"Rixa de gatos" de Eduardo Mendoza


Autor: Eduardo Mendoza
P.V.P.: 17,90 €
Data 1ª Edição: 2011
Nº de Edição:
ISBN: -
Nº de Páginas: 360
Dimensões: - x - mm
Colecção: -
Editora: Sextante Editora

Prémio Planeta 2010

Catalão Eduardo Mendoza vence galardão com Rixa de gatos, um romance passado na Madrid de 1936


A Sextante Editora publica, a 10 de novembro, Rixa de gatos, o mais recente romance do prestigiado Eduardo Mendoza, vencedor do Prémio Planeta 2010.
Passado na Madrid de 1936, Rixa de gatos cruza costumes, arte e uma revolução política, e trata a tragédia e a conspiração com o reconhecido estilo irónico e perspicaz do escritor. A título de curiosidade, «Gatos» é uma designação que se dá aos naturais de Madrid.
Desde o ano passado que a Sextante Editora iniciou a publicação regular dos livros de Eduardo Mendoza, tendo já editado A assombrosa viagem de Pompónio Flato e Três vidas de santos.


Sobre a obra:
Um perito de arte inglês, Anthony Whitelands, chega de comboio à Madrid fervilhante de 1936. A sua tarefa é autenticar um quadro desconhecido, que pertence a um amigo de José Antonio Primo de Rivera, fundador da Falange, quadro cujo valor pode ser fundamental para apoiar uma mudança política em Espanha. Turbulentos amores, retratos fiéis dos meios sociais da época e a atmosfera tensa de aventura e de conspiração que antecede a guerra civil que se aproxima marcam este notável novo romance de Eduardo Mendoza, onde o humor e a ironia se cruzam com a gravidade da tragédia.

Sobre autor:
Eduardo Mendoza nasceu em Barcelona em 1943. Escreveu entre outros romances A verdade sobre o caso Savolta (1975, Prémio da Crítica), O mistério da cripta assombrada, O labirinto das azeitonas, A cidade dos prodígios (1986, Prémio Cidade de Barcelona), Uma comédia ligeira (1996, Prémio de Melhor Livro Estrangeiro em Paris em 1998), A aventura do cabeleireiro de senhoras (2001, Prémio para o «Livro do Ano» do Grémio dos Livreiros de Madrid) e Maurício ou as eleições sentimentais (2006, Prémio de Romance da Fundação José Manuel Lara). Com Rixa de gatos venceu o Prémio Planeta 2010. A Sextante Editora iniciou, com A assombrosa viagem de Pompónio Flato e Três vidas de santos, a publicação regular em Portugal das obras de Eduardo Mendoza.

Imprensa:
Rixa de gatos, o romance ganhador do mais recente Prémio Planeta, pinta um panorama histórico com a ~enfase da inteligência, os perfis do cepticisco e o ritmo enlouquecido de certo tipo de vaudeville. Arte e vida, cães e gatos, obras de Velázquez e truculência política, num grande romance.
José-Carlos Mainer, «Babelia», El País

Invenção e estilo harmonizam-se numa história moldada com uma minúcia técnica que funciona com a precisão de um mecanismo de relojoaria.
ABC

Mendoza descreve com perfeição o turvo ambiente pré-guerra, as duas Espanhas, o clima de violência e o papel histórico da Falange de José Antonio Primo de Riviera naquele momento histórico. […] O melhor são as suas cenas de costumes que mostram como eram os bares de temática taurina, ou os jantares que faziam os espanhóis esquecer as tensões sociais.
Juan Luis Sánchez
"Rixa de gatos" de Eduardo Mendoza "Rixa de gatos" de Eduardo Mendoza Reviewed by Clube dos Livros on outubro 28, 2011 Rating: 5

Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.