Novidades

Fábula | "Robot em Fuga" de Peter Brown

fevereiro 25, 2019

12,59 € | 288 pág


Sobre livro:
Conseguirá Roz ultrapassar os desafios impostos pela civilização?

Os caçadores de robots aparecem e Roz vai ter de sair da ilha selvagem. Felizmente encontra abrigo na Quinta Hilltop.
O tempo vai passando e Roz afeiçoa-se aos animais e às crianças, mas continua a sentir falta da sua vida anterior, da ilha, do seu filho e de todos os animais que se tornaram a sua família.
Alguns meses depois, com a ajuda dos seus novos amigos, Roz consegue escapar e junta-se ao filho, que, entretanto, descobrira a sua nova morada.
E é então que a verdadeira aventura começa. Tudo parece acontecer no caminho de regresso a casa.
Mais uma vez, esta aventura de Roz toca temas como o amor incondicional, a identidade, a coragem e a luta pela sobrevivência.

Sobre autor:
Peter Brown sempre gostou de contar histórias. Depois de se licenciar no Art Center College of Design, em Nova Jérsia, mudou-se para Nova Iorque, para estar mais perto do universo editorial.

Seis livros da sua autoria tornaram-se bestsellers e estão traduzidos em várias línguas. Em Portugal, os três livros de Peter Brown já publicados estão no Plano Nacional de Leitura: O Jardim Curioso (ed. Editorial Caminho, 2010), A Minha Professora É um Monstro! (ed. Orfeu Negro, 2014) e O Sr. Tigre Torna-se Selvagem (ed. Orfeu Negro, 2016).
Imprensa:
«Um Robinson Crusoé do futuro.»
Wall Street Journal
Ler mais »

Novidades

Bertrand Editora | "Negro como o Mar" de Mary Higgins Clark

fevereiro 15, 2019

14,94 € | 272 pág


Sobre livro:
O cruzeiro prometia ser sublime. Mas logo depois de levantar a âncora, o luxuoso Queen Charlotte torna-se o palco de um misterioso assassínio: o de Lady Em, uma rica octogenária. O seu inestimável colar de esmeraldas, supostamente pertencente a Cleópatra, desapareceu... O culpado está, sem dúvida, a bordo. Mas quem é? O seu secretário aparentemente dedicado? O jovem advogado que queria persuadir Lady Em a devolver o colar ao Egito, enquanto seu legítimo dono? Ou Celia Kilbride, a gemóloga que se relacionou com a velha senhora? 

A lista de suspeitos cresce enquanto o Queen Charlotte rasga as ondas e o cruzeiro se transforma em drama. Preparemo-nos para embarcar num cruzeiro capitaneado por uma surpreendente Mary Higgins Clark e do qual é possível não regressar.

Sobre autor:
Mary Higgins Clark é autora de mais de trinta romances que obtiveram um êxito assinalável, tendo vendido mais de 150 milhões de exemplares dos seus livros em todo o mundo.
Foi secretária e hospedeira, mas depois de se casar dedicou-se à escrita. Com a morte prematura do marido, que a deixou com cinco filhos pequenos, a autora investiu na escrita de guiões para rádio e, depois, nos romances. Rapidamente se tornou um dos grandes nomes da literatura de suspense, conquistando os tops de vendas, a crítica e os fãs.
Foi eleita Grand Master dos Edgar Awards 2000 pela Mystery Writers of America, que também lançou um prémio anual com o seu nome. Já foi presidente da Mystery Writers of America, bem como do International Crime Congress.
Imprensa:
-
Ler mais »

Novidades

Bertrand Editora | "Jogos Cruéis" de Jodi Picoult

fevereiro 15, 2019

17,91 € | 528 pág


Sobre livro:
O juiz repetiu,: «Admite que teve conscientemente contato sexual com Catherine Marsh para satisfazer os seus próprios desejos» «Sim, Meritíssimo», respondeu Jack com uma voz que continuava a não ser a dele.

Jack St Bride, um bonito rapaz de trinta e um anos que acaba de cumprir pena por um crime sexual que não cometeu contra uma adolescente, decidiu refazer a vida na primeira cidade onde o seu instinto lhe disse para parar. Mas o passado não se apaga tão facilmente quanto queremos. Em Salem Falls, cidade maldita onde, em 1692, as famosas bruxas com o mesmo nome foram perseguidas... o destino tem reservado para Jack um desafio cruel.
Sobre autor:
Jodi Picoult nasceu e cresceu em Long Island. Estudou Inglês e Escrita Criativa na Universidade de Princeton e publicou dois contos na revista Seventeen enquanto ainda era estudante. O seu espírito realista e a necessidade de pagar a renda levaram-na a ter uma série de empregos diferentes depois de se formar: trabalhou numa corretora e numa editora, foi copywriter numa agência de publicidade e foi professora de inglês. Em 2003, foi galardoada com o New England Bookseller Award for Fiction e a esta consagração muitas outras se seguiram. Com mais de catorze milhões de exemplares vendidos, está traduzida em 34 idiomas.

