"O Ogre" de Jacques Chessex

julho 07, 2010

Disponível a partir de 16 de Julho


Autor: Jacques Chessex
P.V.P.: 13,14 € (aqui)
Data 1ª Edição: 2010
Nº de Edição:
ISBN: 978-989-676-024-3
Nº de Páginas: 160
Dimensões: 150 x 235 mm
Colecção: -
Editora: Sextante Editora, LDA
Recuperar um grande livro
O Ogre é a obra de referência de um dos mais reputados autores de língua francesa

Trinta e seis anos depois de ter sido editado pela primeira vez em Portugal, a Sextante tem o prazer de publicar uma nova edição de O ogre, de Jacques Chessex, romance vencedor do Prémio Goncourt em 1973. A obra daquele que é um dos mais reputados escritores de língua francesa da actualidade – é natural da Suíça – chega às livrarias a 16 de Julho.
Em 2007, a Sextante já havia publicado, do mesmo autor, O vampiro de Ropraz. Na altura, João Tordo considerou-o «uma pequena grande novela», uma narrativa «de humor subtil» e «escrita ao ritmo de um diário». Esta nova edição de O ogre devolve aos leitores portugueses a possibilidade de contactarem com a escrita do autor suíço (falecido em 2009, com 75 anos) e simultaneamente de conhecerem a sua obra mais aclamada.
Chessex, que em 2004 também venceu o Goncourt mas na vertente de poesia, aborda em O ogre o tema de um pai opressor, que não deixa de o ser mesmo após a morte.
Sinopse: Destruir o pai. Parece impossível para Jean Calmet, professor de Latim em Lausanne, na Suíça. Depois de assistir à cremação do pai, os fantasmas e as humilhações do passado voltam para o tiranizar. Neste livro, Jacques Chessex desenrola o fio de uma vida devorada por um ogre estrondoso que roubou o prazer da vida aos filhos e lhes fez pagar a sua cobardia. Um pai nunca morre…
Pré-publicação revista Os Meus Livros: disponível aqui.
  • Sobre Jacques Chessex:
Jacques Chessex (1934-2009) é um romancista, ensaísta e poeta suíço considerado como um dos escritores mais importantes da língua francesa. Recebeu em 1973 o Prémio Goncourt pelo romance O 0gre e, em 2004, o Prémio Goncourt de Poesia. Tem uma obra vasta e obteve também, em 2003, o Grande Prémio da língua francesa pelo conjunto da sua obra, e o Grande Prémio do Rayonnement français da Academia francesa. Foi condecorado em 2002 com a Legião de Honra. A Sextante Editora publicou anteriormente o seu romance O vampiro de Ropraz.

You Might Also Like

0 comentários

Follow on Facebook