murphy é uma autora norte-americana cuja coleção de livros intitulada One Week Girlfriend Quartet já é bestseller do New York Times e do USA Today. Uma Semana para te Amar é o primeiro título desta série.
Escreve ficção para jovens adultos, além de romances contemporâneos. Vive com o marido e os três filhos no sopé das montanhas de Yosemite, na Califórnia.
Adora livros e acha que tem o melhor trabalho do mundo.
Imprensa:
-
Ler mais »

Follow on Facebook