Bertrand Editora | "Regresso à Pequena Ilha - Aventuras de um americano em terras de Sua Majestade" de Bill Bryson

09:30

P.V.P.: 16,92 € 
(à data da publicação deste post)
Nº de Páginas: 416

Ao longo das páginas deste livro, Bryson mostra-nos todos os pubs, vilas de pedra e fraquezas humanas do Reino Unido. Sempre com pormenores vívidos e um humor irresistível.
«A salada era uma espécie de sopa de alface com uns fios de frango a nadar à superfície. A minha consolação foi ter a certeza de que por mais anos que vivesse e por mais saladas dececionantes que me fossem servidas, nenhuma seria pior do que aquela. No que toca a saladas César, as coisas só podiam melhorar. Depois dessa experiência, jurei que não voltaria a pôr os pés no Churchill, mas agora, nesta última visita, dei por mim a aproximar-me dele outra vez, como que empurrado por algum magnetismo masoquista, na esperança de se dar o improvável caso de ter melhorado. Um homem que passou com um cãozinho disse-me que estava fechado há cinco anos e era óbvio que ninguém tinha pressa de o reabrir.»

Sobre a obra:
Em 1995, Bill Bryson fez uma viagem por Inglaterra com o intuito de explorar a paisagem verdejante e agradável. Crónicas de Uma Pequena Ilha foi o resultado dessa viagem, um dos retratos mais precisos e hilariantes do Reino Unido alguma vez escritos. Duas décadas mais tarde, Bryson (que agora tem nacionalidade britânica) parte de novo para redescobrir o seu país adotivo. Ao longo destas páginas atravessa o território em linha reta e, pelo caminho, mostra-nos todos os pubs, vilas de pedra e fraquezas humanas. 
Seja evitando um ataque de vacas em Torcross, perdendo-se na H & M em Kensington High Street ou, com maior gravidade, contemplando o futuro das maravilhas naturais da nação face a um desenvolvimento agressivo, Bryson guia-nos pelo velho e pelo novo com pormenores vívidos e um humor irresistível. Irreverente, adorável e hilariante, Regresso à Pequena Ilha é um tributo ao seu país de adoção.

Sobre autor:
Bill Bryson nasceu no Iowa. Viveu em Inglaterra durante vinte anos, altura em que trabalhou no Times e no Independent e escreveu para as principais publicações britânicas e norte-americanas. A sua obra inclui livros de viagens, como Nem Aqui, Nem Ali, Crónicas de Uma Pequena Ilha, Diário Africano e Por Aqui, Por Ali, livros de divulgação, como Breve História de Quase Tudo, e uma biografia: Shakespeare. Vive nos Estados Unidos, em Hanover, com a mulher e os quatro filhos.
www.billbryson.co.uk

Imprensa:
«Maravilhoso e cativante. Bryson é um excelente observador de tudo o que é divertido, irónico e absurdo»
USA Today

You Might Also Like

0 comentários

Follow on Facebook