Opinião: "Sepulcro" de Kate Mosse


Autor: Kate Mosse
P.V.P.: 22,00 €
Data 1ª Edição: 2010
Nº de Edição:
ISBN: 978-972-20-4064-8
Nº de Páginas: 656
Dimensões: 155 x 235 mm
Colecção: Ficção Histórica
Editora: Livros d’Hoje

Sobre a obra:
Meredith Martin chega a Domaine de la Cade para fazer uma pesquisa para a biografia de Claude Debussy. Mas tem o desejo de descobrir as origens da sua família, que remontam à região. As únicas chaves que tem são a velha partitura de piano, as fotos antigas que a sua mãe lhe deixou e as cartas em que nunca acreditou. De imediato é cativada pela trágica história da casa, que se diz ser assombrada, e pelo destino de Léonie Vernier – uma jovem que em 1981 rumou a Domaine de la Cade com o seu irmão e que em 1987, no dia de Todos-os-Santos, desaparece sem deixar vestígios. Nessa mesma noite, numa pequena aldeia do vale, um sacerdote idoso e recluso é brutalmente assassinado. As únicas ligações entre os dois acontecimentos são a música fantasmagórica que paira no ar nos antigos bosques da montanha e a carta de tarot colocada na mão do morto: a carta XV, O Diabo. Os assassinos nunca foram julgados e o corpo de Léonie nunca apareceu. Quando Meredith vê um antigo túmulo escondido dentro do recinto e ouve a música fantasmagórica que ecoa durante a noite, percebe que a história das cartas está longe de estar morta e enterrada. Contra a sua vontade, vê-se numa corrida contra o tempo, tanto para encontrar o tarot de Vernier como para solucionar o antigo mistério do desaparecimento de Léonie, sem se tornar ela própria a mais recente vítima.

Sobre autor:
Kate Mosse é autora de dois livros de não-ficção, uma peça de teatro e quatro romances, incluindo o best seller internacional, O Labirinto Perdido.
Traduzido em 37 línguas e publicado em 40 países, incluindo Portugal, venceu o Richard & Judy's Best Read no British Book Awards de 2006 e foi escolhido por Waterstone como um dos romances dos últimos vinte cinco anos a figurar no Top 100.
Os seus contos têm feito parte de várias colecções, incluindo Midsummer Nights (Quercus) e The Book Lovers 'Appreciation Society (Orion).
E o seu conto The Cave, para o Quick Reads (programa destinado a adultos com problemas de alfabetização) foi publicado em 2008.

Opinião:
Infelizmente ainda não li o livro “O Labirinto Perdido” da mesma autora mas irei certamente o tão breve quanto possível fazê-lo, pois gostei muito deste livro.
Entre finais do séc. XIX e o início do séc.XXI, é onde se passa esta história em paralelo. Léonie, apresenta-se na obra com uma história que perto do final se torna cada vez mais intensa. Meredith,ao contrário de Léonie, parece seguir um caminho oposto.
Trata-se de um livro cheio de mistério, paixão, intrigas, com um final previsível consoante nos vamos aproximamos do final, e também se vão afastando as ligações do ocorrido no final do séc. XIX. Com boas descrições e detalhes, a autora escreve de forma clara e cativante de início ao final do livro, construindo assim desta forma uma história envolvente.
Um livro muito bom, recomendado.

Opinião: "Sepulcro" de Kate Mosse Opinião: "Sepulcro" de Kate Mosse Reviewed by Clube dos Livros on novembro 28, 2010 Rating: 5

2 comentários:

  1. Li "O Labirinto Perdido" a alguns anos atrás e acho que é um excelente livro. Recomendo a sua leitura. Já tenho "Sepulcro", mas infelizmente ainda não o li :( Bjs

    ResponderEliminar

Com tecnologia do Blogger.