[Papiro Editora] Novidades para Janeiro

Ficam aqui as principais novidades literárias da Papiro Editora, para o mês de Janeiro:

Título: A Pomba e o Basilisco
Autor: Maria João Folques
ISBN: -
Preço:
12,90 €
Páginas:
156
Dimensões: - mm x - mm
Sinopse: Romance histórico cuja acção decorre no século XVII, A Pomba e o Basilisco comporta um conjunto de estórias que o acaso reuniu num mesmo caminho, narrativas coligidas por uma criatura igual a tantas outras: uma mulher que, ao encontrar-se perdida num tempo que teima em ser amotinado, acolhe as experiências que testemunha e, como todas as sobreviventes da sua espécie, aprende a manter a salvo a sua sanidade aguçando a mirada. É partindo deste olhar sábio, herdeiro de tradições, medos e hábitos ancestrais onde o real e o mágico se fundem que aqui se desenrola, página após página, uma trama densa e única que não deixará o leitor indiferente.


Título: Espuma dos Dias Úteis
Autor: Cristino Cortes
ISBN:
-
Preço:
14,40 €
Páginas:
152
Dimensões:
- mm x - mm
Sinopse: Autor de variadíssimas obras publicadas em diversos estilos, Cristino Cortes oferece-nos, agora, com Espuma dos dias úteis — Talvez Diário (1979 – 2009), que aqui se edita, um reflexo do seu extenso e profícuo percurso literário e um curioso registo de impressões de um escritor a tempo inteiro, atento ao mundo que o envolve e no qual procura deixar a sua marca.


Título: Margens para um Rio
Autor: A. M. Magalhães
ISBN: -
Preço: 11,80 €
Páginas: 96
Dimensões: - mm x - mm
Sinopse: Margens Para Um Rio apresenta-se-nos como um conjunto de impressões contadas que nos instigam a percorrer geografias internas e externas, memórias de sítios ou tempos longínquos e o sabor da corrente de uma vida que corre independente das suas margens marmóreas, que a fitam, contém e amparam.
Este é, portanto, um livro que emociona, apaixona e incita à reflexão escrito por quem tem já um longo percurso na área das letras.


Título: Sem Mundo
Autor: Diogo da Costa Ferreira
ISBN: -
Preço: 10,60 €
Páginas: 104
Dimensões: - mm x - mm
Sinopse: «Este livro de poesia representa, sobretudo, uma tentativa de descrever as relações inter-humanas e de encontrar os valores que as regem. E, é o sujeito poético e algumas das suas relações – familiares ou meramente sociais – que vão servir, pelo menos numa primeira fase (no primeiro capítulo), de exemplo.
Influenciado pelas correntes neo-realista e neo romântica, na escrita do autor está presente o sentimento de incompatibilidade do ser humano com o mundo em que vive e, consequentemente, a veemente esperança e aspiração de mudança e evolução.
“Sem Mundo” pretende ser um livro que instigue um processo de auto-reflexão em todos que o lêem. E pretende, também, ser um livro de intervenção social, na medida em que estimule a reconstrução da consciência moral do grupo, ou seja, da sociedade.»



Título: Os Aventureiros na China
Autor: Sandra Martins
ISBN: -
Preço: 11,80 €
Páginas: 88
Dimensões: - mm x - mm
Sinopse: Filipe, Ana, João e Catarina são jovens iguais a tantos outros. Porém, quando se conhecem numa longa viagem de cruzeiro estão longe de imaginar as aventuras que os esperam.
Ao chegarem a Pequim travam amizade com dois jovens chineses que lhes dão uma terrível notícia. Em estado de alerta, começam a fazer de tudo para desvendar o intrincado mistério.



Título: Luto Lento
Autor: João Negreiros
ISBN: -
Preço: 11,00 €
Páginas: 164
Dimensões: - mm x - mm
Sinopse: Tal como o seu livro anterior, luto lento não é apenas o Bilhete de Identidade de um grande poeta. É também o passaporte para um universo que tem, apesar de todas as fissuras dos anos, a capacidade de desenterrar os aromas, os sabores e as palavras como se tudo ainda soubesse a infância. Como se tudo ainda pudesse ser dito, escrito, com a voz e os gestos que libertamos quando todos os sonhos ainda são possíveis.


