"Saga - Terras de Corza” de Madalena Santos

janeiro 08, 2011

Mada­lena No­gueira dos Santos, na­tural da Maia, nasceu em Maio de 1987 e é licen­ciada na Fa­cul­dade de Di­reito da Uni­ver­si­dade do Porto, es­tando ac­tu­al­mente a ini­ciar a car­reira em Ad­vo­cacia e a tirar o Mes­trado em Empresa e Ne­gó­cios na Fa­cul­dade de Di­reito da Universi­dade Ca­tó­lica do Porto. E como os livros significam-lhe muito, criou e coordena hoje a Biblioteca de Nogueira da Maia, cuja abertura está prevista para os próximos dois anos, com o apoio da Junta de Freguesia e de muitas contribuições particulares.
Cedo de­mons­trou um es­pe­cial gosto pela his­tória, primeiro re­flec­tindo as suas cri­a­ções no de­senho, até que, por volta dos 12 anos, des­co­briu o fas­cínio pela palavra.
Par­ti­cipou em con­cursos li­te­rá­rios no Jornal Co­mércio do Porto, na secção Cantinho do Ni­colau, sendo pu­bli­cados os seus tra­ba­lhos.

TERRAS DE CORZA

Os seus pri­meiros es­boços de nar­ra­tiva longa de­sen­vol­veram um grupo de persona­gens que va­gueava numa di­mensão pa­ra­lela onde a magia rei­nava lado a lado com seres ima­gi­ná­rios, mas, por volta dos 15 anos, de­cidiu aban­donar o projecto que já con­tava com cen­tenas de pá­ginas para se de­dicar a uma ideia que discreta­mente lhe en­can­tara a ima­gi­nação: as Terras de Corza.
Du­rante dois anos, cons­truiu a in­triga do pri­meiro livro, que, assim que ficou com­pleto, des­cansou numa es­tante du­rante quase um ano. A se­gunda obra da mesma saga já ocu­pava as suas horas vagas, quando, por su­gestão da fa­mília, Ma­da­lena No­gueira dos Santos en­viou o pri­meiro ori­ginal às Edi­ções Gai­livro, em busca de uma opi­nião pro­fis­si­onal para cor­rigir os seus erros e evo­luir na expressão es­crita. Para sua sur­presa, em três meses, a Edi­tora propôs a pu­bli­cação d’O Dé­cimo Ter­ceiro Poder, cujo lan­ça­mento foi ce­le­brado em 2006. Após dois anos e meio de tra­balho, A Coroa de Sangue surgiu como o se­gundo vo­lume da te­tra­logia e, em 2007, foi edi­tado. Em 2008, a Edi­tora juntou-​se com Grupo Leya, adi­ando o ter­ceiro lan­ça­mento para o ano se­guinte; em Junho de 2009, por fim, o livro As Tribos do Sul foi pu­bli­cado.
O quarto e úl­timo vo­lume, com o tí­tulo Os Doze Reinos, chegou às li­vra­rias em Julho de 2010, tendo en­trado di­rec­ta­mente no TOP 10 Os Mais Ven­didos Fantástico & FC da FNAC, onde se man­teve por quatro se­manas con­se­cu­tivas, para, logo a se­guir, ser imi­tado pela se­gunda obra da saga, A Coroa de Sangue.

PARTICIPAÇÕES LITERÁRIAS

Nas edi­ções de 2006, 2007, 2008 e 2009, foi Júri do Con­curso Li­te­rário pro­mo­vido pela Câ­mara Mu­ni­cipal da Maia, que contou com par­ti­ci­pa­ções in­ter­na­ci­o­nais em cres­cendo. Em 2009, foi Júri do I Con­curso “Novos Ta­lentos Li­te­rá­rios” or­ga­ni­zado pela Fe­de­ração Aca­dé­mica do Porto, em con­junto com o es­critor Ri­chard Zimler, e mais uma vez em 2010, em par­ceria com a Dra. Joana Matos Frias, do­cente da Fa­cul­dade de Le­tras da Uni­ver­si­dade do Porto.
Foi au­tora con­vi­dada no Fórum Fan­tás­tico, evento de­di­cado à li­te­ra­tura fan­tás­tica e ficção ci­en­tí­fica que se re­a­liza em Lisboa, nas edições de 2006 e de 2010.
Nos primeiros dias de 2011, foi anunciado que venceu o Prémio "Autor(a) Português do Ano - Fantasia" dos My Imaginarium Awards 2010, após o apuramento dos votos virtuais, enquanto a Gailivro arrecadou todos os primeiros lugares nas categorias para Editoras.
Em Abril de 2011 realizar-se-á o evento "Conversas Imaginárias no Porto", que, no fim-de-semana, reunirá autores de várias artes (literatura, desenho, fotografia, concept art, curta-metragens, etc.) influenciados pelo Fantástico, em cuja organização se conta a Autora das Terras de Corza.

