"As Bicicletas em Setembro" de Baptista-Bastos


Autor: Baptista-Bastos
P.V.P.: 13,90 €
Data 1ª Edição: 2010
Nº de Edição:
ISBN: 978-989-555-538-3
Nº de Páginas: 154
Dimensões: - x - mm
Colecção: -
Editora: Oficina do Livro

Só a memória nos pode salvar da perda e da solidão e devolver-nos o sonho


Sobre a obra:
Num bairro lisboeta inventa-se a felicidade em jogos de cartas numa obscura taberna, descobre-se a medo a iniciação sexual, vivem-se os pequenos dramas de um quotidiano triste, expõe-se a perversidade das relações humanas, sonha-se além das imagens que as nuvens vão construindo. Em jeito de homenagem, também, ao poeta Eduardo Guerra Carneiro, há ainda neste livro espaço para os sentimentos, para a partilha, para os afectos. E para a perda e para a solidão, porque ambas se confundem com a própria natureza humana.
Metáfora de um tempo que já não existe ou dos sentimentos que vamos, a cada geração, renovando, As Bicicletas em Setembro é uma obra povoada de imagens e lirismo intensos que confirma, uma vez mais, a importância de Baptista-Bastos na Literatura Portuguesa Contemporânea.

Excerto
«Aos sábados e aos domingos, longas e longas horas sozinha. Andava pela casa, de um para o outro lado, arrumando o que estava arrumado, limpando o que estava limpo. Nesses taciturnos furores, bebia copos de vinho tinto, ficava toldada e deitava-se a dormir: ressonava e a vizinhança escutava e comentava. Animava-se mais quando havia enterros. Se fosse mais do que um, então, preenchia com curiosidade a sua tenebrosa inquietação. Não saía da janela que dava para o largo, e benzia-se à passagem das carretas. Os acompanhantes observavam aquela mulher tão volumosa, cuja cabeça rapace e ásperas feições exprimiam beligerância.»

Sobre o autor:
Baptista-Bastos nasceu em Lisboa em 27 de Fevereiro de 1934. Aos dezanove anos, n'O Século, inicia uma intensa e aplaudida carreira de jornalista, mudando-se mais tarde para o Diário Popular, onde permaneceu vinte e três anos. Escreveu nos mais prestigiados jornais e revistas, colaborou em inúmeros programas de rádio, e na SIC conduziu o programa «Conversas Secretas».
Como jornalista, romancista e ensaísta é autor de duas dezenas de livros, cujo reconhecimento foi objecto de algumas das mais respeitadas distinções, de que se destacam o Grande Prémio da Crítica, o Grande Prémio da Crónica da APE, o Pen Club e o Prémio de Crónica João Carreira Bom.
Actualmente, é colunista do Diário de Notícias e do Jornal de Negócios.
"As Bicicletas em Setembro" de Baptista-Bastos "As Bicicletas em Setembro" de Baptista-Bastos Reviewed by Clube dos Livros on outubro 30, 2010 Rating: 5

Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.