Temas e Debates | "Liberdade de Expressão" de Timothy Garton Ash

18:00

P.V.P.: 19,98 € 
(à data da publicação deste post)
Nº de Páginas: 512

Sobre a obra:
Dez princípios para um mundo interligado
Nunca na história da humanidade existiu uma possibilidade para a liberdade de expressão como a atual.
Dispondo de acesso à Internet, qualquer pessoa pode publicar online quase tudo o que quiser, onde teoricamente poderá ser visto por uma audiência de milhões de pessoas. E nunca os males da livre expressão ilimitada – intimidação violenta, violação da privacidade e vagas de insultos – fluíram tão facilmente através das fronteiras. Um pastor evangélico queima um exemplar do Alcorão na Florida e soldados da ONU morrem no Afeganistão.
Baseando-se na sua longa experiência de escrita sobre ditadores e dissidentes, Timothy Garton Ash defende que neste mundo interligado a que chama cosmópolis há uma maneira de conjugar liberdade e diversidade que passa por dispor de mais e melhor liberdade de expressão. Podemos aprender a conviver com diferenças irredutíveis sem passarmos a vias de facto.

Sobre autor:
Timothy Garton Ash, historiador britânico, autor de títulos como The Magic Lantern, The File e mais recentemente Facts are Subversive. É Isaiah Berlin Professorial Fellow no St. Antony’s College, em Oxford, e Senior Fellow da Hoover Institution, na Universidade de Stanford. Colabora regularmente no Guardian e na New York Review of Books. Entre as distinções que recebeu encontram-se o Orwell Prize e o Somerset Maugham Award.

Imprensa:
Uma master class em análise política e histórica.
Publishers Weekly

O projeto de Garton Ash não existe apenas para defender a liberdade de expressão: promove um diálogo civilizado e desapaixonado intra e interculturas, mesmo sobre os assuntos mais fraturantes e delicados.
Guardian

Admiravelmente claro, sábio, atual e abrangente…
The New York Time Book Review

You Might Also Like

0 comentários

Follow on Facebook

Site Meter