Opinião: O Perraultimato de Filipe Faria

23:56


mais informação acerca do livro neste link

Opinião:
Já conhecia o autor de ver outras publicações suas, mas nunca tinha lido nada dele. Estas foi a minha estreia. O Perraultimato - é o seu oitavo livro mas o primeiro desta nova colecção - Felizes Viveram Uma Vez.
Temos cinco personagens centrais com nomes bem originais, bastante diferentes entre si e criadas de forma bem caricata. A forma como a narrativa é desenvolvida, é de facto original e ao qual o autor merece receber todo o mérito por o seu feito, mas… fica por aqui.
Para mim, tive o click quando vi a capa que me despertou uma vontade enorme de o ler, contudo não esteve à altura nem perto chegou daquilo que eu apontava ou esperava que fosse. Nem tudo é mau, pois adorei as ilustrações presentes no seu interior, deram uma ajuda para dar asas à imaginação e para animar um pouco. Os capítulos são extensos, mas não seria aí a minha penalização. Esta passa mesmo pela escrita. Por falta de tempo dos dias de hoje, deparamo-nos com uma necessidade de leituras rápidas e simplificadas, que possam acrescentar valor e cultura. É certo que esta obra enriquece o vocabulário, pois o autor usa palavras que eu nunca usei, ou que sinceramente me considerei “pobre no português complexo” uma vez que algumas delas, eu não conhecia sequer, o que me atrasava na leitura e despertava a minha preguiça, porque queria perceber o contexto / significado, e desta forma perder a concentração e interesse em avançar.
Este foi apenas o primeiro livro, e já temos no mercado o segundo, mas que por acaso já o vi e não encontrei nenhuma ilustração. Não sei se tem ou não, mas ao folhear para ver se tinha não encontrei, o que é pena.
Espero que a escrita se tenha tornado mais simples neste segundo livro, pois caso contrário esta colecção não terá continuidade além do segundo livro, na minha parte estante.
Não quero acabar com carreiras, desanimar ninguém, nem muito menos fazer alguém desistir do livro, apenas exponho o meu parecer sobre… Lembrem-se que não devem julgar sem dar uma oportunidade própria para tal.

You Might Also Like

0 comentários

Follow on Facebook

Site Meter