Novidades

Primeiro Amor de James Patterson

23:12

P.V.P.: 13,94 € 
Data de Edição: 2014
Nº de Páginas: 288
Editora: TopSeller

Sobre a obra:
Baseado em acontecimentos reais da vida de James Patterson.

Axi Moore era uma aluna aplicada. Mas não gostava de dar nas vistas e não contava a ninguém que o que realmente desejava era fugir de tudo. A única pessoa no mundo em quem confiava era Robinson, o seu melhor amigo, por quem estava secretamente apaixonada. Quando finalmente decide seguir os seus impulsos e quebrar as regras, Axi convida Robinson para a acompanhar na sua longa viagem. Uma jornada intempestiva, marcada pela paixão oculta e pelo desejo de descobrir o mundo. Mas o que no início era apenas uma aventura livre e despreocupada em breve vai tomar um rumo perigoso e incontrolável.

Envolvidos numa sucessão de acontecimentos violentos e dramáticos, os protagonistas são colocados à prova das mais variadas formas. Poderá a primeira grande paixão das suas vidas sobreviver a tudo, até que a morte os separe? Um romance notável e extraordinariamente comovente, inspirado no próprio passado de James Patterson. Um testemunho impressionante sobre a força do primeiro amor e as suas consequências para o resto das nossas vidas.
Sobre autor:
James Patterson é indiscutivelmente um dos grandes nomes do thriller, sendo mesmo o mais popular neste género em todo o mundo, com mais de 150 milhões de exemplares vendidos, traduzidos em 49 línguas.
Patterson publicou a sua primeira obra em 1976 e é autor de um impressionante número de bestsellers. Entre outros prémios, foi distinguido com o Edgar Award, a distinção mais importante do mundo atribuída a este género de romance.
A série O Clube das Investigadoras, anuncia-se como uma das mais vendidas na última década nos Estados Unidos. Foi adaptada à televisão pela ABC, em 2007. Em Portugal, os episódios da série são exibidos pelo canal por cabo Fox Life.
Patterson vive na Florida com a família.
Imprensa:
-
Ler mais »

Novidades

Vida Roubada de Adam Johnson

23:06

P.V.P.: 16,98 € 
Data de Edição: 2014
Nº de Páginas: 480
Editora: Saída de Emergência
Vencedor do prémio Pulitzer 2013: Uma saga de amor, esperança e redenção no país mais fechado do mundo.

Vida Roubada segue a vida de Pak Jun Do, um jovem no país com a ditadura mais sombria do mundo: a Coreia do Norte.
Sobre a obra:
Jun Do é o filho atormentado de uma cantora misteriosa e de um pai dominante que gere um orfanato. É nesse orfanato que tem as suas primeiras experiências de poder, escolhendo os órfãos que comem primeiro e os que são enviados para trabalhos forçados. Reconhecido pela sua lealdade, Jun Do inicia a ascensão na hierarquia do Estado e envereda por uma estrada da qual não terá retorno. Considerando-se “um cidadão humilde da maior nação do mundo”, Jun Do torna-se raptor profissional e terá de resistir à violência arbitrária dos seus líderes para poder sobreviver. Mas é então que, levado ao limite, ousa assumir o papel do maior rival do Querido Líder Kim Jon Il, numa tentativa de salvar a mulher que ama, a lendária atriz Sun Moon.

Em parte thriller, em parte história de amor, Vida Roubada é um retrato cruel de uma Coreia do Norte dominada pela fome, corrupção e violência. Mas onde, estranhamente, também encontramos beleza e amor.
Sobre autor:
Adam Johnson ensina escrita criativa na Universidade de Stanford. A sua ficção tem aparecido nas revistas Esquire, The Paris Review, Harper’s, Tin House, Granta, e Playboy, bem como em The Best American Short Stories. A sua obra inclui Emporium, uma coletânea de contos, e o romance Parasites Like Us. Vive em São Francisco.
Imprensa:
"Ao tornar o seu herói, e o pesadelo que atravessa, tão completamente vívido, Johnson escreveu um romance arrojado e notável, um romance que não apenas abre uma janela assustadora sobre o reino misterioso da Coreia do Norte, mas que também investiga o próprio significado do amor e do sacrifício… Pungente e profundamente comovente… simultaneamente satírico e melancólico, sombriamente cómico e dolorosamente elegíaco."
Michiko Kakutani, The New York Times

"Notável… Johnson é um escritor maravilhosamente flexível que consegue mudar, em apenas algumas linhas, do absurdo para o atroz… Não sabemos o que realmente se passa naquele lugar estranho, mas este romance, brilhante e oportuno, dá-nos um vislumbre inquietante do que pode ser lá viver."
The Wall Street Journal

"Intenção, significância, propósito: a conceção da poderosa primeira parte do romance está cheia dessas qualidades, encerrando o leitor no estreito canal da consciência de Jun Do à medida que ele é movido como uma peça de xadrez pela mão oculta do Estado. Johnson (…) faz um magnífico trabalho ao conjurar as particularidades físicas quase surreais do país."
The New Yorker

"Vida Roubada merece um lugar ao lado das distopias clássicas como Mil Novecentos e Oitenta e Quatro e Admirável Mundo Novo."
Barbara Demick, The Guardian
Ler mais »

Novidades

Sedução ao Luar de Laurell K. Hamilton

23:03

P.V.P.: 15,26 € 
Data de Edição: 2014
Nº de Páginas: 400
Editora: Saída de Emergência

Sobre a obra:
O meu nome é Meredith Gentry. Entre os humanos sou detetive privada. Mas no mundo feérico sou a princesa Merry, herdeira do trono. Há pessoas ao meu redor que afirmam que me tornei em algo superior. Mesmo apesar de me protegerem, essas pessoas temem-me. E alguém as pode censurar? Eu despertei a magia deslumbrante que estava adormecida dentro delas há milhares de anos. E o problema é que não consigo perceber porquê. A minha tia, a rainha do Ar e da Escuridão, já não se distrai com os seus passatempos sádicos do costume. A sua atenção obsessiva concentrou-se firmemente em mim e em eliminar-me da corrida ao trono. Tudo começou com o cálice. Sonhei com ele e, quando acordei, encontrei-o, frio e duro, ao meu lado. Os meus protetores conhecem bem a relíquia antiga: o seu desaparecimento há alguns séculos retirou-lhes os poderes vitais. Mas agora está aqui, connosco. E ao mesmo tempo que me estimam por lhes ter concedido esta prenda tão inesperada, também há quem me deteste por isso. Eu, uma mestiça, sou parcialmente mortal. E alguns não aceitam que eu ocupe esse lugar. O meu número de inimigos aumenta a cada dia mas eles não sabem do que eu sou capaz. E, já agora, nem eu…
Sobre autor:
Muito antes das modas de vampiros e do Crepúsculo, (cerca de 20 anos mais cedo) já Laurell K. Hamilton se tinha tornado pioneira no género de literatura paranormal. Hoje mantém o estatuto de super estrela, escrevendo sucesso atrás de sucesso e marcando lugar nos tops de todo o mundo. Hamilton não é um sucesso do momento nem uma moda ou um entusiasmo.
Laurell K. Hamilton é a autora bestseller de nove romances da aclamada caçadora de vampiros Anita Blake, bem como do livro mais recente da série Meredith Gentry, A Caress of Twilight. Vive em St. Louis, no Missouri, com a sua filha.
Imprensa:
-
Ler mais »

Novidades

Onde Está o Wally? | Whre's Waldo? de Martin Handford

00:26

P.V.P.: 9,86 € 
Data de Edição: 2014
Nº de Páginas: 28
Editora: Editorial Presença

Sobre a obra:
Para os fãs do Wally - e para os que vão com certeza tornar-se novos fãs -, aqui está ele de novo! Na praia, na estação de comboios, no parque de campismo, no estádio e em muitos outros lugares, algures no meio do rebuliço, está o Wally à espera que tu o encontres!

