Casa das Letras | "Seja Feita a Tua Vontade" de Paulo M. Morais

09:30

P.V.P.: 12,51 € 
(à data da publicação deste post)
Nº de Páginas: 136


Sobre a obra:
Romance finalista do Prémio LeYa em 2015

Um médico octogenário, cansado de lutar contra os bichos que imagina devorarem-lhe o corpo, decide que não quer continuar a viver. Metódico e informado, prepara a sua morte: ocupa um quarto da casa, comunica à família as suas intenções e deixa, pura e simplesmente, de se alimentar. Apesar do choque inicial que a notícia provoca, um dos netos resolve ajudá-lo a cumprir a sua última vontade. Visita-o diariamente, e as horas que passam juntos a rememorar o passado e a conversar sobre os tempos que se aproximam constituem uma terna despedida, uma espécie de luto pacificado.

Mas eis que, numa reviravolta completamente inesperada, o médico acorda um dia com uma súbita vontade de viver... E essa atitude intempestiva, em lugar de representar um alívio, abala a já conquistada serenidade, dando lugar a uma convulsão em que mesmo o afecto é posto em causa.
Num momento em que a eutanásia e a qualidade de vida dos mais velhos estão na ordem do dia, Paulo M. Morais constrói em Seja Feita a Tua Vontade uma narrativa fulgurante que nos leva a pensar como a família – e a sociedade – se deve estruturar para lidar com a morte próxima de um dos seus elementos.


Sobre autor:
Paulo M. Morais nasceu em fevereiro de 1972. Cresceu nos arredores de Lisboa entre futebóis de rua, livros de aventuras e sessões de filmes clássicos.
Licenciou-se em Comunicação Social e trabalhou em revistas profissionais e portais de Internet. Cumpriu um sonho de juventude ao fazer crítica de cinema; depois, pôs uma mochila às costas e deu a volta do mundo. Ao regressar, especializou-se em gastronomia e turismo, foi pai de uma menina e plantou um pessegueiro. Atualmente traduz romances e livros de não-ficção e, nos intervalos, continua a deslumbrar-se com o ofício da escrita.
Em 2013, publicou Revolução Paraíso, romance passado no pós-25 de Abril. Seguiu-se a distopia O Último Poeta (2015) e, em 2016, Uma Parte Errada de Mim, que junta memórias e reflexões sobre a vida ao relato do tratamento de um linfoma. Em 2017, após uma imersão na escola pública da Ponte que resultou no livro Voltemos à Escola, publica Seja Feita a Tua Vontade, finalista do Prémio Leya em 2015.

Imprensa:
-

You Might Also Like

0 comentários

Follow on Facebook

Site Meter