Casa das Letras | "Diário dos Infiéis" de João Morgado

11:00

P.V.P.: 16,65 € 
(à data da publicação deste post)
Nº de Páginas: 176

Sobre a obra:
Quatro casais, oito personagens e a pergunta que nos assalta quando percebemos o fim: ainda me amas?
Não sabem o que os faria felizes, nem se lembram do dia em que sentiram o peso da solidão, em que se amaram ou se desejaram. Hoje, não se reconhecem, não têm coragem para mudar de vida, para assumir o fim e procurar noutro amor o caminho de volta para o compromisso maior: ser feliz.

Num diário de emoções íntimas, falam na primeira pessoa do que sentem em relação a si e aos outros. Concluem que, cada um à sua maneira, todos foram infiéis: por actos, pensamentos ou omissões.

Com vidas entrelaçadas, cada um descreve no diário a sua viagem pelo mundo do sexo, do desejo, do pudor, do egoísmo, do amor-próprio, do envelhecimento, do sonho, da morte… Enfim, a matéria-prima da qual é feita a existência de gente vulgar. Sobre nós ninguém escreverá um romance, diz uma das personagens. Talvez desconhecendo que todos os dias a vida nos ensina o contrário.

Sobre autor:
oão Morgado nasceu em 1965, em Aldeia do Carvalho, Covilhã.
Poeta e romancista, é formado em Comunicação pela Universidade da Beira Interior e tem um mestrado em Estudos Europeus na Universidade de Salamanca, Espanha, e uma pós-graduação em Marketing Político pela Universidade Independente / Universidade de Madrid. É membro do Centro de Investigação Professor Doutor Joaquim Veríssimo Serrão.
Trabalhou como jornalista e, para além da imprensa regional, escreveu no diário "Público" e semanário "Sol". Atualmente é consultor de comunicação nos meios empresariais e políticos.
Na literatura afirmou-se com dois romances: Diário dos Infiéis e Diário dos Imperfeitos. Estas duas obras foram adaptadas ao teatro pela ASTA – Associação de Teatro e outras Artes.
Na sua incursão pelo romance histórico, lançou na Clube do Autor a obra Vera Cruz, sobre a vida desconhecida de Pedro Álvares Cabral, e um polémico romance biográfico de Vasco da Gama, Índias. Escreve ainda crónicas, contos ("O Pássaro dos Segredos" e "Meio-Rico", entre outros), poesia e Cabralito, uma versão ilustrada para crianças sobre a vida de Pedro Álvares Cabral. Colabora com jornais e é coordenador do DIÁSPORA – Festival Literário de Belmonte. Recebeu os seguintes prémios literários: Prémio Nacional de Literatura LIONS 2015, Prémio de Poesia Manuel Neto dos Santos 2015, Prémio Literário Fundação Dr. Luís Rainha, Correntes d’Escritas 2015, Prémio Literário Alçada Baptista 2014, 2º Prémio Concurso Literário Dr. João Isabel, 2013 e Prémio Literário Vergílio Ferreira 2012.

Imprensa:
-

You Might Also Like

0 comentários

Follow on Facebook