Publicados pela primeira vez em 1987, os livros do Wally estão traduzidos em 30 línguas e já venderam mais de 50 milhões de exemplares.

http://whereswaldo.com
Sobre autor:
Martin Handford começou a desenhar na infância e as suas primeiras influências foram filmes épicos e os soldadinhos com que brincava. Na faculdade de belas-artes continuou a desenhar o que descreve como «cenas de batalha repletas de ação e corretas do ponto de vista militar», o que o levou a trabalhar para diversos clientes como ilustrador freelancer especializado em criar cenas envolvendo multidões. Atualmente Martin encontra inspiração numa grande variedade de fontes: filmes, museus e galerias de arte, bandas desenhadas e livros, efemérides e curiosidades. As multidões fascinam-no, e as suas vibrações, padrões e pormenores – e especialmente o seu espírito – atraem-no: «Adoro o seu movimento e a sua energia.» Gradualmente, a partir desta pesquisa minuciosa, emerge a inspiração para uma imagem, que Martin depois realça com as suas próprias ideias de modo a criar cenas espantosas. Cada imagem demora meses a desenhar. «À medida que trabalho na imagem, acrescento o Wally quando penso que criei um bom sítio para ele se esconder», explica Martin.
Imprensa:
-
Ler mais »

Novidades

Highlander _ Dentro do Sonho de Karen Marie Moning

00:23

P.V.P.: 15,26 € 
Data de Edição: 2014
Nº de Páginas: 224
Editora: Saída de Emergência

Sobre a obra:
Este é um conto das Highlands, de amantes amaldiçoados pelo destino e pela intemporal manipulação do rei Unseelie. Escrito durante a série Highlander e pressagiando a série Fever, trata-se de Moning no seu mais fino e divertido romantismo.LIBERTA-O DO SEU INFERNO GELADO... Roubado do seu lar nas Terras Altas da Escócia, aprisionado no tenebroso e gélido reino do rei Unseelie, Aedan suportou séculos de tortura antes de se tornar pura Vingança, o despachante de morte e destruição do rei das trevas no reino dos mortais. E NO SEU SÉCULO PODERÁS HABITAR... A aspirante a romancista, Jane Sillee, sempre acreditou ter nascido no século errado, mas tem conseguido levar uma vida mais ou menos decente — se ao menos conseguisse deixar de ter esses sonhos recorrentes com um homem demasiado perfeito para existir... EM SONHOS AMASTE-O... Assombrada cada noite da sua vida por um devastadoramente provocante Highlander que vem até ela enquanto dorme, Jane tenta tirá-lo da cabeça e do coração escrevendo. Em criança ele costumava protegê-la, em mulher ele ama-a. ACORDADA, TERÁS DE SALVÁ-LO... Quando uma antiga tapeçaria com a imagem do seu amado Highlander lhe aparece à porta, Jane é subitamente raptada para trás no tempo até à Escócia do século XV, para um castelo na ilha de Skye, onde lhe é dada uma oportunidade de salvar o amante dos seus sonhos... ou para sempre o perder. Presa num jogo de morte entre as cortes de luz e de trevas dos Fae, Jane tem de encontrar um modo de perfurar o gelo até ao coração do seu Highlander. Mas será o amor de uma mulher mortal suficiente para derrotar tão vetustos e implacáveis imortais inimigos?
Sobre autor:
Karen Marie Moning nasceu em Cincinnati, Ohio, uma de quatro crianças. Graduou-se pela Universidade de Purdue com um Bacherlato em Lei e Sociedade. Depois de uma década a trabalhar no ramo da advocacia, ela deixou o seu trabalho para perseguir o sonho de ter uma carreira como escritora. Quatro manuscritos e inúmeros trabalhos em part-time mais tarde, O Beijo do Highlander foi publicado e nomeado para os prestigiados prémios RITA. As suas histórias já foram publicadas no The New York Times, USA Today e apareceram nas listas de bestseller do Publisher's Weekly.
Imprensa:
-
Ler mais »

Novidades

Anna Karénina de Lev Tolstói

00:21

P.V.P.: 25,11 € 
Data de Edição: 2014
Nº de Páginas: 800
Editora: Editorial Presença

Sobre a obra:
Anna Karénina é um retrato ímpar, na sua riqueza e densidade, da sociedade russa de finais do século XIX, que abrange diferentes estratos da população, atividades sociais, tendências ideológicas, polémicas económicas, sociais e políticas, e que encerra uma crítica acutilante à nova aristocracia russa da época. Os dramas familiares, com os seus problemas morais, a sua busca de um ideal para a vida em matrimónio, surgem em franca ligação com o panorama geral da vida, o sistema de valores, os hábitos, os conceitos éticos e religiosos. Mas é também uma das maiores histórias de amor da literatura universal, e uma das mais trágicas, protagonizada por Anna Karénina, a bela mulher de um aristocrata muito rico e o Conde Vrônsky, um galante oficial do exército.

Com Anna Karénina, Lev Tolstói elevou à perfeição o romance de realismo social e criou uma das heroínas mais amadas da literatura de todos os tempos. A presente edição foi traduzida diretamente do russo por Nina Guerra e Filipe Guerra, distinguidos com o Grande Prémio de Tradução Literária APT/Pen Clube Português. 
Sobre autor:
Nascido numa família nobre, em Iasnaia Poliana, na Rússia, a 9 de setembro de 1828, Lev Tolstóificou órfão aos nove anos e foi educado por preceptores. Em 1843, iniciou o curso de Letras e Direito na Universidade de Kazan, mas desistiu dos estudos a meio. Regressou à terra natal, passando largos períodos em Moscovo e em São Petersburgo. Em 1851, data em que começou a escrever, alistou-se no Exército, seguindo o seu irmão mais velho para o Cáucaso, tendo mais tarde participado na Guerra da Crimeia. As suas experiências no campo de batalha contribuíram como material para a representação realista dos horrores da guerra, nas suas obras posteriores. Em 1856, abandonada a carreira militar, Tolstói viajou pela Europa, visitando diversos países. Estas viagens formaram o desenvolvimento das suas ideias políticas e filosóficas, sendo especialmente influenciado por Victor Hugo e a obra Os Miseráveis, assim como pelo pensamento de Proudhon. Ao regressar à Rússia, isolou-se na sua propriedade rural e, em 1865, iniciou Guerra e Paz, que lhe consumiu sete anos de trabalho. Na década de 1870 escreveria Anna Karénina. Ambas figuram entre as maiores obras da literatura mundial. Escreveu ainda muitas outras obras, com destaque para Ressurreição (1999), já editada pela Presença, o último livro publicado em vida do autor e que completa o trio dos seus grandes romances.
Imprensa:
-
Ler mais »

