"Reis que Amaram como Rainhas" de Fernando Bruquetas de Castro

julho 30, 2010

Para vos abrir o apetite, aqui fica um brinde da
Esfera dos Livros
a ser publicado em Setembro

Autor: Fernando Bruquetas de Castro
P.V.P.: 26,00 €
Data 1ª Edição: 2010
Nº de Edição:
ISBN: 978-989-626-242-6
Nº de Páginas: 360 + 16 extratextos
Dimensões: 160 x 235 mm
Colecção: História Divulgativa
Editora: Esfera dos Livros

Sinopse:
António Conti, filho de um mercador italiano, conquistou o coração de D. Afonso VI que gostava da presença de rapazolas, lacaios, escravos negros e mouros que foram deixando no leito real o aroma de exotismo. D. Pedro I ficou para a história como o amante viril de D. Inês de Castro, mas Fernão Lopes deixa clara a relação com o seu sensual escudeiro e a amizade com outros cavaleiros. Fernando Bruquetas de Castro conta-nos a história de imperadores, reis, políticos, membros da Igreja e das universidades que, ao longo dos séculos viveram a sua sexualidade de forma livre, contudo presa a simulações e a jogos de poder. Através destas personagens da vida pública de todos os tempos, este historiador conta-nos a história da homossexualidade, tantas vezes ocultada ou contada com muita timidez pela historiografia tradicional. Da amizade entre Gilgamés e Enkidu, ao desespero de Aquiles por Pátroclo, do apaixonado Alexandre que enlouqueceu com a morte do seu amado Hefestión, ao general Júlio César que procurava bonitos escravos em cada terra que conquistava, de Ricardo Coração de Leão que sucumbiu aos encantos de um trovador da corte, do delicado Maximiliano, imperador do México que viveu uma dolce vita e cuja morte em frente a um pelotão de fuzilamento continua envolta em mistério, ao famoso duque de Windsor que se deixou seduzir por Wallis Simpson e por um atractivo milionário norte-americano.

Sobre o autor:
Fernando Bruquetas de Castro é doutor em História pela Universidad de las Palmas de Gran Canária. Ganhou o prémio da melhor tese de doutoramento (1998-2000). Professor de História Moderna, lecciona História da Marginalização Social e História das Canárias. Autor e investigador, apresentou vários artigos e comunicações em congressos nacionais e internacionais, revelando aspectos inéditos da História Social e Económica do arquipélago das Canárias na Idade Moderna. Entre os seus livros publicados destacamos: La esclavitud en Lanzarote 1618-1650, Don Augustin de Herrera y Rojas, Primer marqués de Lançarote. A sua obra mais conhecida é o ensaio intitulado Outing en España, Los espanoeles salen del armário, editado em 2000.

. Obra original, baseada numa investigação histórica rigorosa e exaustiva que nos revela uma vasta galeria de homens, a sua história, os seus amores e desamores.
. Através destes personagens, o autor conta-nos a forma como viveram a sua (homos)sexualidade, tantas vezes ocultada ou contada com muita timidez pela historiografia tradicional.

You Might Also Like

0 comentários

Follow on Facebook