SdE | "O Despertar" de Cthulhu de Lovecraft e François Baranger

27,70 €
COMPRAR NA BERTRAND
Comprar na Bertrand



Sobre livro:
Boston, 1926. Depois da morte, em circunstâncias estranhas, do seu tio-avô, Francis Thurston descobre nos documentos que herdou a existência de uma seita que venera uma criatura inominável, adormecida há milhões de anos. Sacrifícios indescritíveis praticados nas docas do Luisiana, mortes misteriosas em vários locais do globo, artistas assolados pela demência depois de visões nocturnas terríficas e, sobretudo, uma cidade ciclópica que surge do oceano depois de uma tempestade… Pouco a pouco, Thurston descobre que as investigações do seu tio-avô relacionadas com o culto a Cthulhu são mais verdadeiras do que imaginava e que, nas sombras, os seguidores do deus pagão se preparam para o acordar, prontos para trazer a loucura e a destruição ao mundo. Os astros estão alinhados? Estará o fim próximo?

Lovecraft escreveu nos anos 20 do século xx uma das mais famosas histórias da literatura fantástica americana. Cthulhu, o grande ancião que sonha e que espera nas profundezas do abismo do oceano negro, tornar-se-á por si próprio o símbolo de todo o universo criado pelo autor de Providence, e ganha vida nestas páginas ilustradas pelo reconhecido François Baranger. Fascinado desde sempre por esta obra povoada por criaturas que espreitam dos recantos mais sombrios e por Anciães titânicos cujo único olhar é suficiente para nos fazer mergulhar na loucura, François Baranger, ilustrador reconhecido mundialmente pelos seus talentos de concept artist para cinema e videojogos, começou a trabalhar na tarefa «ciclópica» de reproduzir em imagem os principais contos de H. P. Lovecraft.

Sobre autor:
François Baranger nasceu em 1970 e é um artista de múltiplos talentos. Ilustrador, trabalha principalmente como concept artista para cinema (Harry Potter, A Bela e o Monstro) e videojogos (Heavy Rain, Beyond: Two Souls). É igualmente responsável pelas capas de vários romances. Em 2013 publicou o seu primeiro romance de ficção científica, Dominium Mundi, e em 2017 o thriller L’Effet Domino. Foi na adolescência que descobriu Lovecraft. Desde essa altura que se apaixonou pelo universo do fantástico em geral, e particularmente pelo do solitário de Providence. Depois de sonhar durante vários anos com uma versão ilustrada dos contos de Lovecraft, decidiu lançar-se nesta aventura começando pelo mais célebre, O Despertar de Cthulhu.

Howard Phillips Lovecraft (1890-1937) nasceu e morreu em Providence (Estados Unidos da América). Não há qualquer dúvida de que é o escritor de horror mais influente do século XX. Durante a sua vida, publicou as suas histórias apenas em revistas baratas, mas depois da sua morte tornou-se num autor de culto, reconhecido unanimemente, e a sua obra foi objeto de vários estudos universitários. O seu universo único e aterrador nunca deixou de inspirar gerações de escritores, de cineastas, de pintores, de músicos e de criadores de jogos, de Stephen King a Clive Barker, passando por H. R. Giger e Metallica. A obra de Lovecraft centra-se em entidades cósmicas cuja presença secreta na nossa realidade é tão inconcebível que condena à loucura aqueles que a descobrem. O Despertar de Cthulhu é a sua obra mais conhecida.

Imprensa:
-
SdE | "O Despertar" de Cthulhu de Lovecraft e François Baranger SdE | "O Despertar" de Cthulhu de Lovecraft e François Baranger Reviewed by Clube dos Livros on setembro 11, 2019 Rating: 5

Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.