MEDIA

Desde a pri­meira pu­bli­cação, Ma­da­lena No­gueira dos Santos tem apa­re­cido em todo o tipo de vias de co­mu­ni­cação (clicar em “Co­mu­ni­dade”).
Em Julho de 2010, foi a au­tora por­tu­guesa en­tre­vis­tada no 1.º POD­CAST na­ci­onal do mundo li­te­rário, da 1001 Mundos (ouvir aqui) e, também visitado dezenas de escolas, livrarias e bibliotecas, apresentando os seus livros e incentivado os mais jovens a ler e a escrever.
Em Outubro do mesmo ano, foi lançado o 1.º BOOKTRAILER nacional do mundo fantástico, que aborda os quatro livros Terras de Corza, onde Madalena Santos surge como uma contadora de histórias. (link)

OUTRAS PAIXÕES

Outra sua paixão é a mú­sica. Con­cluiu com dis­tinção o curso de te­clado electrónico na Es­cola de Mú­sica Fer­nando Car­neiro e fez parte do Coro Sé­nior da Associação Académica e Cul­tural de Er­me­sinde. Muito re­cen­te­mente, tem experimentado a di­versão de uma banda de amigos… E de­cidiu aprender canto e piano na Aca­demia Régia.
Foi ele­mento In­te­ract do Clube Ro­tary de Er­me­sinde. Hoje, é Vo­lun­tária de Apoio Geral da Cruz Ver­melha Por­tu­guesa, nú­cleo da Maia, e ele­mento do Banco do Tempo de Va­longo.
(Fonte: www.madalenasantos.com)




Autor: Madalena Santos
P.V.P.: 18,07 €
Data 1ª Edição: 2010
Nº de Edição:
ISBN: 978-989-557-765-1
Nº de Páginas: 440
Dimensões: 157 x 235 mm
Colecção: Terras de Corza
Editora: Gailivro
Madalena Santos está de volta! “OS DOZE REINOS” é o quarto e úl­timo livro da Saga “Terras de Corza”, que promete um final extraordinário e inesquecível.
Sobre a obra:
Numa era pri­mi­tiva e vi­o­lenta, onde povos rudes são vi­zi­nhos de Cidades em franca as­censão, os clãs da Re­gião de Unar tentam concentrar as suas forças no Pri­meiro Rei.
Um bando de amigos que vive na orla dos Pân­tanos de Unar desde cedo se vê portador de um des­tino re­cheado de vi­tó­rias e glória eterna. Após uma longa campanha de duras pro­va­ções, um deles, Tel­dius, é co­roado e inicia uma longa fase de con­quistas. Porém, os ini­migos são muitos e di­ver­si­fi­cados e, no Sul, as Ci­dades revelam-​se prós­peras, evo­luídas e ha­bi­tadas por ad­ver­sá­rios su­pe­ri­ores.
As trai­ções al­teram o ca­minho dos Guer­reiros de Unar e, no meio de tantos ho­mens cujo ânimo se ba­seia na fe­ro­ci­dade dos lí­deres, Corza eleva-​​se até os ini­migos temerem o seu nome. A odis­seia pros­segue até aos reinos lon­gín­quos, onde ce­ná­rios co­lo­ridos e exó­ticos os esperam para in­trigas entre po­de­rosos que ma­ni­pulam co­roas e de­finem o fu­turo a seu bel-​prazer.