Novidades

Veneza pode Esperar _ Diário 1 de Rita Ferro

00:17

P.V.P.: 14,31 € 
Data de Edição: 2014
Nº de Páginas: 240
Editora: Dom Quixote

Sobre a obra:
São raríssimas as autoras portuguesas que abrem a porta da sua intimidade aos leitores. Ao fim de duas dezenas de títulos, Rita Ferro corre esse risco oferecendo-nos a narrativa diária de alguns meses da sua vida, sem artifícios literários, num dos períodos mais sombrios e no rescaldo de perdas nucleares: o maior amigo, a casa onde investiu todas as economias, a mãe, o afastamento daquele que pode ter sido o seu grande amor.

Veneza Pode Esperar é o balanço autobiográfico de uma pósfeminista pragmática, mas aberta ao mistério, às voltas com o malestar contemporâneo, ao longo de 240 páginas tonalizadas pelo humor, a auto-ironia e a amarga lucidez de quem sabe perder, onde o presente se confunde com a memória e a escritora com uma das suas personagens.

Trata-se do primeiro volume de um diário íntimo, coleccionável como um folhetim, sem happy end nem beijos ao pôr do Sol.
Sobre autor:
Escritora portuguesa, Rita Maria Roquette de Quadros Ferro Ochôa, filha do destacado ensaísta António Quadros e neta da escritora Fernanda de Castro e de António Ferro, um dos editores da Revista Orpheu, nasceu a 26 de Fevereiro de 1955. Frequentou um colégio de freiras onde terminou os seus estudos. Findos estes, Rita Ferro, não se sentindo atraída pelos bancos da Universidade, fez um curso de Design de Interiores do IADE, Instituto de que seu pai foi fundador.
Com apenas 20 anos, exercia já o cargo de redactora de publicidade nas Selecções do Readers Digest que manteve 22 anos e durante os quais assinou alguns dos seus trabalhos com pseudónimos - Marta Neves e Lúcia de Abreu.
A estabilidade aqui adquirida como Directora de Promoção não "aprisionou" Rita Ferro que, fascinada pelo gosto de novas experiências, muda de editora e assume um trabalho de freelancer na Editorial Verbo.
Com 35 anos, viu publicado o seu primeiro livro "Nó na Garganta" cuja venda ultrapassou os 50 mil exemplares. Dois anos mais tarde, edita "O Vestido de Lantejoulas", cujo êxito vai abrir as portas a diversos convites para colaboradora nas revistas Marie Claire, Ler e TV Guia e nos Jornais Semanário, A Capital e Diário de Notícias.
Diversificando a sua actividade, Rita Ferro, leccionou a cadeira de Publicidade Redigida no Instituto de Artes Gráficas, Design e Marketing, participou em conferências e colóquios e colaborou com o Programa 2 da RTP, apresentando "Quem conta um conto", com a emissora radiofónica TSF, através de "As Crónicas de Escárnio e Maldizer" e com a Rádio Renascença dando folgo e vida às "Conversas de Sala".
Escritos alguns textos dramáticos, de que se destaca "O Bom Partido", a autora agarra definitivamente a ficção e edita os títulos "O Vento e a Lua - História de Uma Vagabunda", "Uma Mulher não Chora", "Os Filhos da Mãe" e "A Meia-Irmã". As suas crónicas jornalísticas são compiladas sob o título "Por Tudo e Por Nada".
O bom relacionamento com a sua filha, Marta Gautier, vai proporcionar uma parceria na autoria do livro "Desculpe lá ,Mãe", no qual é feita uma abordagem das actuais relações entre mães e filhas e através do qual a autora pretende, conforme ela mesma refere "partilhar a ...experiência com as outras mães". Também em parceria, mas desta vez com a sua irmã Mafalda Ferro, elaborou a fotobiografia "Retrato de Uma Família: Fernanda de Castro, António Ferro e António Quadros". É autora também de "Por instinto".
Imprensa:
-
Ler mais »

Novidades

Sonhos de Papel de Ruta Sepetys

00:15

P.V.P.: 14,31 € 
Data de Edição: 2014
Nº de Páginas: 384
Editora: Edições ASA

Sobre a obra:
Josie Moraine vive mais do que uma vida.

Ela é filha de uma das prostitutas de luxo mais cobiçadas de Nova Orleães, um estigma que a arrasta para o submundo decadente da cidade. Vítima da negligência da mãe, tem nos moradores do extravagante Bairro Francês os seus maiores aliados. De Cokie, humilde e fiel; a Willie, a dona de um bordel cuja frieza esconde um coração de ouro; e a Jesse, tímido, atraente e eternamente apaixonado, todos a protegem e velam por ela.

Mas Josie sonha mais alto e move-se com igual à-vontade nos corredores da livraria onde, graças à bondade de um desconhecido, trabalha e habita. Este é o seu porto seguro. Aqui, entre as estantes repletas de livros, no pequeno escritório que agora lhe serve de quarto, não tem de se defender da sua própria mãe nem fingir ser a durona solitária que domina as ruas. Ao anoitecer, quando a porta se fecha e as luzes se apagam, ela descobre nas páginas que folheia a imensidão do mundo e anseia por uma vida melhor. Uma vida como a de Charlotte, a filha de uma família da alta sociedade, cuja amizade a inquieta a ponto de arriscar tudo, mesmo a promessa de um amor verdadeiro. E quando os seus sonhos estão prestes a realizar-se, um crime muda tudo… para sempre.
Sobre autor:
Ruta Sepetys, nascida e criada em Michigan, é filha de refugiados lituanos. As nações da Lituânia, Letónia e Estónia desapareceram do mapa em 1941 e não reapareceram até 1990. Como esta é uma história raramente contada, Ruta quis dar voz a centenas de milhares de pessoas que perderam a vida durante as purgas estalinistas na região báltica. Ruta vive com a família no Tennessee.
Imprensa:
-
Ler mais »