Imprensa:
«Uma mistura escaldante de cidade pequena, sexo e mistério.»
People
Ler mais »

Novidades

SdE | "O Navegador" de Paul Kemprecos e Clive Cussler

fevereiro 15, 2019

15,93 € | 400 pág


Sobre livro:
A equipa NUMA está de volta com uma aventura surpreendente através do tempo e do espaço que poderá transformar o mundo para sempre. Há alguns anos, uma antiga estátua fenícia conhecida como O Navegador foi roubada do Museu de Bagdad, e agora há homens dispostos a tudo para lhe deitarem as mãos. A primeira vítima é um negociante de antiguidades, assassinado a sangue-frio. Não fosse a ajuda atempada de Austin e Zavala, e a segunda vítima, um investigador da ONU, estaria num túmulo aquático. 

Austin questiona-se o que tem de tão especial aquela estátua. A busca por respostas vai levar a equipa NUMA numa odisseia surpreendente através do tempo e do espaço, que envolve os tesouros perdidos do rei Salomão, um misterioso pacote de documentos codificado pessoalmente por Thomas Jefferson e um projeto científico secreto que poderá transformar o mundo para sempre. E isso antes de as surpresas começarem…

Sobre autor:
Paul Kemprecos nasceu em 11 de Março de 1939 e é jornalista e um escritor de thrillers de aventura e mistério, sobretudo relacionados com achados arqueológicos e com determinados períodos da história. Já ganhou um Shamus Award pela sua obra de ficção de seis títulos de aventura submarina. Começou a colaborar com Clive Cussler depois de este último fazer uma crítica muito positiva a um dos seus livros. Desde então a colaboração manteve-se para a colecção NUMA.

Clive Cussler cresceu em Alhambra, Califórnia. Alistou-se na Força Aérea durante a Guerra da Coreia, onde cumpriu serviço como mecânico, engenheiro e técnico de voo. No regresso tornou-se diretor criativo em duas agências de publicidade multinacionais, onde ganhou vários prémios. Cussler escreve desde 1965 e fundou a NUMA (National Underwater & Marine Agency), uma organização não-lucrativa para investigação da História Marítima e Naval. Hoje divide o seu tempo entre as montanhas do Colorado e os desertos do Arizona.

Imprensa:
-
Ler mais »

Novidades

Quetzal Editores | "A Arte Sueca de Deixar a Vida em Ordem" de Margareta Magnusson

fevereiro 15, 2019

13,95 € | 160 pág


Sobre livro:
Depois da arte de viver sueca e dinamarquesa, um livro essencial: como preparar a nossa casa (e a nossa vida) para a grande viagem? Como libertar-se - a si e à sua família - de uma vida de desordem.
Na Suécia, há uma espécie de arrumação doméstica chamada döstädning, em que dö significa «morte» e städning significa «limpeza». Esse processo surpreendente e revigorante de eliminação de pertences desnecessários pode ser realizado em qualquer idade ou fase da vida, mas deve ser feito mais cedo do que tarde, antes que outros tenham de fazer isso por nós. 

Em A Arte Sueca de Deixar a Vida em Ordem, a artista Margareta Magnusson - com humor e sabedoria escandinavos - instrui os leitores a abraçar o minimalismo e a preparar o caminho para a grande viagem. O seu método para deixar as coisas em ordem - radical e alegre - ajuda as famílias e torna o processo edificante em vez de esmagador. É desta maneira que a autora resume o objetivo deste livro: «A única coisa de que podemos ter a certeza é que só a morte é certa, para todos, sem exceção. Mas, antes que ela aconteça, podemos tentar fazer quase tudo.»

Sobre autor:
-

Imprensa:
-
Ler mais »

Novidades

Caminho | "Os Dois Irmãos" de Germano Almeida

fevereiro 15, 2019

12,51 € | 256 pág


Sobre livro:
Os Dois Irmãos inspira-se numa história verídica. 

André, caboverdiano emigrante em Lisboa, recebe uma carta do pai a dizer-lhe que João, o seu irmão mais novo, se tinha envolvido com a sua mulher e a exigir-lhe que regresse para que limpe a desonra que tinha caído sobre a família.

A pressão do pai e da própria aldeia vai constituir uma terrível força que o leva a matar o irmão, por quem tinha enorme amizade e ternura.

Um conflito entre as leis atuais e uma lei ancestral não escrita, mas aceite pela comunidade, talvez até mais poderosa.

