Jacarandá Editora | "O Assassinato de Margaret Thatcher" de Hilary Mantel

18:00

P.V.P.: 13,41 € 
(à data da publicação deste post)
Nº de Páginas: 232


Sobre a obra:
O Assassinato de Margaret Thatcher é uma coletânea de contos brilhante e bastante transgressora de uma das escritoras mais aclamadas internacionalmente. 

Nestes onze contos subversivos a autora invoca os dramas tantas vezes escondidos atrás das fachadas do quotidiano. no conto Vírgula, a crueldade da infância vive-se por trás dos arbustos; em Harley Street enfermeiras confrontam-se sobre algo mais do que simples problemas profissionais; e no conto O Assassinato de Margaret Thatcher, ficar em casa a aguardar a chegada do canalizador transforma-se numa espera ambígua e potencialmente mortal. 



Quer situadas num apartamento claustrofóbico na Arábia Saudita ou numa perigosa estrada de montanha na Grécia, estas histórias lançam um olhar sobre os recantos mais sombrios do espírito humano. Hilary Mantel - já distinguida duas vezes com o Man Booker Prize com as obras Wolf Hall e o Livro Negro - revela-se uma grande escritora no auge do seu talento, com um estilo e perspicácia inconfundíveis.

Sobre autor:
Hilary Mantel nasceu em Glossop (Inglattera), em 1952.

Estudou direito na London School of Economics and Sheffield University. Trabalhou como assistente social, viveu cinco anos no Botswana e outros quatro anos na Arábia Saudita. Regressou ao Reino Unido nos anos 80.

É considerada uma das melhores escritoras britânicas da actualidade, tendo várias das suas obras recebido prémios literários. Destacam-se os títulos "Eight Months on Ghazzah Street" (1988); "Fludd" (1989), vencedor do Winifred Holtby Memorial Prize, do Cheltenham Prize e do Southern Arts Literature Prize; "A Place of Greater Safety" (1992), vencedor do Sunday Express Book of the Year; "A Change of Climate" (1994); "An Experiment in Love" (1995), vencedor do Hawthornden Prize 1996; "The Giant" (1998); "Giving Up the Ghost: A Memoir" (2003); "Learning to Talk: Short Stories" (2003); "Beyond Black" (2005), finalista do Commonwealth Writers Prize e do Orange Prize for Fiction em 2006; e "Wolf Hall" (2009) que lhe valeu o Man Booker Prize for Fiction 2009.

Imprensa:
-

You Might Also Like

0 comentários

Follow on Facebook

Site Meter