Novidades

O Sabor do Momento de Nora Roberts

00:11

P.V.P.: 15,98 € 
Data de Edição: 2014
Nº de Páginas: 288
Editora: Chá das Cinco

Sobre a obra:
Laurel McBane sempre recorreu às amigas para apoio, especialmente quando o sonho de frequentar uma escola de culinária quase foi arruinado pelos problemas financeiros dos seus pais. Agora Laurel retribui a generosidade das amigas criando bolos extravagantes que acrescentam um toque perfeito à empresa de casamentos que fundaram. Laurel acredita no amor mas é demasiado discreta para os luxos desejados por outras mulheres. O que ela aprecia mesmo são homens fortes e inteligentes, como Delaney, irmão da sua amiga Parker, por quem Laurie sente uma paixoneta desde criança. Mas algumas paixões duram mais do que outras e Laurel está convencida que o advogado, bem na vida, está fora do seu alcance. Até que, certo dia, Laurel perde a cabeça e surge um beijo quente e inesperado entre ambos. Cheia de dúvidas e sem saber o que esperar do futuro, conseguirá transformar esse momento de paixão em algo mais eterno?
Sobre autor:
Nora Roberts é considerada um verdadeiro fenómeno editorial. Desde o dia em que começou a escrever histórias a lápis, o sucesso nunca mais a largou. Muitos dos seus mais de 150 livros foram já adaptados ao cinema e estão traduzidos em cerca de 26 idiomas.
Com mais de 250 milhões de cópias dos seus livros impressas e mais de 100 livros na lista do New York Times até à data, Nora Roberts é indiscutivelmente a escritora de ficção feminina mais célebre e amada dos dias de hoje.
Imprensa:
-
Ler mais »

Novidades

O Êxtase _ Série Notorious - Volume 4 de Nicole Jordan

00:08

P.V.P.: 14,94 € 
Data de Edição: 2014
Nº de Páginas: 384
Editora: Quinta Essência

Sobre a obra:
Depois de ver a mãe consumir-se e perder tudo por um amor não correspondido, Raven jura a si mesma que só casará para recuperar a posição social da família. O único capricho que se permite é sonhar com um amante, um pirata que só existe nos seus sonhos e que a preenche de amor e paixão. Porém, quando rebenta um escândalo em torno da sua pessoa, é obrigada a aceitar a proposta de casamento do dono diabolicamente sensual do mais famoso clube de jogo de Londres. Apesar de se sentir irresistivelmente atraída pelo seu enigmático salvador, Raven lutará para resistir ao novo marido, um homem cujas carícias prometem um êxtase para além das suas fantasias mais loucas.

Para salvar a reputação de uma jovem inocente a quem o irmão estava prestes a arruinar a vida, Kell Lasseter sacrifica a sua liberdade para casar com a deslumbrante debutante. Desprezado pelo seu sangue irlandês e passado obscuro, Kell não pode negar que aquela encantadora mulher temperamental não se parece nada com as outras jovens da sociedade... nem sufocar o seu ardente desejo por ela. Dividido entre a lealdade para com o irmão e os crescentes e novos sentimentos pela sua esposa rebelde, Kell tentará libertar o coração relutante de Raven antes de poder conhecer o êxtase do verdadeiro amor.
Sobre autor:
Nicole Jordan, autora best seller internacional de inúmeros romances históricos, arquitecta contos de deleite que fazem o leitor ferver de paixão e sensualidade. Nicole cresceu num ambiente militar, o que a levou a sofrer várias deslocações. Frequentou o Ensino Secundário na Alemanha e mais tarde diplomou-se em Engenharia Civil no Georgia Tech. Actualmente, vive nas Montanhas Rochosas do Utah, com o seu marido e os seus cavalos. Autora de mais de duas dezenas de romances históricos e de cinco milhões de livros impressos, com enredos de épocas e locais diversos, Nicole tira agora prazer da escrita nos ambientes excitantes e envolventes de amantes da alta sociedade em jogos de sedução matrimoniais. Um dos seus romances teve a honra de ter despertado a atenção humorística de Jay Leno no The Tonight Show.
Imprensa:
-
Ler mais »

Novidades

Inferno no Vaticano de Flávio Capuleto | Clube do Livro SIC

23:48

P.V.P.: 13,49 € 
Data de Edição: 2014
Nº de Páginas: 280
Editora: Guerra e Paz

Sobre a obra:
Um romance atrevido, chocante e erótico.
Há um morto nas catacumbas do Vaticano. Francesco Barocci, curador do Tesouro, é encontrado sem vida na Sala das Relíquias. Foi assassinado: chuparam-lhe o sangue. Há bispos e cardeais em pânico. Um português, o inspector Luís Borges, e uma simbologista, a escaldante Valeria Del Bosque, encarregam-se da investigação. Um tesouro que todos conhecem e todos querem esconder, uma conspiração que ameaça o Papa, uma sociedade secreta que semeia as igrejas de cadáveres.
São estes os mistérios que o inspector e a simbologista têm de decifrar. Uma batalha cruel, florentina, com mais ouro e sexo do que incenso e mirra.
Sobre autor:
É o mais novo romancista português: tem 71 anos e este Inferno no Vaticano é o seu grande romance, a aposta da sua vida. Estudante vagabundo, autodidacta convicto, leu Romeu e Julieta aos 11 anos, o que explica a mudança do apelido para Capuleto. Leu muito, viveu mais: de um escritório de advogados a soldado em Angola, passando por uma fábrica de malas de viagem, fez tudo até ser dono de um aviário de frangos. Fartou-se. Não queria frangos, queria livros. Começou por vendê-los, como distribuidor, às livrarias. Decidiu, agora, escrevê-los e é como se a sua vida começasse de novo. Inferno no Vaticano é o romance atrevido, chocante e erótico do mais jovem romancista português, Flávio Capuleto, adolescente aos 71 anos.
Imprensa:
-
Ler mais »

Novidades

O Labirinto de Osíris de Paul Sussman

23:43

P.V.P.: 17,91 € 
Data de Edição: 2014
Nº de Páginas: 624
Editora: Bertrand Editora

Sobre a obra:
Desde que se viram pela última vez, a vida de Yusuf Khalifa da polícia de Luxor, e de Arieh Ben-Roi, detetive em Jerusalém, mudou. Ben-Roi, prestes a ser pai pela primeira vez, investiga um crime tenebroso no Patriarcado Arménio de Jerusalém. A vítima, uma jornalista chamada Rivka Kleinberg, andava a investigar o tráfico de seres humanos para exploração sexual em Israel. Quando surge uma ligação entre Kleinberg e um engenheiro britânico desaparecido de Luxor em 1931, Ben-Roi pede ajuda ao velho amigo e colega Khalifa. A vida de Khalifa também mudou, mas, no seu caso, não para melhor. No meio de uma tragédia pessoal e embrenhado numa investigação - uma série de envenenamentos de poços no deserto egípcio -, acede a ajudar o amigo israelita. As duas investigações interligam-se, arrastando Ben-Roi e Khalifa para uma sinistra rede de violência, abuso, falta de ética empresarial e terrorismo anticapitalista. E no coração dessa rede encontra-se o labirinto - um mistério egípcio com mais de três mil anos que já fez com que Rivka Kleinberg perdesse a vida, e ela não será a última vítima...
Sobre autor:
Paul Sussman, ele próprio arqueólogo de profissão, ensino História na Universidade de Cambridge. Decidiu depois viajar pelo mundo, tendo durante um período de três anos ganho a vida como descobridor de túmulos, empreiteiro, vendedor de detergentes e actor. Em 1991 regressou a Inglaterra, onde foi um dos fundadores da revista The Big Issue. Desde então tem trabalhado como jornalista para a secção europeia da CNN, para a Rádio 4 e a GLR (London Live), e para os jornais The Daily Telegraph, The Daily Express, The Evening Standard e The Sunday Herald. Em 1997 foi nomeado o colunista inglês do ano pela Associação dos Editores de Publicações Periódicas.
Nos últimos anos tem passados os meses de Outubro e Novembro em escavações no Vale dos Reis, onde desempenha a função de cronista oficial do Projecto de Túmulos Reais Amarna.
Vive habitualmente em Londres.
Imprensa:
-
Ler mais »