Sobre autor:
Germano Almeida nasceu na ilha da Boa Vista em 1945. Licenciou-se em Direito na Universidade Clássica de Lisboa. Vive em São Vicente onde, desde 1979, exerce a profissão de advogado. 
Publica as primeiras estórias na revista Ponto & Vírgula, assinadas com o pseudónimo de Romualdo Cruz. Estas estórias foram publicadas em 1994 com o título A Ilha Fantástica, que, juntamente com A Família Trago, 1998, recriam os anos de infância e o ambiente social e familiar na ilha da Boa Vista. Mas o primeiro romance do autor foi O Testamento do Sr. Napumoceno da Silva Araújo, em 1989, que marca a rutura com os tradicionais temas cabo-verdianos.
O Meu Poeta, de 1990, Estórias de Dentro de Casa, de 1996, A Morte do Meu Poeta, de 1998, As Memórias de Um Espírito, de 2001 e O Mar na Lajinha, de 2004, formam o que se pode considerar o ciclo mindelense da obra do autor. 
Mais recentes são os livros A Morte do Ouvidor, de 2010, e Do Monte Cara Vê-se o Mundo, de 2014, Regresso ao Paraíso, 2015 e O Fiel Defunto, 2018 também editados na Caminho.
Tem obras publicadas no Brasil, França, Espanha, Itália, Alemanha, Suécia, Holanda, Noruega e Dinamarca, Cuba, Estados Unidos, Bulgária, Suíça.
Em 2018 vence o Prémio Camões.

Imprensa:
-
Ler mais »

Novidades

Topseller | "Dor Fantasma _ Henning Juul - Livro 2" de Thomas Enger

fevereiro 14, 2019

17,99 € | 400 pág



Sobre livro:
Há dores que matam. 
Mas uma dor fantasma pode ser ainda mais excruciante.

Tore Pulli, um gângster sueco a operar no submundo de Oslo, é acusado de um crime brutal que afirma não ter cometido. Tore está determinado a provar a sua inocência, o que o leva a contactar Henning Juul, um repórter criminal que regressou ao trabalho dois anos após o incêndio que lhe deixou lesões e lhe vitimou o filho. Se Henning ajudar Tore a provar a sua inocência, este garante que lhe dará informações relativamente ao trágico incêndio.

Algumas semanas depois, Tore é morto na prisão. Agora, mais do que nunca, Henning quer descobrir a verdade e fazer justiça, tanto para Tore como para si próprio. Ao iniciar a investigação, rapidamente percebe que a vida de várias pessoas está em risco, incluindo a sua.

À medida que os acontecimentos vão seguindo um rumo mortal, o repórter vê-se no rasto de uma perigosa rede criminosa internacional. Mas Henning está disposto a tudo para resolver o mistério da morte do seu filho. Uma perda que lhe dói como se tivesse sido privado da parte mais importante de si.

Sobre autor:
Thomas Enger, norueguês, é um autor bestseller de policiais. 
Formou-se em Jornalismo, tendo trabalhado nove anos no jornal online Nettavisen, mas sempre ambicionou escrever livros de ficção. 
Em Chamas, o seu romance de estreia, foi um verdadeiro êxito internacional de vendas, tendo sido traduzido em 28 países. 
Este é o primeiro de uma série de cinco livros centrados na personagem Henning Juul, jornalista que se destaca num mundo corrupto e dominado pela criminalidade em que as notícias surgem a uma velocidade vertiginosa. 
Os direitos para a adaptação da série ao cinema já foram vendidos. 
Vive em Oslo e, além de escrever, também compõe música.

Imprensa:
«Enger é um talento raro e forte no género policial.»
The Independent

«Uma história sombria e habilmente construída.»
Kirkus Reviews
Ler mais »

Novidades

Harper Collins | "A Fronteira" de Don Winslow

fevereiro 14, 2019

21,51 € | 756 pág


Sobre livro:
Don Winslow apresenta-nos uma nova geração de narcotraficantes e de polícias que os combatem, de traficantes da rua, de viciados, de políticos, de magnatas imobiliários e até dos simples jovens que fogem para encontrar uma oportunidade para viver num novo país.

Sobre autor:
Don Winslow, nascido em Nova Iorque e ex-detetive privado, é autor de quinze romances policiais, de entre os quais destacamos The Power of the Dog, California Fire and Life, The Death and Life of Bobby Z, The Kings of Cool e as séries Neal Carey e Boone Daniels. Do mesmo autor, a Porto Editora publicou Selvagens, considerado um dos melhores livros de 2010 e adaptado ao cinema por Oliver Stone, e O Inverno de Frankie Machine.

Imprensa:
-
Ler mais »

Novidades

SdE | "A Casa do Lago" de Ella Carey

fevereiro 14, 2019

14,94 € | 240 pág


Sobre livro:
Anna Young está satisfeita com a sua vida bem-sucedida em São Francisco. Mas o seu mundo é virado do avesso quando o seu avô, Max Albrecht, revela um segredo surpreendente: Anna é a herdeira de uma família aristocrática que perdeu tudo durante a Segunda Guerra Mundial. Há mais de setenta anos, Max foi forçado a deixar para trás a sua vida e um precioso objeto na sua propriedade na antiga Prússia. E agora quer que Anna o recupere. 

Anna acede ao pedido do avô e viaja para a Alemanha, impaciente por obter respostas: O que poderá ser assim tão importante para o seu avô? E por que razão ocultou a sua história? A busca leva-a a Wil, um homem que pode deter a chave para desvendar o mistério. Juntos descobrem que os segredos da família estão ligados a um apartamento abandonado em Paris… e que esses segredos têm raízes mais profundas do que alguma vez imaginaram.

