Casa das Letras | "Assim Nasceu Portugal - Volume 3 - Os Conquistadores de Lisboa" de Domingos Amaral

15:30

P.V.P.: 17,01 € 
(à data da publicação deste post)
Nº de Páginas: 464


Sobre a obra:
E se D. Afonso Henriques não fosse filho de D. Teresa?

Incapaz de vencer Afonso Henriques nos campos de batalha, o seu primo direito e imperador da Hispânia, Afonso VII, lança contra ele uma intriga infame. Nascido com deficiências nas pernas e aleijadinho, Afonso Henriques teria sido trocado à nascença por outro menino.
Assim, o verdadeiro filho do conde Henrique e de Dona Teresa não é o usurpador que usa o seu nome, mas talvez um dos filhos de Egas Moniz, que terá inventado um milagre de Nossa Senhora para encobrir a sinistra troca das crianças.
A primeira a conhecer esta tenebrosa malícia é Chamoa Gomes, eterna paixão de Afonso Henriques, que por amor começa a investigar a história, ao mesmo tempo que Egas Moniz e outros notáveis portucalenses a tentam afastar da corte, pois não querem que ela seja a primeira rainha de Portugal.
Ao longo de sete anos, Chamoa Gomes e Lourenço Viegas, o filho mais velho de Egas Moniz e narrador da história, vão tentar descobrir o que passou trinta e tal anos antes, aquando do nascimento de Afonso Henriques e também no dia da morte de seu pai, o conde Henrique.
Enquanto o mistério se adensa, o reino de Portugal cresce no norte e no sul, em lutas permanentes contra os leoneses de Afonso VII e os muçulmanos da Andaluzia. Apesar de falhada uma primeira tentativa de tomar Lisboa aos mouros, Afonso Henriques é reconhecido rei em Zamora, casa com Mafalda de Sabóia e conquista ainda a cidade de Santarém. Mas é só durante o segundo cerco a Lisboa, durante o qual os portucalenses contam com a fundamental ajuda dos cruzados vindos do Norte da Europa, que a vil intriga de Compostela se virá a esclarecer.


Sobre autor:
Domingos Amaral  nasceu a 12 de Outubro de 1967, em Lisboa.
É formado em Economia, pela Universidade Católica, onde é professor de Economia do Desporto, tem também um mestrado em Relações Económicas Internacionais pela Universidade de Columbia, em NY.
Durante muitos anos foi jornalista, primeiro no jornal O Independente, onde trabalhou durante 11 anos, tendo depois sido diretor das revistas Maxmen, por sete anos, e GQ, durante quatro anos.
No presente, escreve no seu blogue O Diário de Domingos Amaral, em domingosamaral.com, e também no blogue O Economista da Bola, acessível em oeconomistadabola.com. 
Participa igualmente no programa televisivo Irritações, na SIC Radical e no programa Campeonato Nacional, na TVI 24. 

Imprensa:
-

You Might Also Like

0 comentários

Follow on Facebook

Site Meter