Dom Quixote | "Entre Amigos" de Amos Oz

18:00

P.V.P.: 13,41 € 
(à data da publicação deste post)
Nº de Páginas: 176


Sobre a obra:
Engenhoso conjunto de oito narrativas interligadas, Entre Amigos recria com precisão a realidade de um kibutz.

Durante os anos 1950, no imaginário kibutz Ykhat, vizinho de uma antiga aldeia árabe então abandonada, israelitas de diferentes origens e idades partilham um quotidiano de trabalho árduo e dedicado.
O livro tem início com o solitário Tsvi Provizor, que se ocupa diligentemente dos jardins do kibutz, mas que no seu tempo livre lê jornais e escuta a rádio, espalhando com especial prazer notícias de tragédias e calamidades; e termina com os últimos dias do velho sobrevivente do Holocausto Martin Vandenberg, que acredita na abolição de todos os estados nacionais e numa fraternidade mundial e pacifista, coroada pelo uso do esperanto como idioma comum a todas as pessoas. 

Cada uma destas histórias é uma pérola de humanidade literária e, juntas, formam um colar que é também um retrato eloquente de um ideal e de uma época intensa e fascinante. Amos Oz em casa. E no seu melhor.

Sobre autor:
Amos Oz nasceu em Jerusalém em 1939. Reside actualmente em Arad, onde se dedica à militância a favor da paz entre palestinianos e israelitas, e é professor de literatura na Universidade Ben Gurion no deserto do Negev. Escritor e jornalista, é autor de uma vasta obra que inclui romances e ensaios traduzidos em mais de trinta línguas. É, desde 1991, membro da Academia da Língua Hebraica. Os seus livros têm recebido as mais importantes distinções internacionais, incluindo o prémio Fémina (1988) prémio da Paz de dos Livreiros Alemães (1992), o prémio Israel (1998), o prémio Goethe (2005) e o prémio Príncipe das Astúrias (2007).

Imprensa:
«Amos Oz é a voz da sanidade que sai da confusão.»
Nadine Gordimer

You Might Also Like

0 comentários

Follow on Facebook