Sobre autor:
Ella Carey é uma confessa francófila que quase pode chamar a Paris a sua segunda casa. Em 2011, ao trabalhar num romance sobre um mistério em volta de arte antiga, deparou-se num blogue com um apartamento em Paris que ficou abandonado durante setenta anos. Esta história de uma mulher que deixou a sua residência cheia de tesouros e nunca mais regressou parecia a inspiração perfeita para um romance, e continha todas as paixões de Ella. Formada em Literatura Inglesa e Música, e apaixonada por Arte e História, estudou francês desde os cinco anos e viajou para Paris uma dúzia de vezes. Ella Carey vive com o marido, dois filhos adolescentes e dois maravilhosos galgos italianos. Pode consultar as páginas da autora em https://www.facebook.com/ellacareyauthor/ ou www.ellacarey.com.

Imprensa:
-
Ler mais »

Novidades

Edições ASA | "A Força de uma Mulher Série Poldark - Volume II" de Winston Graham

fevereiro 14, 2019

15,75 € | 496 pág


Sobre livro:
Demelza, a filha de um mineiro que Ross Poldark resgatou da miséria, acaba de dar à luz a filha de ambos. A pequena Julia traz-lhe uma felicidade imensa, mas essa alegria é ensombrada pela sua dificuldade em se adaptar aos novos costumes… do marido e da aristocracia. Também o fantasma de Elizabeth, a noiva perdida de Ross, continua muito presente na vida de ambos, ameaçando a frágil união.

Ross, entretanto, dedica-se de corpo e alma à luta pelos direitos dos mais pobres e ganha, assim, um poderoso inimigo: o temível George Warleggan. 

Conseguirá a força de vontade de Demelza penetrar as profundezas do coração do marido? Serão estes ventos de mudança suficientemente fortes para alimentar a débil chama de felicidade que Ross tanto lutou para acender?

No seguimento de O Regresso de um Estranho, A Força de uma Mulher centra-se agora em Demelza, a protagonista feminina da série Poldark, uma das sagas históricas de maior sucesso da literatura contemporânea britânica e um fenómeno televisivo internacional da BBC.

Sobre autor:
Winston Graham nasceu em Inglaterra em 1908 e foi viver para a Cornualha aos dezassete anos. 
Começou a escrever ainda jovem e nunca mais parou de o fazer. 
Em 1963 foi nomeado cavaleiro da Ordem do Império Britânico. 
Escreveu mais de trinta romances – traduzidos para mais de vinte línguas –, dos quais a saga Poldark se destaca. 
Graham morreu em 2003, com 95 anos.

Imprensa:
-
Ler mais »

Novidades

Editorial PResença | "Um Clarão de Luz" de Jodi Picoult

fevereiro 14, 2019

16,11 € | 368 pág


Sobre livro:
Um dia quente de outono começa como qualquer outro no Centro - uma clínica que presta cuidados de saúde reprodutiva a mulheres. Como habitualmente, os seus funcionários acolhem as pacientes que ali se encontram para aconselhamento e tratamentos. de repente, pelo final da manhã, um homem armado entra nas instalações e começa a disparar, causando feridos e fazendo reféns.

O agente de polícia Hugh McElroy, especialista em negociar a libertação de reféns, estabelece um perímetro de segurança e traça um plano para comunicar com o atirador. ao olhar sub-repticiamente para as mensagens recebidas no seu telemóvel, apercebe-se, horrorizado, de que Wren, a sua filha de apenas quinze anos, se encontra no interior da clínica.

Wren não está só. Ela vai partilhar as horas seguintes, sob um clima de grande tensão, com outras pessoas : uma enfermeira em pân ico, que tem de se autocontrolar para salvar a vida de uma mulher ferida; um médico que põe a sua fé à prova como nunca antes acontecera; uma ativista pró -vida, que se tinha feito passar por paciente e é agora vítima da mesma raiva que ela própria sentia; uma jovem que quer abortar. e o próprio atirador, completamente transtornado, a querer ser ouvido.

Uma narrativa que equaciona a complexa temática dos direitos das mulheres grávidas e dos direitos dos seres que elas estão a gerar, além de refletir sobre o significado de ser boa mãe e bom pai. 

Um romance desafiador, absorvente e apaixonante.

Sobre autor:
Jodi Picoult nasceu e cresceu em Long Island. Estudou Inglês e Escrita Criativa na Universidade de Princeton e publicou dois contos na revista Seventeen enquanto ainda era estudante. O seu espírito realista e a necessidade de pagar a renda levaram-na a ter uma série de empregos diferentes depois de se formar: trabalhou numa corretora e numa editora, foi copywriter numa agência de publicidade e foi professora de inglês. Em 2003, foi galardoada com o New England Bookseller Award for Fiction e a esta consagração muitas outras se seguiram. Com mais de catorze milhões de exemplares vendidos, está traduzida em 34 idiomas.

