Editorial Presença | "Faraó" de Wilbur Smith

julho 12, 2018

17,01 € | 392 pág


Sobre livro:
Tamose, o velho Faraó, jaz mortalmente ferido. A antiga cidade de Luxor está cercada. O Egito parece estar perdido. Taita, um ex-escravo eunuco, filósofo, poeta e exímio estratega militar, agora general dos exércitos do Faraó Tamose prepara-se para o derradeiro e mais violento confronto com o inimigo. O Egito vive momentos de grande desespero. O desalento espalha-se pelos seus guerreiros. Porém, graças à astúcia e génio de Taita e ao auxílio de um antigo aliado, o curso dos acontecimentos muda e o exército egípcio acaba por derrotar e expulsar o inimigo do seu território. 


Mas ao regressar a Luxor, após a vitória, Taita é detido e acusado de traição. Tamose está morto e dá-se início a uma nova era. Utteric sucede a Tamose. É imaturo, fraco e cruel, e teme a influência de Taita na corte, especialmente a amizade deste pelo príncipe Ramsés, o seu irmão mais jovem e mais digno. Com Taita detido, Ramsés é forçado a fazer uma escolha: ajudar Taita a fugir da prisão ou mostrar-se impassível perante a tirania de Utteric. Para ele, todavia, não há outra opção senão libertar Taita, travar Utteric e assim poder salvar o Egito. 

Um romance intenso e poderoso em que Wilbur Smith, com a sua maestria, nos conduz desde o esplendor dos templos de Luxor à cidade-estado de Esparta, numa era de traição, sangue e glória.

Sobre autor:
Wilbur Smith nasceu em 1933, na Rodésia do Norte, atualmente República da Zâmbia. Tornou-se escritor a tempo inteiro em 1964 após a publicação de When the Lion Feeds, e desde então escreveu 40 livros. A sua obra encontra-se publicada em 60 territórios, tendo vendido cerca de 135 milhões de exemplares em todo o mundo.
Muitos dos seus romances foram adaptados ao cinema. Depois de A Lei do Deserto, Vingança de Sangue, No Rasto do Predador e O Deus do Deserto, a Editorial Presença publica Faraó, um romance magnífico e imperdível.

Imprensa:
«Muita aventura... Um romance grandioso que não dá tréguas ao leitor, tal é a sua carga de paixão, furor, traição, barbárie, emoção permanente e colorido puro e sublime.»
The Washington Post

«Um olhar extraordinário e irresistível sobre uma época do passado em que história e mito se confundiam.»
San Francisco Chronicle

«Um romance notável, de enorme sucesso internacional... Com descrições de grande brilhantismo e profusamente detalhadas da vida no antigo Egito.»
Mail on Sunday

«Uma magnífica reconstituição de uma civilização mítica... a recriação do ambiente local é fabulosa.»
Times Literary Supplement

You Might Also Like

0 comentários

Follow on Facebook