Autor: Madalena Santos
P.V.P.: 18,07 €
Data 1ª Edição: 2009
Nº de Edição:
ISBN: 978-989-557-593-0
Nº de Páginas: 448
Dimensões: 154 x 235 mm
Colecção: Terras de Corza
Editora: Gailivro
Depois de O DÉ­CIMO TER­CEIRO PODER (2006) e A COROA DE SANGUE (2007), segue-​se na saga Terras de Corza o livro AS TRIBOS DO SUL, ex­plo­rando novos ca­mi­nhos, fo­cando mais aten­ções no con­flito psicológico da per­so­nagem prin­cipal e en­ri­que­cido por es­ton­te­antes cená­rios an­ta­gó­nicos.
Sobre a obra:
O novo ho­ri­zonte de­cora uma época de mu­dança; os pri­meiros automóveis pas­seiam-​se em ci­dades de cha­minés fu­me­gantes, que gritam por mais re­cursos, para um maior pro­gresso. Pela pri­meira vez, as Terras de Corza galgam as suas fron­teiras, nessa busca fre­né­tica, cru­zando-​se com os povos do Sul, que, ainda amando a na­tu­reza virgem, er­guem de­fesas de­ses­pe­radas. Ty­rawen, filha de um De­pu­tado, faz parte da vaga de ex­plo­ra­dores, mas, quando menos es­pera, a experi­ência de um rapto al­tera-​lhe o rumo: uma pro­messa por cum­prir fá-la en­tregar-​se ao mis­ti­cismo das tribos, que a con­verte na representação de uma di­vin­dade. As Terras de Corza pre­tendem descredi­bi­lizá-​la; mas serão ca­pazes de negar a força das crenças primitivas? O fu­turo irá traçar-​se res­pei­tando os mais an­tigos ou derrubando uma civilização…

Autor: Madalena Santos
P.V.P.: 17,07 €
Data 1ª Edição: 2007
Nº de Edição:
ISBN: 978-989-557-594-7
Nº de Páginas: 532
Dimensões: 155 x 236 mm
Colecção: Terras de Corza
Editora: Gailivro
A Coroa de Sangue con­vida-​nos a um re­gresso às Terras de Corza, num am­bi­ente pa­la­ciano de fim do Ab­so­lu­tismo, onde as pri­meiras ideias do Li­be­ra­lismo ator­mentam o dia a dia.
Sobre a obra:
Eiron, so­brinho do conde de Am­broc, luta para se li­vrar das manipulações que ex­pe­ri­men­tara até à morte do seu tio. Porém, o jogo de in­fluên­cias não ter­mina pe­rante o lugar vago no trono e, sem se conformar, é exi­lado. Longe dos ten­tá­culos dos cons­pi­ra­dores, pro­voca uma au­tên­tica guerra civil para re­velar o se­gredo he­di­ondo do re­gi­cídio. Con­tudo, não será capaz de se de­sem­ba­raçar do le­gado san­grento das suas raízes…

Autor: Madalena Santos
P.V.P.: 17,07 €
Data 1ª Edição: 2006
Nº de Edição:
ISBN: 978-989-557-273-1
Nº de Páginas: 546
Dimensões: 155 x 230 mm
Colecção: Terras de Corza
Editora: Gailivro
O Dé­cimo Ter­ceiro Poder inicia uma saga de quatro ro­mances históricos/fan­tás­ticos que ex­plora um mundo ima­gi­nado – as Terras de Corza – ca­rac­te­ri­zado por ele­mentos do quo­ti­diano de di­fe­rentes épocas, à luz da His­tória da Eu­ropa Me­ri­di­onal me­di­e­va­lesca.
Sobre a obra:
Ne­ferlöen é uma jovem don­zela, filha adop­tiva do Rei de Le­vi­onda, que, face a um ini­migo sem rosto, vê-se su­bi­ta­mente pro­mo­vida a representante do seu tutor nas terras do sul do Reino. Sem nunca deixar a sua fa­ceta fe­mi­nina, afirma-​se uma di­plo­mata num mundo de ho­mens e uma au­tên­tica guer­reira de es­pada em riste. Con­segue, com a sua pe­rícia, con­ci­liar as am­bi­ções dos vá­rios tronos das Terras de Corza e o seu des­tino será de­fi­nido pelo se­gredo da sua pa­ter­ni­dade.

You Might Also Like

0 comentários

Follow on Facebook