Imprensa:
«Jodi Picoult na sua obra literária mais audaciosa de sempre... Oportuna, equilibrada e inspiradora de debate.»
The Washington Post

«O poder da escrita de Jodi Picoult é tal que nunca exageramos ao elogiá-la.»
Financial Times

«Jodi Picoult no seu melhor nesta abordagem crítica e muito pessoal a uma questão altamente sensível, complexa e polémica.»
People

«Romances como este são necessários.»
Kirkus Reviews

«Uma escritora cujas obras o mundo precisa de ler já.»
The Independent

«Os seus romances inteligentes, fruto de uma pesquisa rigorosa, exploram dilemas éticos através de situações comoventes e de grande impacto social.»
The Sunday Times
Ler mais »

Novidades

Editorial Planeta | "O Fogo Invisível" de Javier Sierra

fevereiro 13, 2019

17,96 € | 424 pág


Sobre livro:
O segredo mais importante da história está prestes a ser revelado.

David Salas, um prometedor linguista do Trinity College de Dublin, encontra-se, após aterrar em Madrid, com Vitoria Goodman, uma velha amiga dos avós e com a jovem ajudante, uma misteriosa historiadora de arte. 

Esse encontro irá transtornar os seus planos e conduzi-lo-á a uma surpreendente investigação para averiguar o que aconteceu com um dos alunos da escola de literatura de Lady Goodman. 

Para sua surpresa, a chave parece esconder-se no mito do Graal e no seu vínculo a Espanha.

Remotas igrejas românicas dos Pirenéus, colecções de arte em Barcelona, livros antigos e estranhos códigos em pedra aliam-se numa trama de intriga que nos fará pensar sobre a origem de toda a verdadeira inspiração da literatura e arte.

Sobre autor:
Javier Sierra, é jornalista e escritor de nacionalidade espanhola. Especialista e apaixonado pelos grandes enigmas históricos. Foi fundador da revista Año Cero.

Imprensa:
-
Ler mais »

Novidades

Lua de Papel | "O Anjo da Vingança - Quarteto de Milão N.º 2" de Giorgio Scerbanenco

fevereiro 13, 2019

13,41 € | 216 pág


Sobre livro:
Duca Lamberti foi médico em tempos. Expulso da ordem, vive de colaborações ocasionais com a polícia sempre que o acaso lhe bate à porta. E logo no início deste romance, o acaso surge sob a forma de uma provocante milanesa, casaco vermelho comprido a tapar mal as longas pernas em meias de renda preta. Vai casar-se em breve com um talhante de mau feitio, e quer ir como nova; pretende que o doutor lhe restitua a virgindade há muito perdida, uma cirurgia simples, uma himenoplastia. O doutor diz que sim. Toda ela, e a história que conta, traz consigo o inequívoco fedor a trafulhice. E o doutor, que passou três anos na prisão, reconhece o odor à légua. 

Com a ajuda da polícia, investiga a milanesa do longo casaco vermelho. E ao puxar o fio à meada, começa a deslindar uma fiada de assassinatos, vários carros afogados nos canais imundos de Milão. Não há coincidências. Vai atrás das pistas, e as pistas são pessoas: a empregada de perfumaria, grávida, que quer fazer um desmancho; o dono do hotel de província que aluga à hora uns quartitos discretos; o talhante mafioso, o advogado milionário que nunca exerceu… Todos têm uma história para contar. Todos eles revelam as entranhas de uma cidade corrupta, apodrecida até à medula, a negra Milão dos anos 60, pintada cruamente pelo seu melhor retratista, Giorgio Scerbanenco. 

Uma narrativa tensa, pontuada por diálogos de um cinismo delirante, entrecortada pela ocasional explosão de violência.

Sobre autor:
Filho de pai ucraniano e mãe italiana, nascido em Kiev em 1911 (à época parte do Império Russo), Giorgio Scerbanenco cedo emigrou com a família para Roma. 
Aos 18 anos mudou-se para Milão, onde viveria até morrer.
Jornalista freelance, trabalhou em várias publicações italianas, sobretudo revistas femininas, tendo chegado mesmo a manter uma coluna muito popular de conselhos amorosos. 
Começou a publicar romances inspirados nos clássicos de Edgar Wallace e S. S. Van Dine, usando um pseudónimo anglo-saxónico. 
Apesar de ter ensaiado vários géneros narrativos, foi com os policiais negros que se tornou famoso, nomeadamente com o aclamado Quarteto de Milão, cujo início é Uma Vénus Privada.
De personalidade reservada, Scerbanenco notabilizou-se pelo retrato de pessoas fracas cruelmente vitimizadas pela sociedade, graças em parte, a durante anos ter respondido a cartas de leitoras das revistas femininas.

