Quetzal Editores | "Longe da Árvore" de Andrew Solomon

10:15

P.V.P.: 26,91 € 
(à data da publicação deste post)
Nº de Páginas: 1088

Prémios Internacionais: Bestseller do New York Times Bestseller da Time Magazine Melhor Livro de 2012 para o Economist Melhor Livro de 2012 para o Boston Globe Melhor Livro de 2012 para a Advocate National Book Critics Circle Award 2012 J. Anthony Lukas Book Prize Books for a Better Life Award 2013 Anisfield-Wolf Book Award National Alliance on Mental Illness of New York City’s 2013 Seeds of Hope Award

Sobre a obra:
Andrew Solomon, o autor de O Demónio da Depressão, propõe na sua nova obra uma ideia desafiadora: a de que diferenças profundas entre pais e filhos podem unir em vez de isolar, e gerar identidade em vez de estigmatizar.
Ao longo de dez anos, o autor entrevistou mais de trezentas famílias e produziu cerca de 40 mil páginas de transcrições. O resultado é uma narrativa avassaladora (e profundamente documentada, teorica e empiricamente) que explora dez categorias de diversidade e compõe um extraordinário mosaico da experiência de criar filhos não ajustados às definições usuais de «normalidade»: os dilemas, os obstáculos e as soluções que cada família encontra nestas situações complexas e, por vezes, extremas.

Dentro de cada categoria — da surdez ao nanismo, passando pela síndrome de Down, pelo autismo e esquizofrenia, crianças prodígio ou concebidas por violação, trangénero ou que se tornam criminosas — Solomon recorre a muitos ângulos possíveis de abordagem, para concluir que «a maioria das famílias descritas [no livro] acabou agradecida por experiências que teriam feito qualquer coisa para evitar».
Intrínseca à narrativa está sempre a história do autor e da viagem pessoal de construção da sua própria identidade: o enquadramento inicial é feito na perspetiva do filho e a conclusão, na sua perspetiva do pai. Um exemplo de que, como ele diz, «o amor moderno vem com cada vez mais opções».

Depois de O Demónio da Depressão (galardoado com o National Book Award), apresentado pelo próprio autor em Lisboa, em 2016, A Quetzal publica agora um livro sobre pais, filhos e a busca da identidade. Um ensaio monumental sobre a diferença e a dificuldade de lidar com ela num âmbito tão estrito e íntimo como a relação parental ou filial. Uma narrativa avassaladora (e profundamente documentada teorica e empiricamente) que explora dez categorias de diversidade e compõe um extraordinário mosaico da experiência de criar filhos não ajustados às definições usuais de «normalidade».


Sobre autor:
Andrew Salomon nasceu em Nova Iorque em 1963 e formou-se em Inglês e Literatura em Yale. É Mestre e doutorado por Cambridge. É consultor especial de saúde mental LGBT em Yale e membro do conselho consultivo do Columbia University Medical Center. Escritor, ativista e conferencista, os seus livros foram distinguidos com o National Book Award (O Demónio da Depressão) e com o National Book Critics Circle Award, entre muito outros, para o livro Longe da Árvore.

Imprensa:
«Um livro que todos deviam ler.» 
New York Times Book Review

«Uma afirmação do que é ser humano.» 
The Guardian

«Há muitos livros que nos ajudam a pensar em termos morais. Mas pouco nos fazem sentir questões morais tão intensamente quanto este.» 
New York Magazine

«Corajoso, sensível, assombrosamente humano.» 
Siddhartha Mukherjee

«Um livro corajoso e belo que expandirá a humanidade de quem o ler.» 
People

You Might Also Like

0 comentários

Follow on Facebook