Novidades

O Filho Perdido de Philomena Lee de Martin Sixsmith

23:39

P.V.P.: 18,86 € 
Data de Edição: 2014
Nº de Páginas: 488
Editora: Editorial Planeta
Uma história verídica e trágica que serviu de inspiração para o filme Filomena que vai estrear em Fevereiro, protagonizado por Judi Dench.

Esta é a história de Philomena – e a história do seu filho Michael, que morreu antes de saber que a mãe nunca deixou de amá-lo e de procurar por ele, durante cinquenta anos.
Trata-se de uma história de vidas marcadas pela hipocrisia e pelo secretismo, uma narrativa convincente e fascinante sobre amor e perda humanos – pungente, no fundo, porém redentora.
Sobre a obra:
Enquanto adolescente na Irlanda de 1952, Philomena Lee engravidou e foi enviada para um convento – uma «mulher perdida, caída em desgraça».
Durante três anos depois do nascimento do filho, cuidou dele naquele lugar. Depois a Igreja levou-o de si e vendeu-o, a exemplo de inúmeras outras crianças, para a América, onde foi adoptado.
Durante cinquenta anos Philomena procurou encontrar o filho mas nunca soube para onde foi. Sem saber que ele também a procurou toda a vida. O filho, Michael Hess, nome dado pela família adoptiva, tentou procurar a mãe, mas a Igreja negou-lhe informações, pois receava a descoberta do macabro negócio de venda de crianças.
Michael foi um advogado de renome, conselheiro jurídico do presidente Bush, que acabou por morrer vítima de sida.
Este escândalo, quando foi descoberto, abanou os alicerces da Igreja Católica e embora, tenham pedido publicamente perdão às mães a quem venderam os seus bebés, sofreram a vergonha também pública de não serem perdoados.
Soberbamente contada por Martin Sixsmith, esta é uma história de que irá tocar o coração dos leitores, pois confirma que, mesmo na tragédia, o laço entre uma mãe e um filho nunca pode ser quebrado e o amor encontrará sempre um caminho.
Sobre autor:
Martin Sixsmith nasceu em Cheshire e frequentou as universidades de Oxford, Harvard e a Sorbonne.
Entre 1980 e 1997 trabalhou para a BBC, como correspondente em Moscovo, Washington, Bruxelas e Varsóvia.
Entre 1997 e 2002 trabalhou para o Governo Britânico como Director de Comunicações.
Actualmente é escritor, apresentador e jornalista.
Imprensa:
«Uma história extraordinária de uma mulher extraordinária. A história de Philomena é especial. Revela um ser humano notável com uma coragem surpreendente e uma vontade soberana em perdoar. Espero que a busca heróica de Philomena e sua coragem ao permitir que a sua vida seja contada traga conforto a todos os que sofreram um destino semelhante.»
Judi Dench

«Uma história pungente de uma adopção forçada e as suas consequências.»
Kirkus Reviews

«O livro de Martin Sixsmith esquadrinha o desgosto de uma mulher com contenção, moderação e sensibilidade.»
Independent on Sunday

«A comovente história de uma mãe e da sua busca de cinquenta anos pelo filho.»
Sunday Time
Ler mais »

Novidades

E Se... As Pessoas Fossem Como os Animais? de Paul Moran

23:33

P.V.P.: 8,79 € 
Clique aqui para comprar
Data de Edição: 2014
Nº de Páginas: 128
Editora: BookSmile

Sobre a obra:
E se a tua mãe ou o teu pai vomitassem para dentro da tua boca quando estivesses com fome? Pois é exatamente isso que fazem os pinguins para alimentar as suas crias.

Sim, é verdade, o mundo animal está cheio de mistérios incríveis. Uns são nojentos, outros inacreditáveis!

Deixa a tua imaginação voar e diverte-te a valer. Mas olha que este livro pode ser verdadeiramente assustador e repugnante. Prepara-te para o que lá vem…
Sobre autor:
-
Imprensa:
-
Ler mais »

Novidades

Hotelle - Quarto 2 de Emma Mars

23:31

P.V.P.: 15,30 € 
Data de Edição: 2014
Nº de Páginas: 464
Editora: Suma das Letras

Sobre a obra:
Um ano depois de Elle ter abandonado a vida de acompanhante de luxo e ter feito a sua escolha, o corpo e o coração apontam numa única e inevitável direcção: Louis, o irmão do seu ex-noivo David e o único homem que conseguiu ser seu mestre, na vida e na cama. Ao fim de alguns meses como amantes clandestinos no Hotel dos Encantos, Elle sente-se finalmente pronta para dar o próximo passo e pede a Louis que case com ela. Louis contesta que Elle ainda não está pronta e que a sua "formação" deverá continuar.

Quando Louis começa a agir de forma estranha, Elle percebe que os demónios do passado estão de volta. Decide finalmente assumir o comando do seu próprio destino para descobrir o que esconde realmente Louis e qual é a misteriosa ligação entre Louis e o irmão David, que não desistiu da vingança contra os dois amantes. No meio de tudo isto, qual será o papel de Aurore, a mulher que se assemelha tanto a si? E conseguirá Elle levar Louis a fazer o que realmente quer?
Sobre autor:
-
Imprensa:
-
Ler mais »

Novidades

Na Sombra da Vida _ Irmandade da Adaga Negra - Volume X de J.R.Ward

23:20

P.V.P.: 19,71 € 
Data de Edição: 2014
Nº de Páginas: 736
Editora: Casa das Letras

Sobre a obra:
Desde a morte da shellan que Tohrment é uma sombra do líder vampiro de outrora. Fisicamente debilitado e profundamente destroçado, foi levado de volta à Irmandade por um anjo caído egocêntrico. De regresso à guerra com um desejo de vingança implacável, não está preparado para enfrentar um novo tipo de tragédia.

Quando Tohr começa a ver a sua amada em sonhos - presa num mundo frio e isolado, longe da paz e da tranquilidade do Vápido - aceita a ajuda do anjo, na esperança de salvar quem perdeu. No entanto, como Lassiter lhe diz que tem de aprender a amar outra vez para libertar a sua antiga companheira, Tohr apercebe-se de que estão todos condenados...

