Opinião: "Soberba Escuridão" de Andreia Ferreira

22:50



mais informação acerca do livro neste link

Opinião:
Talvez tenha sido mesmo dos primeiros a adquirir este livro, junto da Andreia Ferreira amiga blogger do cantinho d311nh4.blogspot.com/

Após várias tentativas e início de leitura e de oportunidades adiadas, prometi à Andreia que iria ler o livro antes do lançamento do 2º ou bem próximo da data do lançamento do mesmo.
Fica aqui o convite para o lançamento do 2º livro em Braga (cliquem na imagem para ampliar):




Julgando a obra pelo título, pela parte gráfica da capa e pela sinopse, ficaria reticente e apenas com a ideia de que não passaria de uma tentativa de uma estória de vampiros e algo muito ao estilo teenager cheia de corações e paixões… Errado!, mas como disse isto estaria eu apenas a julgar por estes 3 constituintes.

A obra tem um início bastante curioso e misterioso com aquilo que acontece a Carla logo no início, sendo esta a nossa personagem principal, tudo desenvolve à sua volta. As restantes personagens presentes no livro são bastantes definidas e bem descritas, com feitios e conflitos tão naturais como as suas idades, tal como a linguagem e diálogos existentes entre elas. Cada uma tem o seu papel, e entra no momento certo e com a intervenção apropriada à sua personalidade. Os locais onde se desenrolam as diferentes acções estão bem-criados e desenvolvidos, consigo recria-los facilmente através do que nos é escrito. Escuros e sombrios, acolhedores e românticos, animados e mesmo caseiros, são ambientes muito naturais e simples, mas que representam um importante factor na obra.

De um modo geral desde cedo começamos a criar a imagem daquilo que será um desenrolar fantástico e cheio de suspense/surpresas, mas capítulo após capítulo, vamos descobrindo e sendo forçados a reconstruir o nosso esboço mental daquilo que fomos lendo nas páginas anteriores, mesmo assim, por vezes ao terminar um capítulo ficamos tão presos e dependentes da reviravolta que já estamos a ter novamente, e voltamos a pensar que o que tínhamos como hipótese atrás e era inviável, pode novamente ser viável.

Quer na sua escrita simples e directa, somos envolvidos e levados a bom ritmo. Também rica em descrições e de uma narração forte mas não maçuda por ser essencial para o progresso da obra, a Andreia não recorrer a termos portugueses exagerados e àquele tipo de escrita cheia de adjectivos e rica de um cliché literário que notamos em alguns autores nacionais, destaco-a não só pela escrita, mas pela originalidade, criação conseguida e o pelo passo dado no fantástico como sua obra de estreia e conseguido um início perfeito neste mundo.

Caso o livro não tivesse capa, nem referisse locais daqui de Braga, podiam-me propor este livro sem referir o autor e iria certamente dizer que seria de um autor internacional ou de alguém nacional experiente neste género e não de um autor nacional na sua estreia. Não quero com isto menosprezar a qualidade dos autores nacionais, mas tenho preferência pelo fantástico e ela conseguiu pontos que ainda não vi em outros autores nacionais, o que é óptimo e mostra que o talento realmente existe por cá e tem de começar a ser apresentado, sair da mente e passar para papel para todos desfrutarem de boas obras.

A Andreia foi uma surpresa, sem dúvida, ganhou um fã e seguidor do que daquela sua mente criativa possa sair.

You Might Also Like

0 comentários

Follow on Facebook

Site Meter