Imprensa:
«Irresistível.»
Wall Street Journal
Ler mais »

Novidades

SdE | "A Morte dos Reis" de Bernard Cornwell

fevereiro 13, 2019

15,93 € | 336 pág


Sobre livro:
No campo de batalha, as lealdades vão ser postas à prova. O poderoso rei Alfredo está morto. É um momento de tensão e incerteza, com os rivais que lhe pretendem suceder a tomar posições e a recrutar aliados. Lamentavelmente, o reino do falecido Alfredo está à beira da desintegração. Uhtred, o Senhor da Guerra e braço direito do falecido rei, assume a responsabilidade de manter o país em ordem enquanto o problema da sucessão não é resolvido. Mas ele quer lutar para recuperar a herança da Nortúmbria que lhe foi roubada. 

No entanto, sabe que, se desertar, o sonho de Alfredo desaparecerá. Um homem dividido entre dois mundos tem de decidir onde reside a sua lealdade e desempenhar o seu papel na história. As rivalidades e intrigas de poder caminham para um desfecho sangrento.

Sobre autor:
Bernard Cornwell nasceu em Londres e cresceu em Essex. Trabalhou para a BBC antes de conhecer a sua esposa americana, tendo-se mudado para os EUA onde iniciou a sua carreira de escritor. O seu primeiro romance, Sharpe’s Eagle, sobre um soldado nas Guerras Napoleónicas, tornou-se um sucesso e originou uma série com mais de vinte livros e subsequente adaptação televisiva. É também o autor de vários séries históricas como The Warlord Chronicles, Starbuck Chronicles e outros thrillers e romances de grande reputação.

Imprensa:
-
Ler mais »

Novidades

Bertrand Editora | "O Olho do Mundo - Livro 1 de A Roda do Tempo" de Robert Jordan

fevereiro 13, 2019

19,98 € | 818 pág


Sobre livro:
Existe um mundo de Luz e Sombra onde o Bem e o Mal travam uma batalha eterna.

O mundo da Roda do Tempo é uma das melhores séries de fantasia épica alguma vez escrita.

A Roda do Tempo gira e as Eras sucedem-se, transformando memórias em lendas. As lendas esbatem-se e fazem-se mitos e até estes estão há muito esquecidos quando a Era que os gerou regressa, trazida pelo movimento incessante da Roda. 

Na Terceira Era, a Idade da Profecia, o Mundo e o Tempo encontram-se suspensos, em frágil equilíbrio. Uma única verdade resiste e aquilo que os mortais esquecem mantém-se vivo na memória das Aes Sedai. Quando as Trevas se reerguerem caberá a um homem apenas, o Dragão, combatê-las. Mas aquilo que foi, o que será e o que agora é ainda podem cair sob o poder da sombra…

Sobre autor:
Robert Jordan nasceu em 1948 em Charleston, Carolina do Sul. Com quatro anos aprendeu a ler, com a ajuda episódica de um irmão mais velho, e aos cinco anos entrou nas aventuras de Mark Twain e de Júlio Verne. Com vinte anos foi integrado no exército dos Estados Unidos onde realizou duas comissões no Vietname (de 1968 a 1970). Depois do seu regresso, licenciou-se em física e, em 1977, iniciou um percurso como escritor e o seu nome destacou-se sobretudo como autor da série de fantasia épica e bestseller mundial A Roda do Tempo, uma das séries mais importantes e mais vendidas na história da fantasia, com mais de 14 milhões de exemplares vendidos na América do Norte. Robert Jordan morreu a 16 de setembro de 2007, após uma corajosa batalha contra uma doença rara.

Imprensa:
«Épico, em todos os sentidos.»
Sunday Times

«Com a Roda do Tempo, Jordan passou a dominar o mundo que Tolkien começou por revelar.»
New York Times
Ler mais »

Novidades

Editorial Presença | "Uma Planície Sombria- Trilogia Engenhos Morttíferos - Livro 4" de Philip Reeve

fevereiro 13, 2019

15,21 € | 288 pág


Sobre livro:
Decorreram vinte anos desde o início da devastadora guerra entre as mortíferas cidades-naves movidas por engenhos de tração

Wren e o pai, Tom Natsworthy, viajam na sua aeronave pelas Estradas dos Pássaros, tentando esquecer a traição de Hester, Mas, na cidade arruinada de Londres, fazem uma descoberta que muda tudo, e Hester enfrenta um inimigo poderoso e com uma vontade implacável de destruir a Humanidade. 

Uma Planície Sombria, obra vencedora do Guardian Children’s Fiction Prize, encerra a fantástica e brilhante série Engenhos Mortíferos, cujo primeiro volume foi adaptado ao cinema por Peter Jackson.

Sobre autor:
Philip Reeve nasceu em 1966, em Brighton, onde trabalhou numa livraria durante vários anos. Além disso, foi autor, encenador e produtor de peças de teatro. Entretanto, dedicou-se à ilustração de obras infantis, tendo ilustrado mais de 40 livros. Estreou-se como escritor com Engenhos Mortíferos, vencedor do Smarties Book Prize e finalista do Branford Boase Award e do Whitbread Children's Book Award 2002. Esta obra dá início à tetralogia de que fazem parte os volumes: O Ouro do Predador e Máquinas Infernais, também já publicados pela Editorial Presença.