É nessa altura que uma fêmea com uma história obscura começa a aproximar- -se dele. No cenário da guerra com os minguantes e com um novo clã de vampiros a almejar o trono do Rei Cego, Tohr debate-se entre o passado enterrado e um futuro escaldante e cheio de paixão... mas será capaz de libertar o coração, e a todos eles?
Sobre autor:
J. R. Ward vive no Sul dos Estados Unidos com o seu marido incrivelmente generoso e o seu amado golden retriever. Depois de se ter formado em Direito, começou a sua vida profissional na área da saúde, em Boston, tendo passado muitos anos como chefe de equipa de um dos centros clínicos do país. A escrita foi sempre a sua paixão, e a sua ideia de Céu é um dia inteiro com mais nada além do seu computador, o seu cão, e a caneca de café.
Imprensa:
-
Ler mais »

Novidades

O Inverno de Frankie Machine de Don Winslow

23:16

P.V.P.: 14,94 € 
Data de Edição: 2014
Nº de Páginas: 320
Editora: Porto Editora
O Inverno de Frankie Machine
O grande thriller de Don Winslow está prestes a chegar às livrarias
Um dos fenómenos do momento na área do romance negro é o escritor americano Don Winslow e um dos seus livros de maior sucesso é O Inverno de Frankie Machine, um thriller que a Porto Editora publica a 24 de janeiro. Esta é uma história de máfia, cujos meandros Winslow retrata com mestria, e que envolvem lutas de poder, a indústria da droga e do sexo, corrupção e violência. Herdeiro de livros como O Padrinho, O Inverno de Frankie Machine tem vindo a ser elogiado pela crítica por combinar de forma sublime o bom humor, a inteligência e a ação, e pelo seu protagonista, um anti-herói que tem a cabeça a prémio e que não deixará o leitor indiferente.
Sobre a obra:
Frank Machianno deve a alcunha – Frankie Machine – ao seu talento de atirador de elite: no tempo em que trabalhou para a Máfia era uma verdadeira máquina de matar. Hoje, reformado, passa as manhãs a surfar nas praias de San Diego, na companhia de alguns amigos; durante o resto do tempo, trata da sua loja de apetrechos de pesca e vela para que tudo corra bem com os restaurantes a que fornece peixe fresco e toalhas de mesa. Até ao dia em que, aceitando prestar serviço ao filho de um boss local, é apanhado numa armadilha. O passado regressa então a galope e Frankie não consegue compreender a razão por que todos desejam a sua morte…
Sobre autor:
Don Winslow, nascido em Nova Iorque e ex-detetive privado, é autor de quinze romances policiais, de entre os quais destacamos The Power of the Dog, California Fire and Life, The Death and Life of Bobby Z, The Kings of Cool e as séries Neal Carey e Boone Daniels.
Do mesmo autor, a Porto Editora publicou Selvagens, considerado um dos melhores livros de 2010 e adaptado ao cinema por Oliver Stone.
Página do autor: www.donwinslow.com
Imprensa:
Uma mistura soberba de ambientes, personagens habilmente desenhadas e suspense infernal.
James Ellroy

Um thriller apaixonante […] Tal como a personagem principal do seu livro, Winslow é uma “máquina” a escrever.
Wall Street Journal

Ação contínua, personagens selvagens.
The San Diego Union-Tribune

Winslow criou personagens memoráveis em cenários cheios de suspense, que vão manter os leitores agarrados ao livro.
Publishers Weekly
Ler mais »

Novidades

A Filha do Barão de Célia Correia Loureiro

23:11

P.V.P.: 17,91 € 
Data de Edição: 2014
Nº de Páginas: 576
Editora: Editorial Presença
1809. Num Portugal invadido só o amor poderá unir o que os homens dividem. A Filha do Barão: uma história de amor que atravessa fronteiras; um romance histórico com alma lusitana.
Sobre a obra:
Quando D. João tece a união da sua única filha, Mariana de Albuquerque, com o seu melhor amigo - um inglês que investiga o potencial comercial do vinho do Porto -, não prevê a espiral de desenganos e provações que causará a todos. Mariana tem catorze anos e Daniel Turner vive atormentado pela sua responsabilidade para com a amante. Como se não bastasse, o exército francês está ao virar da esquina, pronto a tomar o Porto e, a partir daí, todo o país.
No seu retiro nos socalcos do Douro, Mariana recomeça uma vida de alegrias e liberdade até que um soldado francês, um jovem arrastado para um conflito que desdenha, lhe bate à porta em busca de asilo. Daniel está longe, a combater os franceses, e Gustave está logo ali, com os seus ideais de igualdade e o seu afeto inabalável, disposto a mostrar-lhe que a vida é bem mais do que um leque de obrigações.
Sobre autor:
Célia Correia Loureiro impregna as suas palavras com um misticismo e uma alma muito lusitana, acompanhada de uma profunda pesquisa e investigação histórica. Escreveu A Filha do Barão com o intuito de levar o leitor a uma outra época, tão significativa da história nacional, no raiar da Época Contemporânea em Portugal. A autora cedo se deixou cativar pelo mundo da ficção. Licenciou-se numa área que lhe permitiu estudar línguas e diferentes culturas. Apaixonada pelas Letras, vive cada livro como uma grande e apaixonante viagem.
Imprensa:
-
Ler mais »

Novidades

Os Amigos do Dino #1: Aventuras Megalíticas | #2: O Roubo das Bananas Assadas

23:07

P.V.P.: 8,29 € 
Clique aqui para comprar
Data de Edição: 2014
Nº de Páginas: 96 | 96
Editora: BookSmile

Sobre a obra:
#1 - Os  Dinossauros são tão divertidos!
Numa Pré-História muito, mas muito distante,  que nunca ninguém conheceu, dinossauros e homens partilhavam a mesma terra. Mas não era fácil! Os dinossauros, que já ali viviam há algum tempo, não viam com bons olhos os habitantes mais recentes: os trogloditas dos humanos! Ainda por cima cheios de piolhos!
Os homens, por sua vez, tinham medo daqueles monstros cobertos de garras e dentes. Até que um belo dia uma cria de dinossauro, tímida e muito marrona, conheceu uma cria de homem, traquinas e malandra… E foi assim que começaram as aventuras mais divertidas de todas as eras geológicas!

