Editorial Presença | Opinião - "A Rapariga Mais Sortuda do Mundo" de Jessica Knoll

11:03


mais informação acerca do livro neste link

Opinião:
Confesso que as minhas leituras feitas durante o ano passado incluíram poucos thrillers. O ano já vai a meio e continuo com o mesmo problema. Felizmente depois de terminar este livro decidi que devia mudar as minhas rotinas literárias. Por isso, a partir de hoje vou incluir este género de literatura.
“A rapariga mais sortuda do mundo” é o primeiro livro da autora Jessica Knoll a ser editado em Portugal pela editora Presença.
Quando a editora publicitou o livro foi amor à primeira vista. A capa linda de morrer e a sinopse prende o nosso instinto de leitor.

O meu sentimento por este livro é um amor/ódio. Ao início era um livro bastante aborrecido, mas depois tornou-se intrigante e desafiante. A cada capítulo que ia lendo, ficava mais ansiosa por saber qual seria o final da protagonista. Assim que o terminei todos os meus sentimentos ficaram confusos. Daí sentir aquele amor/ódio pelo livro.
O enredo está bem escrito. O final do livro poderia ter sido mais aperfeiçoado, mas pensando melhor acho que até se adequa à personagem principal que é Ani FaNelli.  
Gostei da estratégia que a escritora usou. Colocou à frente de Ani FaNelli o seu passado para ela poder definir o seu futuro.
Os assuntos abordados neste livro foram bastante pedagógicos para mim como também será para o próximo leitor que o adquirir.
A violência sexual, o significado de ser mulher a partir desse dia e o reinventar de uma falsa identidade é o que vamos encontrar neste livro.
Não hei-de esquecer que a mulher perfeita, poderá estar a viver a perfeita mentira da sua vida.

Descrição do livro:

Ani FaNelli é uma rapariga de 29anos com a vida mais perfeita deste mundo. É tão perfeita que qualquer mulher a invejaria.
Um noivo rico e de bom nome, um emprego de sonho dentro do mundo editorial, uma casa linda no bairro mais “in” de Nova Iorque. Quem é que não a invejaria uma vida assim?
Tudo parecia perfeito aos seus olhos de quem está de fora. Este sempre foi o seu objectivo. Até ao dia em que o seu passado decide bater-lhe à porta. O passado que ela sempre tentou esconder, esse que envergonhava a família e que o seu noivo o tentava ignorar.
O seu passado decidiu voltar para castigar aquele que lhe destruiu a vida, mas também para desmascarar quem o ajudou.
Será que este passado irá destruir a vida sua vida perfeita? Poderá vir a torna-la uma pessoa melhor? Conseguirá no finalmente vingar-se daquele que lhe fez mal?

Deixo-vos um dos excertos que mais me marcou neste livro:

“.... Às vezes, temos mesmo que sentir pena dos nossos pais. Pelo modo como pensam que nos conhecem. Pela forma como os filhos gozam com eles quando se apercebem de que isso não é verdade...”

Esperemos que em breve haja mais um livro desta escritora editado em Portugal e que seja tão intrigante e desafiante como foi este.



por Vanessa Silva Martins - acompanhe no GoodReads

You Might Also Like

0 comentários

Follow on Facebook