Imprensa:
«Fenomenal... cruel e romântico, divertido e assustador, repleto de ação e contemplação.»
Sunday Times

«Magnífico, audaz, brilhante.»
The Guardian

«Muito bem escrito, sem uma palavra a mais.»
Independent

«Um livro maravilhoso, totalmente cativante em toda a sua imaginação e energia. O único defeito que se pode assinalar é a dificuldade que o leitor tem em parar de ler.»
Daily Telegraph
Ler mais »

Novidades

Editorial Presença | "Maquinas Infernais - Trilogia Engenhos Morttíferos - Livro 3" de Philip Reeve

fevereiro 13, 2019

15,21 € | 288 pág


Sobre livro:
Num futuro longínquo, pós-apocalíptico, milhares de anos após a Grande Guerra dos Antigos, que praticamente destruiu o mundo em sessenta minutos, as pessoas passaram a viver em enormes cidades-naves movidas por potentes engenhos de tração e protegidas das radiações do exterior. 

Todas elas são predadoras, sendo as mais fortes capazes de incorporar as mais fracas e escravizar os seus habitantes, segundo o Darwinismo Municipal . 

Tom Natsworthy e Hester Shaw correram múltiplos perigos até encontrarem refúgio em Anchorage, a sumptuosa e decadente metrópole, que se estabeleceu nas costas do Continente Morto (a América do Norte), onde a natureza se regenerara e readquirira uma atmosfera respirável e solo fértil. Aí vivem pacificamente com a filha de 15 anos, Wren. 

Contudo, quando os Meninos Perdidos entram de novo em cena, tudo recomeça. 

Esta é mais uma fantástica e arrebatadora sequela da série Engenhos Mortíferos, cujo primeiro volume foi adaptado ao cinema por Peter Jackson.

Sobre autor:
Philip Reeve nasceu em 1966, em Brighton, onde trabalhou numa livraria durante vários anos. Além disso, foi autor, encenador e produtor de peças de teatro. Entretanto, dedicou-se à ilustração de obras infantis, tendo ilustrado mais de 40 livros. Estreou-se como escritor com Engenhos Mortíferos, vencedor do Smarties Book Prize e finalista do Branford Boase Award e do Whitbread Children's Book Award 2002. Esta obra dá início à tetralogia de que fazem parte os volumes: O Ouro do Predador e Máquinas Infernais, também já publicados pela Editorial Presença.

Imprensa:
-
Ler mais »

Novidades

Editorial Presença | "Um Estranho Dentro de Casa" de Shari Lapena

fevereiro 12, 2019

15,75 € | 304 pág


Sobre livro:
Porque fugiria ela, assustada, de um lar feliz?

Está à espera que o marido, por quem sente um grande amor, chegue a casa vindo do emprego. Está a preparar o jantar, desejosa de saber como lhe correu o dia.

É a última coisa de que se lembra.

Acorda no hospital, sem ter a mais pequena ideia de como lá foi parar. Dizem-lhe que foi vítima de um acidente: perdeu o controlo do carro quando conduzia numa zona perigosa da cidade.

A polícia suspeita de que ela não estaria lá pelas melhores razões. Mas o marido recusa -se a acreditar. A sua melhor amiga não tem tantas certezas. E nem ela própria sabe em que acreditar.

Sobre autor:
Shari Lapena exerceu advocacia e foi professora de Inglês antes de se dedicar à escrita de ficção.
O Casal do Lado, o seu livro de estreia, foi o thriller mais falado de 2016, ocupando as primeiras posições das listas de bestsellers do Sunday Times e do New York Times. 
Foi eleito o livro do ano pela WHSmith. 
Os direitos de tradução foram vendidos para 28 línguas.

Imprensa:
«Um enredo bem construído... Impossível parar de ler.»
Publishers Weekly

«Shari Lapena mantém o seu estilo habilidoso até à reviravolta inesperada no final Memorável.»
Associated Press
Ler mais »

Novidades

Dom Quixote | "Uma Questão de Conveniência" de Sayaka Murata

fevereiro 12, 2019

13,41 € | 168 pág


Sobre livro:
Keiko foi sempre estranha - e os pais perguntam-se onde encaixará ela no mundo real. Por isso, quando a rapariga resolve ir trabalhar para uma loja de conveniência, a notícia é recebida com entusiasmo, até porque na loja ela encontra um mundo bastante previsível, que domina com a ajuda de um manual e copiando os colegas até na forma de falar. 

Mas aos 36 anos é ainda na mesma loja de conveniência que trabalha, e além disso nunca teve um namorado, frustrando as expectativas da sociedade… Embora Keiko não se importe com isso, sabe que a família e os amigos estão mais ou menos desesperados. Um dia, porém, é contratado para a loja um rapaz com o qual Keiko tem algumas afinidades. Não será então aconselhável para ambos um relacionamento?

