Bertrand Editora | "Morrer à Sombra das Palmeiras" de Heinz Konsalik

julho 12, 2018

14,94 € | 288 pág


Sobre livro:
Quando uma garrafa com uma mensagem surge numa praia alemã, todos julgam que só pode tratar-se de uma brincadeira. A mensagem, escrita por um tal Werner Bäcker, diz que, após uma violenta tempestade, ele sobreviveu numa ilha perdida do Pacífico. E precisa de ajuda.

Mas a história de Werner está longe de ser uma brincadeira. Perdeu a mulher e os três filhos num mar enraivecido e, embora a princípio apenas desejasse a morte, a vontade de viver prevaleceu. Agarrando-se à vida com todas as fibras do seu corpo e tendo como única companhia um albatroz, Werner aprende a viver sozinho e a amar a sua ilha.


O destino reserva-lhe contudo mais surpresas. Quando toda a esperança de regressar ao mundo dos homens desaparece do seu coração, eis que surgem sobreviventes de um naufrágio, um outro homem e uma mulher.
Os seus novos companheiros trazem para a ilha segredos desconcertantes. Conseguirá Werner lidar com os sentimentos que se geram e que mudarão uma vez mais, a sua vida para sempre?

Sobre autor:
Romancista alemão, Heinz Günter Konsalik nasceu a 28 de Maio de 1921, na cidade de Colónia. Filho único do diretor de uma companhia de seguros, começou desde muito cedo a escrever, preenchendo já aos dez anos de idade os seus cadernos escolares com romances de aventuras do faroeste, e aos quinze passou a publicar contos em publicações periódicas locais. 
Após ter concluído o ensino secundário, ingressou no curso de medicina da Universidade de Colónia e, depois da obtenção do seu diploma, seguiu Dramaturgia em Munique e Literaturas Germânicas na Universidade de Viena. 
Com a deflagração da Segunda Guerra Mundial, Konsalik serviu no exército alemão com uma patente de oficial, encarregado de formular relatórios. Destacado para a França e para a Frente Leste, foi ferido com gravidade algures no território soviético, vendo todo o seu trabalho recente ser confiscado pelas autoridades inimigas. 
Finda a guerra, Konsalik regressou à Alemanha, onde começou a exercer as funções de editor do departamento de teatro na "Liberator-Verlag". Em 1951 foi nomeado redator-chefe da publicação "Lustigen Illustrierten" e, a partir do ano seguinte, passou a trabalhar como escritor independente.
Em 1956 publicou o seu primeiro grande romance de sucesso, com o título "Der Arzt Von Stalingrad". Baseando-se nas experiências de guerra do próprio autor, a obra obteve um volume de vendas considerável, estebelecendo-o definitivamente como romancista. Escritor prolífico, Konsalik escreveu em toda a sua vida mais de uma centena e meia de livros, alguns dos quais mereceram tradução em cerca de quarenta e dois idiomas, e dos quais se podem destacar, a título de exemplo, "Liebesnächte in der Taiga" (1966), "Frauenbataillon" (1981) e "Hipnosearzt" (1999). 
Sofrendo de diabetes crónico, o autor faleceu a 2 de Outubro de 1999, em Salzburgo.

Imprensa:
-

You Might Also Like

0 comentários

Follow on Facebook