"A Cruz de Morrigan" de Nora Roberts


P.V.P.: 16,97 € (aqui)
Data 1ª Edição: 2012
Nº de Edição:
ISBN: 9789897100253
Nº de Páginas: 352
Colecção: -
Editora:
Saída de Emergência

Em 2011, Nora Roberts esteve mais de 4 meses nos tops nacionais.

Uma batalha entre as forças do bem e do mal está prestes a começar. De um lado Lilith, a vampira mais poderosa do mundo. Do outro, a deusa Morrigan, que tudo fará para a travar com o seu círculo...


Sobre a obra:
Irlanda, século XII. O feiticeiro Hoyt está destroçado pela perda do seu irmão gémeo, transformado num vampiro pela poderosa Lilith. A deusa Morrigan está determinada a enfrentar Lilith e avisa Hoyt de que chegará um dia em que se formará um círculo de seis, destinado a enfrentar Lilith e salvar a Humanidade. Hoyt usa os seus poderes para viajar à Nova Iorque dos dias de hoje onde descobre o seu irmão, um homem bem-sucedido mas frio e cínico, e pede-lhe auxílio na luta contra Lilith. Mas o círculo não está completo sem os poderes mágicos da artista Glenna Ward. Hoyt não confia na magia dela, mas ambos farão tudo para alcançar os seus objetivos. E ao enfrentarem legiões de inimigos, apercebem-se de que o amor que cresce entre ambos poderá aumentar as probabilidades de derrotarem Lilith...

Ler excerto

Sobre autor:

Primeiros anos

Eleanor Marie Robertson nasceu a 10 de Outubro de 1950 em Silver Spring, Maryland, sendo filha única e a mais nova de cinco crianças. É de ascendência irlandesa, tendo ambos os seus pais antepassados irlandeses, e descreve-se a si própria como "Uma mulher irlandesa de gema". Na sua família são todos ávidos leitores, e por isso os livros sempre foram importantes na sua vida. Embora tivesse sempre criado histórias na sua cabeça, Roberts não escrevia quando era criança, a não ser ensaios para a escola. Diz que contava mentiras. "Mentiras muito boas - a minha mãe ainda acredita em algumas delas.". Frequentou uma escola católica e deve às freiras o sentido de disciplina que lhe foi incutido. Durante o seu segundo ano da escola secundária, Roberts foi transferida para uma escola pública local, Montgomery Blair High School, onde conheceu o seu primeiro marido, Ronald Aufdem-Brinke. Casaram-se, contra a vontade dos seus pais, em 1968, mal terminou o secundário.

O recém-casal instalou-se em Keedysville, Maryland. O marido de Roberts trabalhava no negócio de metal do seu pai antes de se juntar à companhia de electricidade dos pais de Nora Roberts. Ela permaneceu em casa com os seus filhos, Dan e Jason. Roberts considera estes como os seus anos de "Terra Mãe", e passou grande parte do tempo em actividades manuais, como cerâmica e costura. Em 1983, o casamento terminou em divórcio.

Actualidade

Roberts conheceu o seu segundo marido, Bruce Wilder, um carpinteiro, quando o contratou para construir as suas estantes de livros. Casaram-se em Julho de 1985. O marido é dono de uma livraria em Boonsboro, Maryland, de nome "Turn the Page Books". O casal é também dono do histórico Hotel Boone, que sofria renovações quando foi destruído por um incêndio em Fevereiro de 2008. Após gastarem 3 milhões de dólares em renovações, a Inn Boonsboro abriu em 17 de Fevereiro de 2009.

Nora Roberts acredita que seguir uma carreira de escritor requer disciplina: "Uma pessoa fica desempregada se pensa que só tem que se sentar e esperar que a musa aterre nos seus ombros". Concentra-se em um romance de cada vez, escrevendo oito horas por dia, todos os dias, mesmo nas férias. Em vez de começar com uma sinopse, Roberts começa por descrever um incidente importante ou personagem, ou cenário. Depois escreve um primeiro rascunho da história que contém os elementos essenciais do enredo. Após terminar o primeiro rascunho, Roberts volta ao início do romance. O segundo rascunho acrescenta os detalhes, a "textura e cor" da obra, assim como um desenvolvimento psicológico maior das personagens. Depois faz uma revisão final ao romance antes de enviá-lo para a sua agente, Amy Berkower. Escreve frequentemente trilogias, terminando os três livros de seguida para que possa acompanhar a evolução das personagens. Se possível, faz o mesmo com a série Mortal de J. D. Robb, escrevendo três livros de seguida antes de regressar aos romances contemporâneos. Todas as suas trilogias são publicadas em formato paperback, pois a autora acredita que a espera pelos livros de capa dura é demasiado longa.


Imprensa:

"As suas histórias despertam os sonhos de milhões de leitores."
Entertainment Weekly

"O grande dom de Nora Roberts é a sua habilidade em arrebatar o leitor para a vida das suas personagens... vevemos, amamos, sofremos e triunfamos com elas!"
Rendezvous

"Nora Roberts é uma artista da palavra. Pinta a sua história e as suas personagens com vitalidade e realismo."

Los Angeles Daily New

"A Cruz de Morrigan" de Nora Roberts "A Cruz de Morrigan" de Nora Roberts Reviewed by Clube dos Livros on fevereiro 03, 2012 Rating: 5

Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.