Temas e Debates | "Filhos da América" de Nélida Piñon

09:30

P.V.P.: 16,92 € 
(à data da publicação deste post)
Nº de Páginas: 360


Sobre a obra:
«Em Filhos da América, Nélida Piñon escreve sobre Machado de Assis e José de Alencar, escritores que considera dois dos principais intérpretes do Brasil na literatura;
perfila a atriz Marília Pêra, exalta a escrita de Rachel de Queiroz, saúda a chegada de Antônio Torres à Academia Brasileira de Letras e, entre outros temas, homenageia a amiga Carmen Balcells, que morreu em 2015 e foi agente literária dos maiores escritores da América Latina. Neste que também é um livro sobre memória, Nélida rende tributos à literatura ibero-americana, passeia pela Galiza da sua infância e a que restou na vida dos parentes que com ela vieram para o Brasil, recorda os caminhos que a levaram a escrever livros como A República dos Sonhos, sobre imigração, e Vozes do Deserto, sobre as narrativas árabes, que tem Scherezade como protagonista. 

Grande contadora de histórias e exímia ouvinte, a autora circula por todos os ambientes, desde as esquinas de seu bairro até os salões mais nobres, recolhendo, da vida e da relação com as pessoas, memórias que transbordam em seguida para a sua escrita. Este livro é, portanto, um registo das suas experiências, da cultura e das pessoas.»


Sobre autor:
Nélida Piñon, nascida no Rio de Janeiro em 1937, foi a primeira mulher a presidir à Academia Brasileira de Letras em 1996. A sua extensa produção literária, traduzida em diversas línguas, foi distinguida com numerosos galardões, entre os quais o Prémio Rosalía de Castro, o Prémio Jabuti e o Prémio Literário Casa de las Americas. Em 2005 recebeu o importante Prémio Príncipe de Astúrias das Letras pelo conjunto da sua obra, o primeiro escritor de língua portuguesa a consegui-lo.

Imprensa:
«O testamento literário de uma das mais premiadas autoras da língua portuguesa.»
Jornal O Globo

You Might Also Like

0 comentários

Follow on Facebook