Título: Aqui, Entre Nós
Autor: Paulo Alexandre e Castro
ISBN: 978-989-636-534-9
Preço:
9,50 €
Páginas:
56
Dimensões:
150mm x 230mm
Sinopse: « Como Foucault nos ensinou a ver, a loucura tem sido um companheiro da cultura europeia desde a Idade Média. Paulo Alexandre e Castro coloca em cena três internados com a alienação mais perigosa de todas: a lucidez. Apenas um pequeno número de outros autores construíram personagens com excesso de lucidez. Pense-se, entre outros, em O Alienista, de Machado de Assis, ou em Os Físicos, de Dürrenmatt, a que poderíamos acrescentar o Dr. Mabuse, de Fritz Lang, ou o Dr. Strangelove, de Stanley Kubrick. Seria bom que algumas peças futuras nos auxiliassem a compreender o que em Aqui Entre Nós está já equacionado: será que a vida normal, lógica e bem organizada é, de facto, uma manifestação de loucura?»

Sobre autor: Paulo Alexandre e Castro é membro do Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa e da Sociedade Portuguesa de Ciências Cognitivas. Tem o Curso de Doutoramento em Estudos Filosóficos e o Curso de Doutoramento em Ciências da Linguagem e da Comunicação (FCSH-UNL), mestrado em Fenomenologia e Hermenêutica (FLUL) e Licenciatura em Filosofia (FLUL).
Autor do romance Loucura Azul (Fronteira do Caos, 2010), dos livros de poesia Gramática do @mor Tecnológico (Papiro Editora, 2009), Toda a poesia nua/ Coisas da morte (Chiado Editora, 2008), do livro de ensaio Metafísica da Imaginação (BonD-Quimera, 2006), e co-autor em diversas obras de carácter científico e literário.


Título: A Imprensa e a República
Autor:
Graça Fernandes
ISBN:
978-989-636-549-3
Preço:
16,30 €
Páginas:
144
Dimensões: 150mm x 230mm
Sinopse:
Graça Fernandes acentua as transformações que sofreram os principais órgãos de comunicação social e os ataques de que os mesmos foram alvo devido às alterações de regime (da Monarquia para a República) e, mesmo, dentro do regime republicano, aquando de governos totalitários e ditatoriais, como o de Sidónio Pais. Refere ainda a autora alguns dos nomes dos principais média conotados com diferentes áreas sociais, como no caso dos que trataram da emancipação da mulher, do cinema e também do desporto. Finalmente, no sentido de apresentar uma panorâmica mais precisa do ambiente político coevo, seleccionou dois jornais – A Monarquia e o República, que lutavam com as suas próprias armas pela defesa dos “puros” ideais que perfilhavam. Através da leitura de variadíssimas notícias desses jornais, cujo conteúdo sintetizou, será fácil ao leitor tirar as ilações mais contundentes sobre as forças que então se digladiavam no terreno.

Sobre autor: Graça Fernandes nasceu em Lisboa em 1945. Licenciou-se em Estudos Anglo-Americanos, pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, em 1975. Em 1993, fez o Mestrado de Ciências da Informação, pela Faculdade de Ciências Humanas da Univ. Católica Portuguesa. Concluiu, com distinção, o Curso de Jornalismo na Escola de Comunicação Assis Chateaubriand. Trabalhou nos CTT-Funchal como Especialista de Comunicação Social. Colaborou no Jornal da Madeira, no Posto Emissor do Funchal e na RTP-Madeira. Exerceu as funções de Directora Administrativa e de professora de inglês no Colégio Português de Kinshasa, na antiga República Democrática do Zaire, de 1990 a 1991. Em 1992, em Angola leccionou Cursos de Secretariado para a Sonangol e de Técnicas Administrativas para o Ministério do Petróleo. Depois da cisão dos CTT, integrou a Portugal Telecom onde permaneceu até 1998. Publicou, em 2008, a obra “A Verdade Madeirense e a Grande Guerra”.

[Papiro Editora] Novidades para Janeiro [Papiro Editora] Novidades para Janeiro Reviewed by Clube dos Livros on janeiro 05, 2011 Rating: 5

2 comentários:

Com tecnologia do Blogger.