Bertrand Editora | "O Sangue dos Inocentes" de Julia Navarro

17:00

P.V.P.: 17,91 € 
(à data da publicação deste post)
Nº de Páginas: 720


Sobre a obra:
Assim começa a crónica escrita por Frei Julián no século XIII sobre o cruel cerco a Montségur e a luta entre cátaros e católicos. Séculos depois, em 1939, um medievalista agnóstico empreende uma perigosa viagem por uma Berlim nazi, em busca da mulher de origem judia. Nos dias de hoje, um grupo de muçulmanos radicais imola-se em Frankfurt e deixa atrás de si uma mensagem críptica que coloca em estado de alerta o Centro Antiterrorista da União Europeia, cujos agentes - com o auxílio dos serviços secretos do Vaticano - tentam desvendar um enigma que parece unir a intolerância da Inquisição, o despotismo fascista e o integralismo islâmico numa só frase: «Um dia, alguém vingará o sangue dos inocentes.» 



Um muçulmano capturado por uma célula terrorista, um jesuíta especializado na heresia, um conde francês obcecado por uma dramática herança familiar, um homem misterioso - o Facilitador -, que na sombra manipula os fios do poder, bem como uma intrépida jovem dos serviços antiterroristas protagonizam este livro apaixonante acerca de vingança e traição, com o violento conflito entre Oriente e Ocidente como pano de fundo. No seu romance mais maduro e ambicioso, Julia Navarro surpreende-nos com uma aventura vertiginosa, que nos transporta a lugares como Jerusalém, Granada, Roma ou Istambul, e tenta aprofundar as causas do fanatismo religioso e da intolerância ao longo dos séculos.


Sobre autor:
Julia Navarro (Madrid, 1953) é jornalista e trabalhou ao longo da sua carreira na imprensa escrita, na rádio e na televisão. Autora das obras de actualidade política Nosotros, la transición; Entre Felipe y Aznar; La izquierda que viene e Señora presidenta, obteve um enorme sucesso com o seu primeiro romance, A Irmandade do Santo Sudário (Gótica, 2004), e alcançou os primeiros lugares de vendas um pouco por todo o mundo. Com o seu segundo romance, A Bíblia de Barro (Gótica, 2005), confirmou o seu êxito junto do público e da crítica. Estes dois títulos venderam até à data mais de dois milhões de exemplares em todo o mundo, e foram publicados em mais de vinte e cinco países, entre eles, Itália, Alemanha, Portugal, Rússia, Coreia, Japão, China, Reino Unido ou os Estados Unidos. 
Os seus romances mereceram os mais conceituados galardões: Premio Qué Leer para o melhor romance espanhol de 2004, VIII Premio dos Lectores de Crisol, Premio Ciudad de Cartagena 2004, Premio Pluma de Plata de la Feria del Libro de Bilbao 2005, Premio Protagonistas de Literatura e Premio Más Que Música de los Libros 2006. Os direitos de adaptação cinematográfica de A Irmandade do Santo Sudário já foram vendidos e, neste momento, a sua adaptação ao cinema encontra-se em fase de produção.

Imprensa:
-

You Might Also Like

0 comentários

Follow on Facebook