Porto Editora | "Vento de Espanha" de João Pedro Marques

09:30

P.V.P.: 15,93 € 
(à data da publicação deste post)
Nº de Páginas: 336

Ritmo empolgante, rigor histórico e emoção são os ingredientes dos romances de João Pedro Marques, que desde a sua estreia, em 2010, tem vindo a conquistar os leitores. Desta vez, em Vento de Espanha, o autor leva-nos, pela mão do casal de protagonistas da história, até à década de 30, dos bairros tradicionais lisboetas, ao epicentro da Guerra Civil espanhola.

Sobre a obra:
Custódio é um camponês beirão que decide vir para Lisboa estudar.
Lurdes, uma lisboeta da Mouraria que sempre conseguiu recompor-se dos duros golpes da vida. Quando o caminho dos dois se cruza, a vida de ambos mudará para sempre.
A sua história inicia-se em Portugal e estende-se, depois, a uma Espanha mergulhada na Guerra Civil. É aí que Custódio e Lurdes vão entrelaçar os seus destinos com três outros personagens: o violento Zanelli, o tenente fascista para quem o brado ¡Viva la Muerte! é um lema de vida; a corajosa Maria del Carmen, uma madrilena das classes altas que se guia por princípios de humanidade num tempo em que a moderação desapareceu; e o sagaz Vorobiov, coronel soviético profundamente desiludido com os rumos da revolução bolchevique.
Vento de Espanha é um romance sobre amor e coragem, arrependimento e expiação. É também uma impressionante viagem à década de 1930. Seja nos bairros populares de Lisboa, seja na Espanha rasgada em dois, o leitor visitará as ilusões e desilusões políticas daqueles anos de ferro. E irá ver, acima de tudo, os encontros e desencontros das pessoas num mundo em profunda convulsão.


Sobre autor:
João Pedro Marques nasceu em Lisboa, em 1949. Foi professor do ensino secundário e, depois, durante mais de duas décadas, investigador do Instituto de Investigação Científica Tropical e Presidente do Conselho Científico desse Instituto, em 2007-2008. Doutorado em História pela Universidade Nova de Lisboa, onde lecionou durante a década de 1990, é autor de dezenas de artigos sobre temas de história colonial, e de vários livros, dois dos quais publicados em Nova Iorque e Oxford (The Sounds of Silence, 2006; e, em coautoria, Who Abolished Slavery? A debate with João Pedro Marques, 2010). Publicou o seu primeiro romance, Os Dias da Febre, em 2010.

Imprensa:
-

You Might Also Like

0 comentários

Follow on Facebook