#2 - Os Dinossauros são bem fixes!
A Pré-História está em alvoroço: um dinossauro anda a roubar as bananas do deserto, e ainda por cima é parecido com o Dino! Mas o Reguilas e o seu grupo sabem bem que o amigo deles não é um ladrão. É assim que tem início a caça ao culpado, numa perseguição que os levará até à última casca!
Sobre autor:
-
Imprensa:
-
Ler mais »

Novidades

Divina por Escolha de P. C. Cast

22:53

P.V.P.: 15,98 € 
Data de Edição: 2014
Nº de Páginas: 304
Editora: Saída de Emergência

Sobre a obra:
Shannon Parker aceitou finalmente a sua vida no mítico mundo de Partholon. As suas responsabilidades divinas são muitas, mas ela ama o seu marido centauro, a sua ligação à deusa Eponina e os pequenos prazeres que a vida lhe dá. Já quase esqueceu a antiga vida na Terra - especialmente ao descobrir que está grávida. Mas uma súbita explosão de poder envia-a de volta para Oklahoma. Sem magia, Shannon não consegue regressar a Partholon - e procura desesperadamente ajuda. Os problemas começam quando essa ajuda surge na forma de um homem tão tentador quanto o seu marido. E só pioram quando descobre que o demónio Nuada também se encontra no seu mundo e ameaça a vida dos seus amigos e familiares. Shannon terá que descobrir uma forma de travar as forças maléficas que a impedem de regressar ao mundo que ama. Afinal ser divina por engano era bem mais fácil do que ser divina por escolha…
Sobre autor:
P. C. Cast nasceu no Midwest, e cresceu em permanente viagem entre Illinois e Oklahoma, onde se apaixonou por cavalos da raça Quarter e por mitologia. Depois de terminar o liceu ingressou na Força Aérea Norte-Americana e começou a escrever. Terminada a sua comissão na Força Aérea, lecionou em liceus durante quinze anos até se retirar para se dedicar à escrita a tempo inteiro. As suas obras já venceram inúmeros prémios. Cast vive em Oklahoma com a sua fabulosa filha, o seu gato mimado e os seus adoráveis Scotties.
Imprensa:
-
Ler mais »

Novidades

Tenho o Teu Núm3ro de Sophie Kinsella

22:47

P.V.P.: 14,94 € 
Data de Edição: 2014
Nº de Páginas: 420
Editora: Quinta Essência
Às vezes o número errado conduz ao homem certo.
Um romance entusiasmante e divertido, com uma mulher surpreendente.
Sobre a obra:
Dez dias antes do casamento, Poppy perde o anel de noivado. Desesperada, Poppy começa a telefonar a toda a gente para pedir ajuda e alguém lhe arranca o telemóvel da mão! Também o roubaram! Como irão agora avisá-la se encontrarem o anel? E, imediatamente, Poppy vê um telemóvel num caixote do lixo, um telemóvel abandonado de que ela precisa urgentemente. Poppy dá o seu novo número a todos os amigos e também atende as chamadas recebidas e lê as mensagens endereçadas à anterior proprietária, a secretária (que acaba de se demitir) de Sam Roxton, um empresário importante. Enquanto continua à procura do anel, Poppy mantem-se em contacto com Sam Roxton, o novo proprietário do telefone. Sam vai deixá-la ficar com o aparelho, desde que ela lhe reencaminhe todas as mensagens que receber, mas às vezes Poppy responde por Sam em assuntos profissionais e também pessoais. Não se contém. Sam também começa a opinar sobre a vida de Poppy, o seu casamento, sobre os sogros e até sobre o noivo, que talvez, não seja tão maravilhoso como ela pensava.
Sobre autor:
Sophie Kinsella tem romances publicados em quarenta países, com um total de 25 milhões de exemplares vendidos. Escreveu 6 livros na série «Louca por Compras«; tem ainda seis romances independentes, como este nas suas mãos. As razões do seu êxito são variadas: Escreve com ritmo, com um estilo ágil, coloquial e direto. Os argumentos são engenhosos e apresentados com graça e encanto. Nada é previsível. Diverte-nos, arrasta-nos num torvelinho e faz-nos rir constantemente. Além disso, as suas histórias são românticas, com protagonistas tão reais que cremos inteiramente neles, apesar dos seus momentos mais disparatados. Sophie Kinsella é assim. A autora vive em Londres com o marido e a família.

Para mais informações, visite o seu site:
www.sophiekinsella.co.uk
Imprensa:
«As suas heroínas, como sempre, são amorosamente previsíveis e alegremente desajeitadas. Todas elas têm em comum muito carisma, paletes de inteligência, presença de espírito, problemas inevitáveis com o ​​namorado, romantismo, falta de jeito, e muita coragem. Não é de admirar que nos deixemos encantar de cada vez.»
The Times of India

«E assim que lhe peguei, não consegui largá-lo até o ter acabado e voltado a folhear tudo para ter a certeza de que não perdera nada. Este livro é tudo, desde espirituoso a comovente.»
Chocolate Coated Reviews

«Um romance alucinado com uma heroína simpática e vulnerável.»
Kirkus Reviews
Ler mais »

Novidades

Cidade Proibida de Eduardo Pitta

22:41

P.V.P.: 12,60 € 
Data de Edição: 2014
Nº de Páginas: 144
Editora: Editorial Planeta
Uma história de amor e sexo passada em Lisboa, entre um filho de muito boas famílias, da melhor sociedade lisboeta, e um inglês que aqui trabalha como professor.
Com a homossexualidade como pano de fundo, Eduardo Pitta retrata neste romance singular uma Lisboa de privilegiados, onde o amor ocupa um lugar sempre periclitante.
Sobre a obra:
Cidade Proibida é o retrato de uma certa Lisboa, na actualidade. Uma cidade onde Rupert e Martim decidem viver juntos, mesmo que o tenham de fazer num meio tradicional, endinheirado e snob que poderá vir a cavar um fosso irremediável entre ambos. Mas o encontro que mudou a vida dos dois justifica esse desafio. Rupert é inglês e está em Lisboa como professor.
Martim nasceu e estudou no Estoril, doutorou-se em Oxford e mantém uma assessoria régia numa holding de comunicação.
É em Londres, que Rupert conhece Martim. De regresso a Portugal, Rupert troca o seu modo de vida pelo de Martim.
Por seu intermédio, acede a um meio que lhe é completamente estranho, o das famílias tradicionais com casa no Estoril e assento em poderosos conselhos de administração.
Contrariado, vê-se obrigado a privar com homens arrogantes com quem Martim estava habituado a programar temporadas de ópera em Nova Iorque e Salzburgo, carnavais em Veneza e compras em Milão.
Rupert sabe que não faz parte desse mundo. Tudo visto, a única cedência de Martim foi ter concordado em deixar o gato em casa da mãe para irem viver juntos. No resto, manteve-se inflexível. E um certo alheamento da realidade fez com que levasse tempo a perceber que a história de ambos era atravessada por zonas de sombra...
Sobre autor:
Nasceu em 1949. É poeta, escritor, ensaísta e crítico. Tem poemas, contos e ensaios publicados em revistas de Portugal, Brasil, Espanha, França, Itália, Colômbia, Inglaterra e Estados Unidos.
Entre 1974 e 2013 publicou dez livros de poesia, uma trilogia de contos, um romance, cinco volumes de ensaio e crítica e dois diários de viagem.
Em 2008, adaptou para crianças O Crime do Padre Amaro, de Eça de Queiroz. Os títulos mais recentes são Desobediência (2011), Cadernos Italianos (2013) e o volume de memórias Um Rapaz a Arder (2013).
Participou em congressos, seminários e festivais de poesia em Portugal, Espanha, França, Itália, Grécia e Colômbia.
É colunista da revista LER, crítico literário da revista Sábado e autor do blogue Da Literatura.
Tudo sobre o autor em www.eduardopitta.com
Imprensa:
“Acabei de reler o primeiro romance de Eduardo Pitta: Cidade Proibida. A impressão inicial mantém-se: do ponto de vista formal, este livro é uma raridade em Portugal. Pitta sabe contar uma história. A fluidez narrativa é a técnica literária mais difícil de encontrar na prosa portuguesa, ainda e sempre marcada por obscuras divagações metafísicas. Pitta tem outra característica invulgar entre nós: as suas frases são enxutas e limadas até ao limite. Pitta é um grande poeta, mas é na prosa que poderá marcar a diferença. Cidade Proibida é um bom romance de alguém que revela potencial para escrever grandes romances.”
Henrique Raposo, Expresso