Sayaka Murata, uma das vozes mais originais e talentosas da ficção contemporânea japonesa, capta brilhantemente a atmosfera de uma loja de conveniência e satiriza as obsessões que regem a sociedade contemporânea e a pressão exercida sobre as mulheres no sentido de cumprirem expectativas alheias, com o pretexto de terem uma vida normal. 

Uma Questão de Conveniência, que venceu o prémio Akutagawa e foi traduzido em mais de vinte países, é o retrato de uma heroína deliciosa que promete ser tão memorável como Amélie Poulain.

Sobre autor:
Sayaka Murata nasceu em Inzai, no Japão, em 1979. Em criança gostava de ler ficção científica e policiais e, aos dez anos, já sonhava escrever romances, pelo que a mãe lhe ofereceu um processador de texto. A família mudou-se para Tóquio quando ela estava na escola secundária e foi na capital que frequentou a Universidade Tamagawa. É uma das mais mediáticas romancistas contemporâneas e os seus livros ganharam prestigiantes prémios literários. Escreveu para a revista Granta e foi nomeada Mulher do Ano pela Vogue japonesa em 2016. Trabalha em part-time numa loja de conveniência na cidade de Tóquio, porque diz que a observação quotidiana das pessoas num lugar como esse é francamente inspiradora para a sua obra. A escrita de Sayaka Murata explora o inconformismo com as regras sociais, especialmente no tocante ao papel das mulheres, à paternidade, à assexualidade e ao celibato voluntário.

Imprensa:
«Um dos melhores livros de ficção de 2018.»
The Guardian
Ler mais »

Novidades

Suma de Letras | "O Homem das Castanhas" de Søren Sveistrup

fevereiro 12, 2019

17,91 € | 450 pág


Sobre livro:
Uma tempestuosa manhã de Outubro. Num tranquilo subúrbio de Copenhaga, a Polícia faz uma descoberta terrível. No recreio de um colégio, uma jovem é encontrada brutalmente assassinada, e falta-lhe uma das mãos. Pendurado por cima dela, um pequeno boneco feito com castanhas.

A jovem e ambiciosa detective Naia Thulin é designada para desvendar o caso. Com o seu colega Mark Hess, um investigador que acabou de ser expulso da Europol, descobrem uma misteriosa prova sobre «o homem das castanhas», nome com que os media baptizaram o assassino. Existem evidências que o ligam a uma menina que desapareceu um ano antes e foi dada como morta: a filha da ministra Rosa Hartung.

Mas o homem que confessou o assassínio da menina, um jovem que sofre de uma doença mental, já está atrás das grades e o caso há muito tempo fechado. Quando uma segunda mulher é encontrada morta e, junto dela, mais um boneco de castanhas, Thulin e Hess suspeitam de que possa haver uma ligação entre o caso Hartung e as mulheres assassinadas.

Mas qual é a relação entre as duas mortes? Thulin e Hess entram numa corrida contra o tempo. O assassino tem uma missão e está longe de a terminar.

Sobre autor:
Søren Sveistrup é o guionista internacionalmente aclamado do fenómeno televisivo The Killing, vencedor de vários prémios internacionais, incluindo um BAFTA, e que foi reproduzido em mais de 100 países.

Mais recentemente, Sveistrup escreveu o guião para o cinema do romance O Boneco de Neve, de Jo Nesbø. Sveistrup fez um Mestrado em Literatura e História na Universidade de Copenhaga e estudou na Danish Film School.

O Homem das Castanhas, o seu primeiro romance, é já um sucesso internacional, tanto de vendas como de crítica, e os seus direitos foram vendidos para 25 países.

Imprensa:
«Excelente. Uma mistura sagaz de policial, thriller político e drama doméstico.»
The New York Times

«Søren Sveistrup é, claramente, um mestre artesão.»
The Telegraph

«Uma escrita fulgurante.»
The Guardian

«Sveistrup consegue transmitir, através da sua interpretação das famílias, casas e locais de trabalho que retrata, o potencial de verdadeiro realismo social panorâmico que a escrita de thrillers encerra.»
The Sunday Times
Ler mais »

Novidades

Relógio d'Água | "Léxico Familiar" de Natália Ginzburg

fevereiro 12, 2019

14,40 € | 200 pág


Sobre livro:
Léxico Familiar é o principal livro de Natalia Ginzburg e um clássico da literatura italiana contemporânea. A narrativa acompanha a vida dos Levi, que viveram em Turim entre 1930 e 1950, período em que se assiste à ascensão do fascismo, à Segunda Guerra Mundial e aos acontecimentos que se lhe seguiram. 

Natalia, uma das filhas do professor Levi, foi testemunha dos momentos íntimos da família e dessa conversa entre pais e irmãos que se converteu num idioma secreto. Nesta narrativa de pendor autobiográfico, os acontecimentos quotidianos misturam-se com reflexões que mantêm toda a atualidade. 

O livro venceu em 1963 o Prémio Strega.

Sobre autor:
-

Imprensa:
-
Ler mais »

Follow on Facebook