"Julgamento Mortal" de J. D. Robb

19:28


Compre por: 16,02 € (aqui)
Data de Edição: 2012
ISBN: 9789897100345
Nº de Páginas: 336
Editora: Saída de Emergência

"Estava de pé no Purgatório enquanto observava a morte. O sangue e a maneira como ele escorria, a ferocidade do seu brilho. Tinha chegado àquele lugar com o temperamento obstinado de uma criança, cheio de calor, paixão e uma brutalidade negligente."

Sobre a obra:
No clube noturno Purgatório, a tenente Eve Dallas descobre o corpo brutalmente assassinado de um colega polícia. Pouco depois, outro polícia é encontrado morto. Descobre-se que ambos os homens tinham uma ligação ao criminoso Max Ricker. Mas à medida que Eve aprofunda a investigação, expõe um caso de crime e corrupção policial que coloca a sua carreira em perigo.
Para tornar as coisas piores, o clube Purgatório pertence ao seu marido milionário Roarke, um antigo sócio do criminoso Ricker. Inevitavelmente, as vidas pessoais e profissionais de Roarke e Eve acabam por se misturar, causando ainda mais confrontos num casamento já de si tempestuoso. Conseguirá Eve salvar a sua vida, reputação e, acima de tudo, o seu casamento?

Ler Excerto

Sobre autor:
Nora Roberts há muito que queria escrever romances policiais com elementos românticos, dentro do género de Mary Stewart, mas, seguindo as fortes indicações do seu agente, concentrou-se em literatura contemporânea romântica, enquanto ia construindo uma legião de seguidores.

Após se mudar para Putnam, em 1992, a editora não tardou a constatar que era incapaz de acompanhar os resultados prolíficos de Roberts. Sugeriram-lhe que adoptasse um segundo pseudónimo, de forma a poderem publicar cada vez mais trabalhos seus. A sua agente, Amy Berkover, convenceu os editores a deixarem-na escrever romances com elementos de suspense sob esse novo nome.

O seu primeiro romance policial foi publicado em 1995, sob o pseudónimo J.D. Robb. As iniciais "J.D." estão relacionadas com os seus dois filhos, Jason e Dan, enquanto que "Robb" é uma forma abreviada de Roberts. De início, ela tinha decidido usar o pseudónimo D.J. MacGregor, mas, pouco tempo antes da publicação, descobriu que este pseudónimo já era utilizado por um outro autor.

Enquanto J.D. Robb, Roberts publicou uma série de policiais futuristas com elementos de ficção científica. Estes livros, todos eles parte da série "In Death", apresentam-nos a Detective Eve Dallas, do Departamento de Polícia de Nova Iorque, e o seu marido Roarke, passando-se a acção numa Nova Iorque em pleno século XXI.

Apesar da ênfase dada à resolução de um crime em cada um dos livros, o tema geral da série é o desenvolvimento da relação entre Eve e Roarque. Quando a série "In Detah" foi iniciada, nem Roberts nem o seu editor publicitaram que era ela a autora. Pretendiam assim deixar que a série ganhasse mérito por si só, construindo a sua própria legião de fãs. Assim foi, e quando os leitores descobriram que Roberts era, na verdade, Robb, não houve grandes protestos.

Imprensa:
"Nora Roberts não tem par no mundo do romance, e a série escrita sobre o pseudónimo J. D. Robb é o melhor do seu melhor."
The State

"Acabar um livro de J. D. Robb é simultaneamente bom e mau. Bom porque a leitura foi ótima, mau porque vai ser doloroso aguardar pela próxima novidade da autora."
Rendezvous

"Como é que a autora consegue ninguém sabe. Mas como J. D. Robb, Nora Roberts consegue fazê-lo ainda melhor!"
Amazon.com

"Roberts não vendeu 300 milhões de livros por acaso... um convincente e apaixonante livro... divertimento em ritmo acelerado."
People

You Might Also Like

0 comentários

Follow on Facebook