«Com uma tessitura que atravessa mais de 40 personagens, Cidade Proibida é uma história com muitas histórias lá dentro. [...] O sexo é apresentado a cru, os tiques mostrados sem contemplação, a História portuguesa recente mencionada sem pruridos ou filtros de boa consciência. Por tudo isto, obra de «género» ou não, Cidade Proibida é um romance igual a poucos.»
João Villalobos, Blitz

«Em Cidade Proibida deparamos com um fresco ao mesmo tempo minucioso, cruel e desencantado da sociedade portuguesa contemporânea. [...] Não tenho dúvidas aliás de que Cidade Proibida, se Pitta fosse inglês, seria facilmente candidato ao Booker. Mas será que teria (ou terá) hipóteses, em Portugal, de ganhar um merecido prémio da APE?»
José Mário Silva, Diário de Notícias

«A obra de Eduardo Pitta é corajosa, desassombrada, inteligente, clara e escrita com paixão e sabedoria. É difícil, na Literatura Contemporânea, ler um bom livro em que se fala livre e fulgurantemente de sexo, do prazer erótico e da transgressão. E, também, da perda. Eduardo Pitta fá-lo com a mestria de um grande narrador.»
Helena Vasconcelos, Público

«Em foco, o romance Cidade Proibida, estreia produtiva de Eduardo Pitta na ficção de longo fôlego, decisiva contribuição à consolidação do relato de contorno gay em Portugal.»
Edgard Pereira, Colóquio-Letras
Ler mais »

Novidades

Flavia de Luce e a Bola de Cristal da Cigana de Alan Bradley

22:30

P.V.P.: 16,97 € 
Data de Edição: 2014
Nº de Páginas: 376
Editora: Editorial Planeta
O terceiro livro da premiada série de investigação, protagonizada pela jovem detective Flavia de Luce, envenenadora de irmãs, que gosta de se deslocar de bicicleta.

Uma série policial para adultos, inesquecível e um fenómeno de vendas internacional, com a assinatura de um grande mestre do crime, autor do best-seller A Talentosa Flavia de Luce.O terceiro livro da premiada série de investigação, protagonizada pela jovem detective Flavia de Luce, envenenadora de irmãs, que gosta de se deslocar de bicicleta.

Uma série policial para adultos, inesquecível e um fenómeno de vendas internacional, com a assinatura de um grande mestre do crime, autor do best-seller A Talentosa Flavia de Luce.
Sobre a obra:
Alan Bradley, o autor canadiano que tem recebido numerosos prémios pelos seus livros, entre eles o prestigiado Debut Dagger Award e o Agatha Award 2009, regressa ao nosso convívio com um novo e sedutor romance policial sobre a encantadora, a insidiosamente esperta, a fleumática detective de 11 anos que dá pelo nome de Flavia de Luce.
O autor usa os cenários do século XIX e as ferramentas limitadas da polícia para construir uma investigação «à Sherlock Holmes».
Flavia de Luce é brilhante, aos 11 anos esta heroína é apaixonada por química e tem como hobby pesquisar venenos e atormentar as duas irmãs mais velhas. Tem um laboratório muito bem equipado. Talvez por tudo isso, ou devido a uma curiosidade acima do normal adora desvendar crimes.
Vive com o pai e as irmãs na antiga mansão Buckshaw, e apesar da personalidade forte e solitária (a única amiga é a bicicleta, Glayds), é no fundo, uma jovem solitária que nunca se conformou com a morte da mãe que mal conheceu, e que não se consegue interessar-se pelas mesmas coisas que as irmãs – que só querem saber de roupas, maquilhagens e namorados.
O pai é um viúvo que ainda sofre com a perda da mulher, e que se isola no escritório com sua preciosa colecção de selos, sem dar importância com o que se passa à sua volta.
A história deste terceiro livro começa com um crime antigo, que nunca foi considerado como tal e um novo, o que leva Flavia a conseguir interligar os dois.
Durante a quermesse de Bishop’s Lacey, Flavia pediu a uma cigana que lhe lesse a sina, mas não estava à espera de, horas mais tarde, já de madrugada, ir encontrar a pobre mulher mergulhada numa poça de sangue no interior da sua caravana.
Teria sido um acto de vingança, perpetrado por algum habitante da terra, convencido de que, anos antes, a cigana raptara e levara consigo uma criança da aldeia?
Flavia é menina para compreender bem o doce sabor da retaliação; com efeito, a vingança é um passatempo com que não pode deixar de se deliciar quem tem duas irmãs mais velhas, ambas odiosas. Mas qual será a relação entre este crime e a criança desaparecida?
À medida que as pistas se vão acumulando, Flavia terá de as analisar com todo o cuidado, a fim de desembaraçar uns dos outros os fios negros de actos e segredos do passado.
Sobre autor:
Alan Bradley nasceu em Toronto, e cresceu em Cobourg, Ontário. Formou-se em engenharia electrónica, e trabalhou em várias estações de rádio e televisão, em Ontário, antes de se tornar director de Engenharia de Televisão.
Resolveu dedicar-se à escrita e publicou vários livros infantis antes de se resolver a escrever para adultos A Talentosa Flavia de Luce que se tornou de imediato um fenómeno.
Ganhou entre outros, o prestigiado prémio Debut Dagger Award e o Agatha Award 2009, um galardão que distingue escritores de policiais, seguidores do estilo de Agatha Christie.

Visite o sítio de Alan Bradley, www.flaviadeluce.com.
E conheça a página de fãs de Flavia na Internet em:
http://flaviafanclub.ning.com
Imprensa:
«Uma das séries de detectives mais deliciosas e inteligentes jamais escritas.»
Chicago Sun-Times

«Uma das criações mais notáveis da literatura actual.»
USA Today

«Um divertimento completo. A reconstrução da época é maravilhosa, mas o que mais delicia é a cintilante narrativa de Flavia.»
Publishers Weekly

«Só quem não gosta de heroínas jovens e precoces, dotadas de um vocabulário notável e de uma coragem plena de audácia, é que pode não gostar deste livro incrivelmente divertido. Ficamos à espera de mais, pela mão do talentoso Bradley.»
Booklist

«Bradley pega naquilo de que o leitor está à espera e subverte-o, presenteando-nos com um mistério inteligente, irreverente e muitíssimo dinâmico.»
Entertainment Weekly
Ler mais »

Follow on Facebook