[Dom Quixote] Alan Hollinghurst arrecadou o Galaxy National Book Award 2011, na categoria Autor do Ano

novembro 07, 2011



O escritor inglês Alan Hollinghurst arrecadou o Galaxy National Book Award 2011, na categoria Autor do Ano, com o romance O Filho do Desconhecido, recentemente publicado pela Dom Quixote, e o Stonewall Award, que o consagrou como o Escritor do Ano no Reino Unido.

Um júri constituído por 750 especialistas da área editorial votou em Hollinghurst como Autor do Ano, sendo que, de acordo com a organização dos Galaxy National Book Awards, esta aclamação "reflecte o apoio de muitos elementos da indústria editorial que ficaram desiludidos pelo facto de o autor ter sido omitido da lista de finalistas do Man Booker Prize".

Jon Howells, da Waterstone's, que patrocina a categoria Autor do Ano, qualificou a vitória de Alan Hollinghurst como "fantástica". "Teria sido ridículo se ele não tivesse ganho nenhum prémio de renome, este ano, com o livro O Filho do Desconhecido. Toda a gente ficou surpreendida e desapontada por o romance não ter sido finalista do Booker", acrescentou.

Alan Hollinghurst, por seu lado, afirmou sentir-se "radiante" por este reconhecimento, "num ano em que tantos livros excepcionais foram publicados".

A cerimónia de entrega dos Galaxy National Book Awards decorreu na passada sexta-feira à noite, em Londres, no Mandarin Oriental Hotel.

Na véspera, Hollinghurst já havia vencido o Stonewall Award, na categoria Escritor do Ano, numa cerimónia realizada no Victoria and Albert Museum, que distinguiu as personalidades que mais impacto tiveram, no último ano, nas vidas da população lésbica, gay e bissexual do Reino Unido.

Segundo o júri, Alan Hollinghurst "destacou-se não pela sua mais recente obra, mas por toda uma colectânea de excelentes romances que representam toda a complexidade da vida homossexual ao longo das décadas".

Hollinghurst reagiu a mais esta distinção do seguinte modo: "É particularmente maravilhoso ser reconhecido por uma organização como a Stonewall, que defende questões tão importantes para nós."

Recorde-se que O Filho do Desconhecido, tendo como pano de fundo um século da vida britânica, é um retrato envolvente de uma Inglaterra em constante mutação, um romance sobre o poder duradouro do desejo e a forma como o coração cria as suas próprias lendas. Tem vindo a ser considerado como um dos melhores livros do ano e da década, cimentando a reputação do autor como um dos nomes cimeiros da literatura anglo-saxónica.

Alan Hollinghurst nasceu em Shroud, Inglaterra, em 1954, e estudou em Oxford. O seu primeiro romance, A Biblioteca da Piscina, foi uma das mais aclamadas estreias dos anos 80, conquistando o Somerset Maugham Award em 1989 e valendo ao seu autor um lugar entre os Melhores Jovens Romancistas Britânicos, segundo a revista Granta, em 1993. A sua consagração definitiva, porém, deu-se em 2004, quando A Linha da Beleza foi galardoado com o Man Booker Prize, tendo ainda sido adaptado para televisão pela BBC.

Alan Hollinghurst estará em Lisboa na próxima semana, de segunda a quarta-feira, precisamente para promover o romance O Filho do Desconhecido.

Mais informações sobre Alan Hollinghurst ou a sua obra poderão ser consultadas em alan-hollinghurst.blogs.sapo.pt ou facebook.com/alan.hollinghurst.portugal


You Might Also Like

0 comentários

Follow on Facebook